Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






A Câmara Municipal de Silves irá manter a taxa mínima de IMI para 2015. A medida, que já foi aprovada em reunião do Executivo e da Assembleia Municipal de Silves, traduz-se na aplicação de uma taxa de 0,30 por cento para prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI e de 0,50 por cento para os prédios urbanos não-avaliados, para além de uma minoração de 30 por cento para os prédios urbanos da Freguesia de S. Marcos da Serra (com o objetivo de combate à interioridade e à desertificação humana), e uma majoração de 30 por cento para prédios urbanos degradados.
Na mesma reunião, o executivo silvense aprovou a não aplicação da Taxa Municipal de Direitos de Passagem, abdicando, assim, de uma receita que poderia ir até aos 0,25 por cento sobre a faturação mensal emitida pelas empresas que oferecem redes e serviços de comunicações eletrónicas acessíveis ao público, em local fixo, para todos os clientes finais do concelho, aliviando, desta forma, a fatura de comunicações dos munícipes. Apesar destas medidas representarem uma redução significativa das receitas, a Câmara Municipal de Silves considera a sua aplicação de extrema importância social, uma vez que o alívio da carga fiscal das famílias/contribuintes num período particularmente difícil como o que o país atravessa é um importante contributo para a coesão e melhoria do ambiente social e económico do concelho.

publicado às 17:46



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D