Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O Município de Olhão já tem o seu Plano de Emergência de Proteção Civil aprovado, tendo entrado em vigor no dia 12 de novembro, após publicação em Diário da República. Este documento legal permite organizar, orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações necessárias à resposta da melhor forma, bem como antecipar os cenários suscetíveis de desencadear um acidente grave ou catástrofe.
O Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil é um documento formal no qual as autoridades de proteção civil a nível municipal definem as orientações relativamente ao modo de atuação dos vários organismos, serviços e estruturas a empenhar em operações da sua intervenção. A reposição da normalidade das áreas afetadas constitui outro dos seus objetivos, de forma a minimizar os efeitos de um acidente grave ou catástrofe sobre as pessoas, bens e/ou o ambiente. Estes planos municipais são, assim, documentos desenvolvidos com o intuito de organizar, orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações necessárias à resposta necessária em determinado contexto. Como tal, deverão permitir antecipar os cenários suscetíveis de desencadear um acidente grave ou catástrofe, definindo, de modo inequívoco, toda a organização e os procedimentos para preparação e aumento da capacidade de resposta.
No caso do Município de Olhão, e de acordo com a legislação vigente (Resolução nº 25/2008 de 18 de julho – Comissão Nacional de Proteção Civil), é a partir da data de vigência que começa a contar o prazo de 180 dias para a realização do primeiro exercício no âmbito deste Plano. É igualmente a partir desta data que começa a contar o prazo de dois anos para a próxima revisão.

publicado às 18:49



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D