Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Em período de celebração pascal, a Orquestra Clássica do Sul (OCS) apresenta três espetáculos em colaboração com o Grupo Coral Ossónoba. Os Concertos de Páscoa acontecem no dia 3 de abril, Sexta-feira Santa, às 19h, na Igreja do Carmo, na Fuseta, no dia 4, às 21h30, no Centro Cultural de Lagos, e no dia 5, Domingo de Páscoa, às 18h, na Igreja do Carmo, em Tavira, este último inserido nas celebrações do terceiro centenário da Irmandade Carmelita de Tavira. Estes concertos apresentam um reportório especial dedicado à época da Páscoa, com a direção musical pelas mãos de Rui Pinheiro, Maestro Titular da OCS, e com a participação dos solistas Maria José Rocha (soprano), Cláudia Amaro e Verónica Rosová (contraltos), Paulo Sopa e Luís Espada (tenores) e João Pedro Mendonça (baixo) do Grupo Coral Ossónoba, que também partilhará o palco com a OCS.

A «Oratória de Páscoa» de Bach, concluída em abril de 1725, retrata um domingo de Páscoa, com texto do oratório da autoria (provavelmente) de Picander, tratando-se de uma reelaboração da «Cantata dos Pastores», hoje extraviada. Após a abertura, apresenta-se a «Paixão» de Haydn presente na sua Sinfonia n.º 49, composta durante o seu período «Sturm und Drang», marcado por emoções fortes e tempestivas. Nesta magnífica peça, predomina o tom doloroso, que acaba por se dissipar, sendo possível adivinhar a razão do subtítulo que lhe foi atribuído já no século XIX: A Paixão de Cristo mitigada pela sua mensagem de paz e amor. A «Missa da Coroação», composta em 1779, sendo uma das mais populares das 17 composições de Mozart do género, encerra o programa destes eventos. A missa KV 317 parece ter adquirido o apelido de «Coroação» na corte imperial em Viena no início do século XIX, depois de se tornar a música preferida para coroações reais e imperiais, bem como celebrações de Ação de Graças.
O Grupo Coral Ossónoba surgiu pela primeira vez em Junho de 1980, composto por um grupo de entusiastas da música coral dirigidos pelo Padre José Pedro Martins, e desde então tem vindo a apresentar-se tanto a nível nacional como internacional. Atualmente, a direção coral está a cargo de Nuno Sequeira Rodrigues. Os Concertos de Páscoa da Orquestra Clássica do Sul têm o apoio da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, no âmbito do primeiro protocolo de divulgação e promoção de concertos de música clássica entre uma freguesia do Algarve e a orquestra, bem como das Câmaras Municipal de Lagos e Tavira. A entrada é paga, à exceção do concerto na Fuseta, que será de entrada livre.

publicado às 13:56



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D