Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O Município de Castro Marim e as duas dezenas de associações de caça do concelho celebraram protocolos de colaboração que visam a prevenção e a vigilância aos fogos florestais. A cada zona de caça foram cedidos 1.500 euros, destinados à realização de desmatações e limpeza de aceiros, privilegiando o redor das povoações e habitações. O objetivo é proteger os haveres e as gentes deste concelho que no verão, tal como todo o país, tão fustigados são pelas chamas.
Refira-se que, muitas vezes, nos milhares de hectares de serra algarvia os caçadores são a única presença humana ao longo de anos. “O fogo combate-se antes da época estival e as associações de caçadores devem ser parceiros privilegiados dos municípios no desenvolvimento social e económico do interior e agora também na prevenção e combate aos incêndios florestais”, considerou o presidente do Município de Castro Marim, Francisco Amaral.

publicado às 14:36



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D