Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António encheu por completo, no dia 17 de janeiro, para a Sessão Solene comemorativa do 125.º Aniversário daquela Corporação de Bombeiros. A cerimónia, presidida pelo Secretário de Estado da Administração Interna, João de Almeida, em que foi homenageado, a título póstumo, o Comandante Sérgio Filipe Marques Baptista, contou com a participação de diversas personalidades, entre as quais, o Vice-Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Rodeia Machado; o Comandante Operacional Distrital, Vítor Vaz Pinto; o Presidente da Federação dos Bombeiros do Algarve, Paulo Morgado; o Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral; a Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita e demais autarcas.
O Secretário de Estado, João Almeida, felicitou a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António pelos 125 anos de vida, reconhecendo a sua ação na defesa intransigente de pessoas e bens. Salientou “a iniciativa dos fundadores da corporação”, a “resposta permanente dada ao longo dos anos seguintes por todos os que integraram, e integram, esta corporação” e ainda a “responsabilidade da mesma para enfrentar os desafios do futuro”. Mais à frente, falou sobre algumas medidas do Governo, de grande importância para a atividade dos bombeiros, nomeadamente, o transporte de doentes. “As associações humanitárias investiram ao longo dos anos (para o transporte de doentes) e a capacidade instalada nos Bombeiros não poderia ser desvalorizada. Terminámos o regulamento e a questão está resolvida, representando um aumento de mais de 10 por cento no financiamento aos Bombeiros. Não é uma questão resolvida como o Governo gostava, a ANMP recusou a contribuição mínima obrigatória por parte dos municípios, já que não será possível fazer a lei baseada nos três pilares que pretendíamos”.  
Por seu turno, o Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, deu os parabéns aos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António, tendo realçado a figura do Comandante Sérgio Filipe Marques Baptista no engrandecimento da Corporação de Bombeiros que dirigiu durante vários anos. “Os Bombeiros de Vila Real de Santo António prestaram um apoio constante a todo o nordeste algarvio. Durante muitos anos, e até à criação da corporação de Alcoutim, foi a única corporação desta zona do Algarve”, afirmou. “Apesar da situação de bancarrota em que a desgovernação dos últimos anos deixou o nosso país, é importante que não falte dinheiro para a saúde, para os mais necessitados e para a Proteção Civil. A Câmara Municipal de Castro Marim vai continuar a apoiar os Bombeiros de Vila Real de Santo António”, garantiu ainda o edil castromarinense.
No decurso da Sessão Solene do 125.º Aniversário dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António, por proposta da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António, a Liga dos Bombeiros Portugueses distinguiu, com a Medalha de Serviços Distintos, Grau Ouro, as câmaras municipais de Castro Marim e Vila Real de Santo António, “pelo inegável apoio e contributo ao engrandecimento e prestígio do Corpo de Bombeiros de Vila Real de Santo António”. Também por despacho da ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, foi atribuída à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V.R.S.A, a Medalha de Mérito de Proteção e Socorro, Grau Ouro, e Distintivo Azul. Foram ainda distinguidos pela Liga dos Bombeiros Portugueses alguns bombeiros da Corporação pelo seu empenho e dedicação à causa da proteção, socorro e emergência médica.
Na sua alocução, o Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António, Nuno Pereira, falou um pouco dos 125 anos da história da Corporação de Bombeiros e agradeceu o esforço financeiro das câmaras municipais que suportaram a componente nacional das candidaturas que permitiram a aquisição de viaturas e equipamento de proteção individual para os Bombeiros, bem como equipar uma base operacional na região. Agradeceu igualmente ao presidente da Câmara Municipal de Castro Marim o apoio à candidatura para aquisição de um veículo pesado de combate a incêndios florestais e de um compressor para enchimento de garrafas de ar comprimido, equipamentos indispensáveis ao desempenho do corpo de Bombeiros de V.R.S.A. A terminar, Nuno Pereira recordou o trabalho desenvolvido pelo Comandante Sérgio Filipe Marques Baptista, “alguém que deu tudo a esta casa”, tendo a Direção proposto à autarquia vilarealense a atribuição do seu nome à Rotunda, na Avenida das Comunidades da cidade, como forma de perpetuar o nome do “homem que idealizou e ajudou a construir o novo Quartel dos Bombeiros, um dos melhores do país”, proposta essa que mereceu o acolhimento da Autarquia. 

publicado às 13:41


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D