Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nos séculos XV e XVI, os portugueses lançaram-se na maior epopeia jamais conhecida: as viagens marítimas, que haviam de levar-nos para além das fronteiras do conhecimento, dando-nos a descobrir novas terras, povos e culturas. Mais de cinco séculos depois, a Câmara Municipal de Lagospropõe um novo desafio: relembrar e conhecer esse período histórico marcante na evolução da humanidade. Mais uma vez, a autarquia convidou outros parceiros – públicos e privados - a associarem-se ao projeto, e está a organizar um conjunto de atividades diversificadas que dão corpo ao Festival dos Descobrimentos, que este ano vai na sua 8ª edição e cujo tema central será os «600 Anos da Tomada de Ceuta -1415/2015».
A iniciativa vai decorrer em vários locais da cidade, entre os dias 30 de abril e 9 de maio, ainda que o seu ponto alto aconteça no fim de semana de 30 de abril a 3 de maio, com a realização, no centro histórico da cidade, da Feira dos Descobrimentos (onde participantes e visitantes podem observar e adquirir produtos e iguarias em exposição nas diversas tendas instaladas no recinto) e do Cortejo Histórico (30 de abril - com a participação de voluntários de escolas e instituições diversas do concelho, que representam as classes sociais da época – Clero, Nobreza, Burguesia e Povo). Ao longo desses quatros dias serão recriados episódios como a preparação da Armada para Ceuta; a Tomada da Cidade de Ceuta; a Batalha entre Cristãos e Mouros e o momento em que D. João Iarma os seus filhos Cavaleiros. O pólo central do Festival e da Feira terá lugar na Praça do Infante, ainda que se estenda até às ruas do centro histórico, Praça Gil Eanes e Praça Luis de Camões.
Recorde-se que ao longo das várias edições do evento a autarquia tem, desde sempre, procurado trabalhar as vertentes científica, pedagógica, cultural e recreativa, razão pela qual em cada edição se escolhe um tema evocativo de um período, uma personagem ou acontecimento específico da história dos descobrimentos. Nesta 8.ª edição, o tema proposto foi exatamente os «600 anos da Tomada de Ceuta: 1415-2015», que lançou igualmente o mote à realização de um Ciclo de Palestras, que se iniciou no passado dia 27 de janeiro, por ocasião do Aniversário da Elevação de Lagos a Cidade, e que decorrerá até novembro, mês em que se evoca a figura do Infante D. Henrique (aniversário da sua morte – 13 de novembro de 1460). 

publicado às 13:25


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D