Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O maior evento dedicado às aves em Portugal irá animar a Vila de Sagres entre os dias 2 e 5 de outubro. Durante quatro dias, os participantes terão oportunidade de usufruir de atividades ligadas à natureza, com um especial destaque para as aves. O evento, que pretende reunir mais de 800 participantes é dirigido a famílias e a pessoas que querem conhecer melhor as aves e a natureza da região.
Este ano a ave com direito a destaque é a toutinegra-de-bigodes (Sylvia cantillans) que, apesar de não ser o passeriforme migrador mais abundante em Sagres, é mais uma das muitas espécies de aves migradoras que durante o final do verão e início do outono enriquecem a biodiversidade local, e uma das espécies que é sempre um prazer observar. Mas o grande atrativo continuam a ser as cegonhas, águias, abutres, falcões e outras aves planadoras que pintam o céu de Sagres nesta altura do ano.
Este evento é também sinónimo de convívio, contacto com a natureza e descontração. Assim, os participantes terão mais uma vez ao seu dispor um leque de atividades muito diversificado que vão desde saídas de campo para observar aves, mini-cursos de diversas temáticas, saídas pelágicas para observação de cetáceos e de aves marinhas, passeios a cavalo, iniciativas de fotografia, caminhadas com burros de carga ou até atividades de educação ambiental para os mais novos. Os participantes continuam igualmente a poder contar com os descontos que os agentes empresariais parceiros do festival disponibilizam (alojamentos, restauração, lojas e empresas de animação turística).
A Península de Sagres, no Concelho de Vila do Bispo, está integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e é uma das zonas mais importantes do Algarve e do país para a avifauna. Este local alberga espécies únicas na região e é palco de um fenómeno natural que, em Portugal, não encontra semelhante – a migração outonal de aves. Mas nem só de aves planadoras (principalmente rapinas e cegonhas) vive a migração em Sagres, pois a zona é um local de eleição nesta época do ano para observar aves marinhas, estepárias (aves dos campos agrícolas), passeriformes (pássaros), entre outras.

publicado às 18:16



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D