Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




No quadro de cooperação entre os Municípios de Lagoa – Algarve e Lagoa – Açores celebrado em 18 de janeiro de 2008, através de um Protocolo de Geminação em que foram estabelecidos objetivos de aproximação regular, programática e qualitativa no que concerne às relações de caráter social, cultural, desportivo e económico, realizou-se uma reunião de trabalho entres os dois executivos que veio vincular e aprofundar os pressupostos veiculados pelo protocolado na Geminação. Assim, veio o executivo do Município de Lagoa – Açores formalizar a sua participação na FATACIL 2015, fato que não acontecia há muitos anos. Esta participação tem como objetivos a promoção e divulgação do que o município açoriano tem de melhor para oferecer a quem o visita e foram ainda concertadas ações conjuntas que constarão no programa oficial da FATACIL 2015.
Foi também acordado e agendado para maio de 2016 a realização, na cidade de Lagoa, das Festas do Divino Espírito Santo com grande tradição histórico-cultural que remonta ao século XIV. Neste sentido de partilha cultural poderá toda a população do concelho de Lagoa, do Algarve e até do país experienciar e vivenciar as Festas do Divino Espírito Santo. Essas celebrações aconteciam 50 dias após a Páscoa, comemorando o dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo desceu do céu sobre a Virgem Maria e os apóstolos de Cristo sob a forma de línguas de fogo, segundo conta o Novo Testamento. Desde os seus primórdios, os festejos do Divino, realizados na época das primeiras colheitas no calendário agrícola do hemisfério norte, são marcados pela esperança na chegada de uma nova era para o mundo dos homens, com igualdade, prosperidade e abundância para todos. Esta tradição perdurou nos tempos até aos dias de hoje, com forte impacto religioso, social e cultural em todo o arquipélago dos Açores, sendo a sua realização objeto de forte atração, pelo que muitos açorianos - que por razões diversas abandonaram as suas ilhas, principalmente pela emigração - regressam às suas raízes para viverem e comemorarem este momento.
Dada a sua grandiosidade e intensidade religiosa, tornaram-se as Festas do Divino Espírito Santo um evento de grande atração turística, pelo que, nesta altura do ano, os visitantes aumentam exponencialmente em todas as ilhas dos Açores. Foi ainda o executivo do Município de Lagoa convidado a visitar o seu conterrâneo dos Açores em junho de 2015, por altura da realização de tão importante festejo, convite esse que foi aceite pelo Presidente Francisco Martins.

publicado às 14:53



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D