Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2015 da Câmara Municipal de Alcoutim foram aprovados por maioria, com dois votos contra dos vereadores da oposição, em reunião de Câmara extraordinária realizada no passado dia 30 de outubro. A proposta de Orçamento para 2015 prevê um valor global de oito milhões, 88 mil e 591 euros, sendo que cerca de dois milhões de euros são despesas de capital, o que representa 26 por cento do Orçamento.
“Este orçamento espelha a situação real, na adversa conjuntura macro e microeconómico em que o concelho se insere, considerando quer as condições exógenas, quer a matriz funcional da própria autarquia, sem nunca colocar em causa a concretização das políticas definidas”, considera o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo dos Santos Gonçalves, acrescentando: “Apesar da redução de 5.196.886,00 euros da receita prevista em relação ao ano anterior, resultado, essencialmente, da aplicação das alterações legislativas, designadamente no que se refere aos critérios para o cálculo do valor estimado da receita, os documentos agora aprovados representam uma matriz orçamental clara e cuidada, que teve como base um escrupuloso diagnóstico no que concerne às necessidades da população do concelho”.
Ainda no âmbito da receita, refira-se também que a autarquia abdicou, em prol das famílias, da totalidade dos 5 por cento de IRS que lhe era devida. “Esta medida pretende atenuar a carga fiscal os munícipes numa altura de crise económica em que o poder de compra dos cidadãos é cada vez menor. Enquanto a situação financeira da autarquia o permitir esta será uma medida para continuar", garante o presidente.
Em termos globais, os investimentos mais relevantes, quer pelo montante envolvido, quer pela natureza premente dos mesmos, encontram-se distribuídos pela área da saúde, educação e ação social, com destaque para o investimento na construção do Lar de Martim Longo; saneamento e abastecimento de águas, com especial enfoque para a ETAR dos montes das Laranjeiras, Guerreiros do Rio, Álamo e Cortes das Donas, e o sistema de tratamento e abastecimento de água a diversas populações do concelho; transportes rodoviários, com destaque para 2ª Fase da Avenida de Acesso à EBI de Martim Longo e à construção e reparação de diversas estradas e caminhos municipais. Os documentos agora aprovados serão submetidos a apreciação da Assembleia Municipal na próxima reunião.

publicado às 20:34



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D