Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Câmara de Loulé não vira a cara aos animais

por Daniel Pina, em 06.10.14


Para assinalar o Dia Mundial do Animal, a 4 de outubro, a Câmara Municipal de Loulé celebrou um protocolo com três associações que desenvolvem um trabalho meritório no apoio à causa animal: Associação Coração100Dono, Associação de Defesa de Animais Carenciados e Necessitados de Rua e Associação A.I.D. – Associação Protetora dos Animais. Este apoio, concretizado através de um subsídio financeiro, tem em vista contribuir para o envolvimento das associações na promoção de iniciativas que se enquadrem no âmbito da responsabilidade da Autarquia e das suas políticas, nomeadamente campanhas públicas de sensibilização da comunidade em geral em matéria de proteção e defesa dos animais, tais como boas práticas de bem-estar animal; ações de sensibilização junto da comunidade escolar que promovam concursos de ideias e exposições temáticas; dinamização do voluntariado; ou campanhas temáticas específicas, nomeadamente de esterilização; palestras.
“Quisemos simbolizar este dia com este momento formal para fazer a diferença daquela que foi a prática seguida ao longo dos anos. A Câmara Municipal de Loulé tem tido, há muitos anos, algum cuidado e alguma sensibilidade para esta problemática dos animais abandonados que depois são recolhidos”, sublinhou o presidente da Autarquia, Vítor Aleixo, continuando: “O que é diferente hoje é uma nova atitude e um voltar de página nessa política que era pouco pensada, que estava muito aquém daqueles que são os propósitos do nosso executivo e que, no fundo, são os valores que crescem na comunidade mundial de uma nova relação com os animais, pautada por outros cuidados”.
Para além do cumprimento do quadro normativo em vigor, a Câmara de Loulé pretende ir mais longe e, nesse sentido, os responsáveis municipais querem o envolvimento das associações de defesa dos direitos animais. “Estamos na disposição de disponibilizar mais meios para ajudar essas associações que assentam, muitas vezes, na generosidade das pessoas que abraçam essas causas, no seu voluntariado, sem reservas e sem qualquer interesse”, considerou o autarca. O envolvimento em campanhas de esterilização de animais vadios, a instalação de comedouros públicos nas localidades do Concelho, o envolvimento das escolas de forma a incutir o amor e respeito pelos animais junto dos mais novos e, futuramente, a cogestão do Canil Municipal são alguns dos exemplos de iniciativas que o responsável do Município pretende desenvolver com as associações de forma a dar dignidade à vida dos animais.
Por último, o edil louletano falou do apoio que a Autarquia pretende dar às pessoas que, por dificuldades financeiras, se vêm obrigadas a abandonar os seus animais de estimação. “Não acredito que para quem tenha um animal de companhia seja fácil chegar à conclusão que não tem dinheiro para ir ao veterinário, para comprar comida e que abandone o seu bicho de estimação”, frisou Vítor Aleixo. “Queremos dar o nosso contributo para um novo humanismo que não se centra só no homem mas um humanismo que seja centrado em tudo aquilo que é vivo porque os animais são também nossos companheiros”, concluiu o autarca.

publicado às 19:20



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D