Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






A Câmara Municipal de Loulé quer devolver à população de Loulé o Largo de S. Francisco, um espaço que há cerca de dez anos foi alvo de uma intervenção «que não resultou» e que será agora corrigida. A obra foi apresentada, no dia 9 de setembro, perante a presença de muitas pessoas que habitualmente utilizam esta zona da cidade para momentos de lazer.
O principal ponto desta intervenção passará por retirar o passadiço de madeira, bem como todos os obstáculos aí existentes, transformando toda a área do lago em largo, subindo o nível do pavimento que será revestido a calçada. Assim, ao espaço lúdico e de lazer existente juntam-se com esta obra mais 300 metros quadrados de área de fruição. A água continuará a funcionar como elemento lúdico, agora «mais sentida». Os repuxos ficarão ao nível do pavimento do largo, podendo funcionar como pólo de brincadeiras para os mais novos, permitindo às crianças um contacto direto com a água. A ligação à Rua das Lojas será reforçada com a colocação de mobiliário urbano, nomeadamente bancos para que as pessoas consigam aproveitar a sombra e possam contemplar a água, e o alinhamento de árvores.
A obra, cujo prazo de execução rondará, no máximo, os quatro meses, estará concluída aquando da realização da Festa da Mãe Soberana (5 e 19 de abril de 2015), sendo os trabalhos adjudicados por ajuste direto por um valor de cerca de 150 mil euros. “Os louletanos têm uma relação muito afetiva com este Largo, mas a intervenção realizada em 2003/04 não teve resultado, pois passou a ser um espaço onde não era fácil circular e não era agradável estar, pelo menos nesta parte mais próxima da Rua das Lojas. Este é um pequeno projeto de alteração de uma obra e, basicamente, o que se pretende é desimpedir este largo da barreira e dos obstáculos inúmeros que tem para que possa ser fruído pelos cidadãos, para que as pessoas possam vir, estar, conversar, passear, conviver, no fundo voltar a ter uma relação muito mais amigável com o espaço que sentiram que perderam com esta obra”, afirmou Vítor Aleixo.
Os trabalhos, que serão também uma resposta aos anseios dos cidadãos que, durante anos, aguardavam pela correção e pela melhoria deste largo, irá “humanizar este espaço e fazer dele largo público muito mais do que ele é hoje”, considerou ainda o presidente da Câmara Municipal de Loulé, acrescentando que, após esta empreitada, segue-se uma intervenção na Rua Serpa Pinto e artérias adjacentes, cujas infraestruturas se encontram bastante degradados.

publicado às 13:47



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D