Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






À margem da conferência de José Manuel Mendes integrada no ciclo «Discursos Diretos», foi celebrado, no dia 8 de outubro, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, um Memorando de Entendimento entre a Câmara de Loulé e a Associação Portuguesa de Escritores que tem em vista a cooperação entre as duas entidades de forma a promover a difusão da literatura nacional e a da língua e da literatura portuguesas, através de iniciativas realizadas no Concelho de Loulé. De acordo esta parceria, a Associação poderá propor à Autarquia protocolos de cooperação para as suas iniciativas cuja concretização e alcance tenham relação direta e útil com os objetivos do Memorando. A Autarquia e a Associação irão designar dois representantes para troca de informações e preparação das iniciativas destinadas a aprovação recíproca.
A Associação Portuguesa de Escritores – APE é reconhecidamente a mais importante organização representativa dos escritores portugueses e, como tal, é Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique (1984), e Membro-Honorário da Ordem da Liberdade (1990). São objetivos da Associação, entre outros, promover a difusão interna e externa da literatura nacional, promover a defesa da língua e da literatura portuguesas como património espiritual da Nação e promover manifestações de carácter cultural e reuniões de escritores para convívio e discussão de assuntos que lhes interessem, e tomar iniciativas para estímulo e valorização da atividade literária. Por seu turno, o Município de Loulé, no quadro da sua política cultural, promove projetos interdisciplinares e transversais de âmbito local, regional e nacional que pretendem contribuir para a formação de uma cidadania ativa.
Segundo José Manuel Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Escritores, para além da continuação de iniciativas criadas e lançadas em Loulé, pretende-se igualmente levar a cabo outras que sejam concebidas em conjunto pelas duas entidades. Já o presidente da Câmara Municipal de Loulé realçou a importância deste ato no âmbito das iniciativas realizadas neste novo ciclo político que tem sido fortemente marcado por “inúmeras intervenções no domínio da cultura, da cidadania, do pensamento, de toda aquela atividade que deixa sementes para o futuro”. “A cultura, a cidadania, a reflexão, aquilo que os tempos de hoje mais precisam estão de facto a ter um peso determinante. Há um patamar novo que está a ser percorrido com este novo ciclo político que está aberto em Loulé”, disse Vítor Aleixo.

publicado às 12:57



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D