Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






A Polis Litoral Ria Formosa – Sociedade para a Requalificação e Valorização da Ria Formosa, S.A. acaba de consignar a obra de Requalificação das Quatro Águas (Bloco A), em Tavira, tendo a assinatura decorrido, no dia 12 de novembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A obra, inserida no âmbito da intervenção de Requalificação e Valorização da Ria Formosa, a cargo da Sociedade Polis Litoral Ria Formosa, S.A., tem como objetivo o ordenamento e regularização da área, disciplinando as cargas incidentes sobre o ecossistema. Através da requalificação e valorização do espaço público, será possível a correção de fenómenos erosivos, prevenindo o risco para pessoas e bens e eliminando elementos ambientalmente dissonantes.
As disfunções ambientais identificadas na área, a minimizar, estão associadas à implantação e utilização do acesso que apresenta sinais claros de degradação, ao desordenamento do tráfego e desqualificação do espaço público e à degradação de taludes e margens por fenómenos erosivos. Esta intervenção integrada de ordenamento de espaço público, de minimização de fatores de erosão do litoral e de prevenção de riscos naturais e humanos, permitirá, consequentemente, a dignificação deste interface privilegiado entre a cidade de Tavira e a Ria Formosa, concretamente no acesso à Ilha de Tavira e no desenvolvimento de atividades náuticas, e possibilita o estabelecimento de uma mais estreita relação dos cidadãos com os valores naturais em presença.
Abrangendo o acesso viário, desde a zona do futuro Porto de Pesca de Tavira até ao cais de embarque das Quatro Águas, a intervenção criará condições para formas alternativas de mobilidade (circulação pedonal e de velocípedes) e melhorará as condições de amenidade no sítio das Quatro Águas, ao nível da vegetação, pavimentos e equipamentos, passando esta zona a constituir uma área nobre para a população, consagrada ao lazer e à fruição do contacto sensorial com o ambiente. Paralelamente, será promovida uma maior disciplina e ordenamento da circulação e do estacionamento automóvel, a par de uma melhoria das condições para a circulação de transportes públicos, dotando o espaço de estruturas adequadas para o embarque e desembarque de passageiros. Em complemento, o projeto prevê a instalação de mobiliário urbano e equipamento associado à intervenção, iluminação pública e sinalização informativa, interpretativa e pedagógica.
Na sequência do concurso público decorrido, a execução da empreitada foi adjudicada à empresa Vibeiras, S.A., pelo valor de 2.301.664,52 € + IVA, sendo que a fiscalização ficará a cargo da empresa GWIC, Lda., pelo valor de 69.818 € + IVA. A execução da obra tem um prazo previsto de 365 dias, sendo financiada através de capital social da Polis Litoral Ria Formosa, S.A. (componentes Estado e Câmara Municipal de Tavira) e financiamento comunitário, proveniente do Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT), inserido no Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

publicado às 18:44



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D