Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Foi lançado pela empresa Águas do Algarve um concurso público, no valor base de 130 mil euros, com o objetivo de adaptar o caminho do Porto da Figueira à cota da albufeira da Barragem de Odelouca, nas zonas da Ponte da Linha férrea e aqueduto de linha de água, a pavimentação da EM 267 e o encaminhamento de águas pluviais para a linha de água existente. Isto porque, com a conclusão da Barragem de Odelouca e subida do nível da ribeira, o acesso anteriormente utilizado para o Porto da Figueira e Vale Grandes ficou submerso, exigindo que as populações de Porto Figueira e Vale Grandes tenham que percorrer uma maior distância para se deslocar à sede de freguesia.
De forma a minimizar tal situação e de modo a ir de encontro às pretensões da população, a Águas do Algarve, S.A. encetou um conjunto de estudos que visam a execução da subida da cota do caminho de acesso para a cota 100,50, assim como o murete e aqueduto da linha de água existente e  confinantes com a linha férrea. Foi igualmente contemplado no presente projeto de execução a reabilitação de uma extensão de dois quilómetros da EM267, como medida de compensação da degradação realizada pelas empreitadas executadas pela Águas do Algarve, S.A., nomeadamente, as empreitadas «Adaptação e Proteção da Linha Férrea, da Ponte Ferroviária e da Ponte Rodoviária interferidas pela Albufeira da Barragem de Odelouca, Construção da Ponte da Sapeira e do Acesso entre o Coroamento da Barragem de Odelouca e a Tomada de Água do Túnel Odelouca / Funcho» e «Restabelecimento de Caminhos afetados pela Albufeira de Odelouca».

publicado às 13:42



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D