Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



VII Feira da Perdiz foi um sucesso

por Daniel Pina, em 10.11.14


Sendo a perdiz vermelha um dos ex-libris da região e a cinegética uma das apostas turísticas do concelho, a Câmara Municipal de Alcoutim promoveu, no fim de semana de 8 e 9 de novembro, a sétima edição da Feira da Perdiz. A caça e tudo o que se prende com esta atividade foram as estrelas do certame por onde passaram milhares de visitantes. “A caça constitui um atrativo para muitos milhares de visitantes, amantes da modalidade, de todas as regiões do país, que anualmente nos procuraram nesta época do ano, conferindo um forte incremento à economia local”, sublinhou Osvaldo dos Santos Gonçalves, presidente da autarquia, no discurso de abertura do evento. Presentes estiveram também o Diretor Regional de Agricultura e Pesca do Algarve, Fernando Severino, o Diretor Regional das Florestas do Algarve, José Duarte Pacheco, e o Diretor Regional das Florestas do Alentejo, Pedro Rocha, entre outras entidades locais e regionais.
Nesta edição, a feira contou com mais de 50 expositores de artigos ligados à caça, ao turismo, ao artesanato e à gastronomia local e com um espaço contiguo à exposição reservado para as tasquinhas que com a vasta oferta de pratos à base de caça constituíram um dos grandes motivos de atração dos visitantes. Durante os dois dias de feira foram muitas as atividades, animações, exposições e provas, sendo de destacar a realização da Taça de Portugal de Caça Prática e as palestras «A nova variedade da doença hemorrágica viral e a crise do coelho bravo» e «A caça em áreas protegidas e classificadas», por Pedro Esteves, investigador do CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos), e por Pedro Rocha, diretor do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo da Autoridade Florestal Nacional (AFN), respetivamente.
O certame ficou ainda marcado pelo arranque, na tarde de sábado, da segunda edição do Festival Gastronómico do Concelho de Alcoutim «Sabores da Serra ao Rio», que decorrerá em 14 restaurantes do concelho até 30 de novembro. A apresentação do festival, nesta edição dedicado aos sabores de outono, incluiu a realização de um «show cooking», pelo Chef Adérito Almeida, da Escola de Hotelaria de Faro, que brindou os presentes com um prato à base de caça.

publicado às 18:56



O Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2015 da Câmara Municipal de Alcoutim foram aprovados por maioria, com dois votos contra dos vereadores da oposição, em reunião de Câmara extraordinária realizada no passado dia 30 de outubro. A proposta de Orçamento para 2015 prevê um valor global de oito milhões, 88 mil e 591 euros, sendo que cerca de dois milhões de euros são despesas de capital, o que representa 26 por cento do Orçamento.
“Este orçamento espelha a situação real, na adversa conjuntura macro e microeconómico em que o concelho se insere, considerando quer as condições exógenas, quer a matriz funcional da própria autarquia, sem nunca colocar em causa a concretização das políticas definidas”, considera o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo dos Santos Gonçalves, acrescentando: “Apesar da redução de 5.196.886,00 euros da receita prevista em relação ao ano anterior, resultado, essencialmente, da aplicação das alterações legislativas, designadamente no que se refere aos critérios para o cálculo do valor estimado da receita, os documentos agora aprovados representam uma matriz orçamental clara e cuidada, que teve como base um escrupuloso diagnóstico no que concerne às necessidades da população do concelho”.
Ainda no âmbito da receita, refira-se também que a autarquia abdicou, em prol das famílias, da totalidade dos 5 por cento de IRS que lhe era devida. “Esta medida pretende atenuar a carga fiscal os munícipes numa altura de crise económica em que o poder de compra dos cidadãos é cada vez menor. Enquanto a situação financeira da autarquia o permitir esta será uma medida para continuar", garante o presidente.
Em termos globais, os investimentos mais relevantes, quer pelo montante envolvido, quer pela natureza premente dos mesmos, encontram-se distribuídos pela área da saúde, educação e ação social, com destaque para o investimento na construção do Lar de Martim Longo; saneamento e abastecimento de águas, com especial enfoque para a ETAR dos montes das Laranjeiras, Guerreiros do Rio, Álamo e Cortes das Donas, e o sistema de tratamento e abastecimento de água a diversas populações do concelho; transportes rodoviários, com destaque para 2ª Fase da Avenida de Acesso à EBI de Martim Longo e à construção e reparação de diversas estradas e caminhos municipais. Os documentos agora aprovados serão submetidos a apreciação da Assembleia Municipal na próxima reunião.

publicado às 20:34

Alcoutim prepara VII Feira da Perdiz

por Daniel Pina, em 24.10.14


A VII Feira da Perdiz terá lugar no Pavilhão Desportivo Municipal, em Martim Longo, nos dias 8 e 9 de novembro. O evento organizado pela autarquia de Alcoutim visa essencialmente a promoção das extraordinárias condições cinegéticas do concelho e tem entrada gratuita.
A abertura oficial está marcada para dia 8, sábado, às 10h. Antes disso, terão lugar, fora do recinto da feira, a Taça de Portugal de Caça Prática, pelas 7h, e uma Caçada aos Coelhos, com início marcado para as 8h. A primeira destas atividades decorrerá na Zona de Caça Associativa de Castelhanos e Laborato e na Zona de Caça da Associação de Caçadores de Medronhais, enquanto a Caçada aos Coelhos terá lugar na Zona de Caça Turística de Pereiro.
O certame vai contar com a presença de stands de empresas e associações do setor, exposições de espécies cinegéticas, concursos de cães, demonstrações de caça com cães de parar, falcoaria, artesanato, gastronomia regional e algumas atividades radicais dirigidas aos mais novos. A animação musical estará a cargo de Ivete Mangalho e Rolinhas e o grupo de musica popular portuguesa «Arco da Velha». Destaque ainda para a apresentação, pelas 20h de dia 8, do segundo Festival Gastronómico do Concelho de Alcoutim, durante a qual decorrerá um Show cooking. Para além dos momentos de animação e convívio, a feira vai ser palco de momentos de esclarecimentos e debate com dois colóquios subordinados aos temas «A nova variedade da doença hemorrágica viral e a crise do coelho bravo» e «A caça em áreas protegidas e classificadas», agendados para o dia 8, pelas 11h30. 
O nome da feira, dedicada à caça em geral, deve-se ao facto de a perdiz vermelha, uma das mais importantes espécies cinegéticas da nossa fauna e muito cobiçada pelos caçadores, ser particularmente comum nesta região apesar de ter sofrido um marcado declínio na Península Ibérica.

publicado às 19:03


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D