Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Integrada no «Lagoa Wine Show» decorreu, no dia 3 de abril, a cerimónia de assinatura de um protocolo entre o Município de Lagoa e a Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza, no âmbito do «Projeto Green Cork» (Projeto de Reciclagem de Rolhas de Cortiça). O objetivo desta parceria consiste em unir a reciclagem à conservação da natureza, possibilitando que as rolhas de cortiça sejam recicladas e o valor apurado seja aplicado na reflorestação de espécies originais da flora portuguesa, através do projeto Floresta Comum.
Nesse sentido, durante os dias em que decorreu o «Lagoa Wine Show» foram recolhidos 4,960 kg de rolhas de cortiça. A autarquia lagoense pretende, com esta atividade de educação ambiental, iniciar a recolha de rolhas de cortiça para reciclagem junto de toda a comunidade escolar, desde o pré-escolar ao ensino secundário das redes pública, privada e social do Concelho de Lagoa, implementando junto de todos os parceiros o sistema de recolhas das rolhas. Deste modo, estes ficam envolvidos nas questões da biodiversidade consideradas não só como responsabilidade social e ambiental, mas também como parte integrante da gestão da recolha, nomeadamente no sentido de um balanço global positivo de impacto da sua atividade sobre a biodiversidade, estimulando simultaneamente a reflorestação e exploração responsável das florestas.

publicado às 20:29

Lagoa assinalou Dia do Combatente

por Daniel Pina, em 14.04.15
O Dia do Combatente foi assinalado, como tem vindo a ser tradicional, pelo Núcleo de Lagoa/Portimão da Liga dos Combatentes, com uma pequena cerimónia militar junto ao Monumento erigido no Largo dos Combatentes, frente à Igreja Matriz. O ato contou com a presença do Presidente da Assembleia Municipal, Águas da Cruz, dos Vereadores Luís da Encarnação e Anabela Simão, em representação do executivo municipal, do Presidente da União das Freguesias de Lagoa e Carvoeiro, Joaquim João, assim como de Associações de Antigos Combatentes dos vários ramos das Forças Armadas, de uma delegação dos Bombeiros Voluntários de Lagoa e de uma secção do Regimento de Infantaria n.º 1 de Tavira, comandada pelo Capitão Brito e população.
A cerimónia contou com a colaboração da fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Portimão, tendo-se iniciado com uma pequena parada militar pelo Regimento de Infantaria N.º 1 de Tavira, a que se seguiu o discurso do Presidente do Núcleo dos Combatentes de Lagoa/Portimão, Jaime Marreiros. O dirigente agradeceu o incansável apoio da Autarquia, nomeadamente na recuperação da sepultura, abandonada no Cemitério Municipal de Lagoa, de um combatente da Primeira Grande Guerra. Já o Vereador Luís Encarnação frisou que Lagoa não podia deixar de participar “nesta homenagem que hoje se presta a todos os soldados, a todos os militares, realçando o orgulho nos militares portugueses e o que significam para a pátria”. "Para os que já partiram, fica o Memorial, para que gerações futuras saibam que houve homens a debaterem-se pelo país”, destacou.
A finalizar a cerimónia, foram tocados os Hinos do Combatente e Nacional, após o que foi colocada uma coroa de flores no Monumento dos Combatentes, tendo os presentes rumado ao Cemitério Municipal, onde homenagearam o único soldado que combateu na 1ª guerra mundial e que, embora não sendo de Lagoa, aqui viveu e foi sepultado no cemitério local e cuja campa foi recuperada pela Câmara, onde também foi depositada uma coroa de flores. O ponto alto da cerimónia foi a inauguração do memorial que a Câmara Municipal de Lagoa erigiu no seu cemitério, a pedido da Liga dos Combatentes, evocando o valor dos soldados lagoenses que caíram em combate na guerra do Ultramar e que foi benzido pelo Coronel Monsenhor Joaquim Cupertino.

publicado às 13:37

No passado sábado, 11 de Abril, 136 pessoas reuniram-se para jantar no restaurante do Parque de Campismo de Albufeira, com o intuito de festejar o 8.º aniversário da Confraria do Bacchus de Albufeira. Entre confrades e amigos, Carlos Oliveira, presidente da direção da Bacchus, apresentou também formalmente a programação da 7ª Grande Mostra de Vinhos de Portugal, a decorrer entre 16 a 18 de Maio, no Espaço Multiusos de Albufeira (EMA).
À margem dos festejos, e fazendo jus a uma das suas premissas, a solidariedade, a Confraria do Bacchus de Albufeira fez um donativo no valor de 250 euros aos Bombeiros Voluntários de Albufeira. Esta quantia será somada aos valores entretanto recolhidos na campanha de angariação de fundos para a aquisição de uma ambulância.
Fundada em 2007, a Confraria do Bacchus de Albufeira nasceu do empenho de um coletivo de apreciadores da gastronomia e dos excelentes vinhos nacionais, com o objetivo de divulgar o vinho e o património cultural a ele associado. Por regulamentação, promove mensalmente um jantar na primeira sexta-feira do mês, em torno de um vinho de determinada região vinícola. Conta atualmente com 75 membros (20 por cento mulheres) nas categorias de confrades efetivos, confrades Mestre (ligados ao sector do vinho) e de Honra (pessoas coletivas). 
Ao longo de oito anos de existência, a Confraria tem participado em diversas iniciativas, a convite de outras Confrarias e outras associações, e procura também associar-se a causas solidárias. Sinal disso é que, ainda recentemente, organizou a 1ª Caminhada Solidária em Paderne, com recolha de bens para pessoas carenciadas, que terminou com uma refeição convívio oferecida a mais de 200 pessoas.
Entretanto, em 2009, e com apenas 30 membros, a Confraria do Bacchus de Albufeira decidiu embarcar num projeto ambicioso: a realização da  1ª Grande Mostra de Vinhos de Portugal, que contou com a participação de 42 produtores das várias regiões vinícolas portuguesas. Passados seis anos, o número dos profissionais que desejam estar presentes no certame quase duplicou, com a edição deste ano a exceder a lotação máxima do EMA, espaço onde habitualmente decorre a  mostra, com 80 expositores já confirmados.

publicado às 13:29

Lagoa mostra o seu potencial em Barcelona

por Daniel Pina, em 14.04.15
O Município de Lagoa vai participar na B-Travel - Feira de Turismo de Barcelona, de 17 a 19 de abril, com o intuito de promover o concelho no mercado ibérico, um mercado de proximidade e de grande importância para a região, em especial numa altura em que se prevê uma nova ligação aérea, direta da capital algarvia a Barcelona, a partir de junho.
Tal como aconteceu nas feiras anteriores, a Câmara Municipal de Lagoa dará a conhecer as suas praias de sonho, o golfe, os percursos de natureza, a sua fantástica gastronomia e vinhos e a diversidade de eventos que marcam a vivência desta região ao longo de todo o ano. Apresentará também a sua nova aplicação para dispositivos móveis de promoção turística do Concelho e apoio aos visitantes e proporcionará aos produtores de vinho do Concelho a possibilidade de divulgação dos seus produtos, no enquadramento da grande temática deste ano, o «Ano do Vinho e da Vinha».
A B-Travel de Barcelona, que apresenta uma vasta oferta de destinos turísticos de todo o mundo, assenta na principal motivação do turista de hoje, que é viver experiências nas suas viagens, pelo que gira em torno das sensações e a sua oferta apresenta-se em cinco perspetivas: B-Happy (experiências de bem-estar em companhia), B-Special (ideias únicas), B-Culture (para os aficionados da arte, história e cultura), B-Adventure (viagens com desporto, natureza e aventura como protagonistas) e B-Delicious (vertente eno-gastronómica).

publicado às 13:18

Sob o tema «Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar» assinala-se, a 18 de abril, o Dia Internacional de Monumentos e Sítios 2015, instituído pelo ICOMOS Internacional, que este ano celebra 50 anos. Para assinalar esta efeméride, as autarquias de Lagos e Loulé promovem diversas iniciativas.
Em Lagos, os visitantes poderão visitar o Museu Municipal, a Igreja de Santo António e o Forte Ponta da Bandeira gratuitamente e os mais interessados em património religioso terão a oportunidade de conhecer melhor o que existe na Igreja de S. Sebastião. Para esta visita (comentada), as inscrições são gratuitas, mas limitadas.
Em Loulé, o programa arranca no dia 17 abril, pelas 10h, com a atividade «As 9 Musas – Clio», no Museu Municipal de Loulé, por Afonso Dias e Teresa da Silva, atividade direcionada para os alunos do pré-escolar e ensino básico. Das 10h às 11h decorrem no Pólo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte, em Alte, Concertos Interativos.
Na Sala Polivalente da Alcaidaria do Castelo, pelas 18h, são apresentados os documentários «Documentar Loulé Interior», pela Algarve Film Commission. Com este projeto, a Algarve Film Commission pretende promover a valorização e divulgação do Património Cultural Local e gerar uma nova dinâmica em torno das atividades criativas ligadas ao audiovisual.
Já no dia 18 de abril, pelas 14h30, a proposta da Autarquia é a realização do Percurso «Bordados de Pedra e Ferro», destinado a famílias. Às 15h, na Sala Polivalente da Alcaidaria do Castelo de Loulé, é apresentado o livro «Memórias dos Sabores do Mediterrâneo», por Susana Gómez Martínez, coordenadora da edição. Esta obra surge no âmbito do protocolo de cooperação da Câmara Municipal de Loulé com o Campo Arqueológico de Mértola. Às 16h, tem lugar mais uma sessão da atividade «Musealogando com… », desta vez com o convidado Elísio Summavielle, ex-Secretário de Estado da Cultura, na Sala Polivalente da Alcaidaria do Castelo. 

publicado às 13:13

O TEMPO – Teatro Municipal de Portimão apresenta, no dia 18 de Abril, às 21h30, a nova criação de Daniel Cardoso para a companhia de dança contemporânea Quorum Ballet. «Aristides» é uma homenagem a Aristides de Sousa Mendes, o cônsul de Portugal em Bordéus que, emitindo indiscriminadamente vistos de entrada em Portugal contra ordens expressas do Governo português, terá salvo a vida a dezenas de milhares de pessoas em fuga da invasão de França pela Alemanha Nazi, durante a Segunda Guerra Mundial.
Fazendo uso da já conhecida linguagem do Quorum Ballet, Daniel Cardoso é responsável pela coreografia, desenho de luz, espaço cénico e figurinos, quatro elementos que estão em sintonia e que levarão o espectador viajar no tempo. Ao longo de toda a peça vão caindo no palco folhas de papel que representam os vistos, enquanto os bailarinos, vestidos de Aristides, conjugam os movimentos com a banda sonora composta por Olafur Arnalds, Max Richter e Afex Twin, transmitindo sentimentos como o medo e a esperança.

publicado às 13:05

Faro debate a chave da internacionalização

por Daniel Pina, em 14.04.15
Irá realizar-se, no próximo dia 21 de abril, a mesa redonda «Internacionalização: Responsabilidade Social e Negócio», uma iniciativa da Câmara Municipal de Faro que decorre no âmbito das atividades da Rede Intermunicipal para a Cooperação e Desenvolvimento, da qual faz parte com 14 outros municípios. O projeto «Redes para o Desenvolvimento: Educação Global para uma Cooperação mais Eficiente» resulta de uma colaboração com Autoridades Locais portuguesas, alemãs, espanholas e holandesas, em parceria com o Instituto Marquês de Valle Flôr.
A ação terá lugar no Club Farense, pelas 18h, e tem como principal objetivo promover um espaço de reflexão e disponibilizar informação útil, que permita aos empresários encarar o desafio da internacionalização para os PALOPs como uma aposta muito válida, não apenas do ponto de vista da afirmação da responsabilidade social das empresas portuguesas, mas também como uma oportunidade de negócio. Pretende-se ainda um espaço de partilha das boas práticas ambientais e sociais relacionadas com a «Responsabilidade Social» e aprofundar o envolvimento de «networking» e parcerias.
Para tal, o Município de Faro convidou alguns especialistas que abordarão as suas experiências numa mesa redonda moderada por Hermínia Ribeiro, do Instituto Marquês Valle Flôr, em representação da Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento. Estão já confirmadas as presenças de: Paulo Lopes - Núcleo ACEGE Algarve – Associação Cristã de Empresários e Gestores; Celina Gil, representante do IAPMEI; Jack Soifer - Conselho de Cidadania e Consultor de empresas. A sessão será organizada em três intervenções de 10 minutos cada, seguidas de um espaço para perguntas e respostas, fomentando o debate entre os oradores e os participantes.

publicado às 12:45

No dia 19 de Abril, os Monumentos Megalíticos de Alcalar serão palco de mais uma recriação «Um dia na pré-história», iniciativa integrada nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. O evento organizado pela Câmara Municipal de Portimão, Museu de Portimão e Direção Regional de Cultura do Algarve, estende-se este ano ao território onde, há cinco mil anos, a comunidade de Alcalar desenvolveu as suas atividades, assumindo um caráter intermunicipal através de uma parceria entre os municípios de Portimão, Lagos, Monchique e as Juntas de Freguesia de Portimão, Alvor e Mexilhoeira Grande.
Para além dos tradicionais ateliês, que retratam o quotidiano alcalarense, onde o visitante pode testar a destreza de caçar, tecer, modelar cerâmicas, cultivar, ceifar, moer o cereal, até ao fabrico e cozedura do pão, o programa desta edição irá surpreender com um conjunto de atividades, no âmbito da arqueologia experimental, que serão novidade. O visitante terá a oportunidade de participar e assistir à preparação dos alimentos, desde o «desmanchar» de um porco, ao aproveitamento de toda a sua carne e ossos, até à sua confeção. Os mariscos, berbigão, ameijoa e o peixe fazem igualmente parte da ementa, que os mais curiosos poderão provar.
Sem fósforos nem facas, pela primeira vez no Algarve, a equipa especializada neste tipo de experimentação vai preparar os alimentos utilizando os instrumentos de pedra, fazer o fogo e cozinhá-los de formas diferentes, como se recuássemos cinco mil anos. Através da «soenga», vai perceber como se realizava o processo de cozedura ancestral da cerâmica, ficando igualmente a conhecer as práticas do talhe de líticos e outros materiais que possivelmente seriam usadas no fabrico das suas ferramentas, machados, pontas de setas, enxós e flechas, entre outros.
Não faltará a bebida e o saber do fabrico de cerveja tradicional, de acordo com a investigação já realizada sobre possíveis formas de produção desta bebida na época, também será colocado em prática. Será, por isso, um dia de experiências fundamentadas pelos estudos, já realizados sobre o território Alcalarense, e os trabalhos desenvolvidos por parte de investigadores das universidades de Stuttgart (Alemanha), Córdoba e pelo Centro de Arqueologia da universidade de Lisboa.
Para que a viagem no tempo seja uma realidade, vai haver igualmente encenações realizadas pelo Grupo de Teatro da Escola de Artes da Bemposta e os visitantes poderão conhecer, através das visitas comentadas, a história da comunidade de Alcalar.
Ainda no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, propõe-se, no dia 18, das 10h às 12h, visitas comentadas em Alcalar, com as arqueólogas Elena Móran e Isabel Soares. Na parte da tarde, às 17h, numa iniciativa conjunta com o Grupo Amigos do Museu de Portimão, terá lugar uma redescoberta de Portimão, através do passeio «Pelas Margens da História», a partir do Museu de Portimão até ao Largo da Barca. 

publicado às 20:30

Com o objetivo de assinalar o Dia Internacional da Segurança e Saúde no Trabalho, o Município de Lagoa leva a efeito as «I Jornadas sobre Segurança Laboral e Civil», com o apoio de entidades locais e nacionais que disponibilizaram meios humanos e materiais para o efeito. Estas Jornadas decorrem no Auditório Municipal e largo adjacente, de 27 a 29 de abril, com temáticas variadas, permitindo assim que o seu público-alvo seja o mais alargado possível, nomeadamente quadros Técnicos de Empresas e Municípios, Entidades Empregadoras, Técnicos vários, População Civil e Escolar, Forças de Socorro e de Segurança.
O primeiro dia será subordinado ao tema «Segurança no Local de Trabalho» e contará com intervenções de profissionais com prestigiado currículo na matéria. No dia 28, a «Segurança da Comunidade Laboral e Civil» será abordada pelas diversas entidades e oradores, que transmitirão informação referente às suas formas de atuação e meios disponíveis de intervenção, complementando-a com a demonstração de meios materiais e equipamentos expostos no exterior. Por fim, o dia 29 terá como público-alvo os alunos das escolas básicas do Concelho, que efetuarão visitas aos meios disponibilizados pelas diversas entidades, podendo assim ter contato direto com os operacionais e respetivos meios e métodos de intervenção.

publicado às 20:23

A Festa Grande da Mãe Soberana, Padroeira da cidade de Loulé, realiza-se no próximo domingo, 19 de abril, com o momento apoteótico que é o regresso da imagem de Nossa Senhora da Piedade ao seu santuário. As festividades arrancaram no Domingo de Páscoa com a Festa Pequena, que coincide com momento em que imagem da Mãe Soberana desce até à Igreja de S. Francisco. Durante os 15 dias que medeiam entre as duas festas, decorrem nesta Igreja novenas e sermões conduzidos por afamados oradores sacros que perfazem uma vigília religiosa de grande poder espiritual.
Nos dias 16, 17 e 18 de abril, pelas 21h, tem lugar o Tríduo Solene em honra de Nossa Senhora da Piedade, com pregação do Padre Flávio Martins, pároco de Quarteira. No sábado, dia 18, às 22h, o Clube Hípico de Loulé presta homenagem à Nossa Senhora da Piedade, no Largo de S. Francisco. Já no domingo, 19 de abril, acontece o momento alto da festa. A partir das 10h, tem lugar a celebração de uma Eucaristia na Igreja de S. Francisco. É deste local que a imagem de Nossa Senhora da Piedade sai em procissão, a partir das 11h, para o Largo do Monumento Eng.º Duarte Pacheco, acompanhada pela Banda Sociedade Musical de Instrução e Recreio Aljustrelense.
Às 12h, junto do Monumento, é celebrada uma Eucaristia, seguindo-se um tempo de louvor e saudação a Nossa Senhora da Piedade. Pelas 16h, decorre a missa campal presidida pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, após a qual acontece o momento de consagração a Nossa Senhora da Piedade. Tem então início a Grande Procissão que percorrerá as principais ruas da cidade, acompanhada pela música da Banda Filarmónica Artistas de Minerva.
O encerramento da Procissão Litúrgica acontece no Largo de S. Francisco, pelas 18h, seguindo-se o caminho de volta ao Santuário. Os oito homens carregam que carregam o andor, vestidos de calças e opas brancas, sobem o íngreme cerro, ao ritmo da música, e com a população a exibir-se em manifestações diversas mas verdadeiramente sentidas. Em tempos passados, estes homens eram considerados seres com capacidades sobre-humanas. Mas esta tradição, que é transmitida de geração em geração, de pais para filhos, tem vindo a perder-se. No entanto, há uma consideração especial por parte de todos os louletanos relativamente a estes homens que carregam a Padroeira ao longo desta subida íngreme num ritmo acelerado.
A escalada do caminho que dá acesso ao altar da Nossa Senhora da Piedade é um documento espantoso da fé cristã nesta terra. Ao esforço gigantesco dos homens que transportam a Virgem, alia-se a força espiritual dos muitos fieis que, em vivas à Nossa Senhora, em passo vivo e na cadência musicada dos homens da banda, vão «empurrando», no calor da fé e calçada acima, o pesado andor da Padroeira. Este cenário imenso da religiosidade louletana, de características tão locais como únicas, só pode ser sentido na alma de cada crente, quando vivido. Uma vivência feita de fervor religioso e de testemunho cristão, cuja explicação reside unicamente na essência dogmática da própria fé. As celebrações encerram pelas 23h, com um fogo-de-artifício junto à Ermida da Nossa Senhora da Piedade.

publicado às 13:36

Modernizar o espaço público, melhorar a circulação de trânsito e as acessibilidades aos cidadãos com mobilidade reduzida, e dar mais qualidade de vida aos munícipes são os objetivo das intervenções de renovação urbana que a Câmara Municipal de São Brás de Alportel desenvolve numa estratégia integrada de desenvolvimento do território. Assim, decorrem a bom ritmo os trabalhos de arranjo urbanístico da zona norte da Avenida da Liberdade, uma obra adjudicada à empresa são-brasense Trunforiginal, Unipessoal, Lda, pelo valor de 56.398,53 euros.
Trata-se de uma obra financiada por fundos comunitários que pretende dotar esta zona de um espaço ajardinado e de circulação, criando-se uma ligação pedonal entre a circular norte e a zona mais central da vila. A intervenção apresenta um conjunto de trabalhos que passam pela criação de um corredor pedonal acessível; pela colocação de mobiliário urbano, nomeadamente, bancos, papeleiras e um depósito enterrado de resíduos sólidos urbanos; contemplando ainda a plantação de árvores e arbustos, com a respetiva rede de rega; e a preparação de parte do terreno com as infraestruturas necessárias à criação de uma nova Horta Comunitária, que vem dar continuidade à rede de Hortas Comunitárias do município.
Este investimento é o início de uma estratégia de reabilitação urbana da Avenida da Liberdade, eixo urbano central de São Brás de Alportel, a qual vai desenvolver-se, de forma sustentada e faseadamente, até ao Largo de São Sebastião.

publicado às 13:28

Moda é o mote para Beta Talk de abril

por Daniel Pina, em 13.04.15
A partir das 19h do dia 16 de abril, o Café Concerto do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão será mais uma vez o ponto de encontro para uma conversa inspiradora, desta vez com Karo Krassel, criadora da marca Mareterra, e com Lurdes Silva, criadora da marca Bioco Tradition, dois jovens projetos que se inspiram nas tradições portuguesas.
Bioco Tradition é um projeto de Lurdes Silva. A sua paixão pelo comércio, do gosto pelo passado, pela nossa identidade desde cedo fez parte da sua vida. Resolveu criar uma marca cujo objetivo fosse a recriação de objetos com tradição. Trazer para o presente produtos do passado, tornando-os úteis, recriar produtos com história, com tradição, fazer reviver emoções. Produtos com identidade, com alma e o primeiro a ser apresentado pela marca foi o Bioco, um trajo mítico do Algarve, do Séc. XVII, do reinado de D. João IV.
Mareterra é um projeto de Karo Krassel, uma austríaca que escolheu o Algarve para viver. O seu gosto pela fotografia e experiência profissional como freelancer em vários projetos ligados a área do design e comunicação de marcas levou Karo a criar a sua própria marca. Apaixonada pelo surf e pelo mar, decidiu criar e desenvolver peças e acessórios de moda com uma linguagem gráfica jovem e informal inspirada nas tradições portuguesas e no surf da Costa Vicentina. T-shirts, cadernos e sacos são produzidos com materiais biológicos e com técnicas de impressão manual. Estas peças destinam-se a quem pretende levar consigo um «cheirinho» do país e de umas maravilhosas férias na Costa Vicentina.

publicado às 13:25

O Município de Lagos vai continuar a intervir em algumas artérias do Centro Histórico da cidade, dando continuidade às obras levadas a efeito no final do ano passado, as quais visam a correção do pavimento das ruas que se encontram em piores condições, bem como a substituição de alguns troços de infraestruturas, de águas e esgotos, onde foram identificadas anomalias. A obra permitirá uma melhoria significativa, ao nível da acessibilidade viária e pedonal, e irá abranger as seguintes ruas: Rua 1.º de Maio (troço entre Rua Infante de Sagres e Rua do Ferrador), Rua da Oliveira (troço entre Rua Infante de Sagres e Rua do Ferrador), Rua do Ferrador, Rua Prof. Luís de Azevedo, Travessa do Paço e troço final da Rua Marreiros Neto (mapa anexo).
A autarquia programou a intervenção de forma a que, por um lado, as artérias de maior importância (em termos de distribuição de trânsito no centro histórico) sejam intervencionadas fora da época alta (agosto), e, por outro, que a obra vá evoluindo gradualmente para permitir a definição de alternativas em termos de acessibilidade à zona de intervenção. 

publicado às 13:17

Castro Marim recebe workshop de Defesa Pessoal

por Daniel Pina, em 13.04.15
A Associação de Defesa Pessoal do Algarve, em parceria com o Clube Leões do Sul, organiza um Workshop de Defesa Pessoal, direcionado para todas as idades, a ter lugar no dia 25 de abril, pelas 10h, no Pavilhão Municipal de Castro Marim. Para além da aprendizagem subjacente ao Workshop, a iniciativa pretende ainda contribuir com bens alimentares para apoio à Gualdi (centro de animais) e incluirá igualmente uma Demonstração da Elite DP-K9 (cães de desporto).

publicado às 13:11

No próximo sábado, 18 de abril, pelas 21h30, o Grupo de Teatro Per-versus leva à cena, no Auditório Municipal de Albufeira, «O Testamento», uma história original de Luís Filipe Ferreira. Trata-se de uma deliciosa comédia de hábitos e costumes, que mostra o interesse que existe apenas em bens materiais e a falta de pudor nos métodos utilizados para alcançar os objetivos na leitura de um testamento de um grande empresário bem-sucedido no mundo dos negócios.
A produção do espetáculo é do Clube ABC «Os Espichenses» (Lagos), a direção de atores é de Luís Ferreira e Madalena Luz e conta com um elenco composto pelos seguintes atores: Rosa Roxo, Bruno Águas, Raquel Roxo, Paulo Evangelista, Dora Reis, Carlos Pina e Luís Ferreira.

publicado às 13:05

Há vida para além das consolas!

por Daniel Pina, em 13.04.15
A 11 de abril assinalou-se, um pouco por todo o mundo, o «International TableTop Day», iniciativa que, em 2014, dinamizou mais de três mil eventos em cerca de 80 países dos sete continentes. Como não poderia deixar de ser, o Grupo de Jogos de Tabuleiro de São Brás de Alportel aproveitou a data para convidar miúdos e graúdos para descobrirem um pouco mais sobre este fascinante mundo que, apesar de já contar com alguns séculos de existência, quase desapareceu com o fenómeno dos videojogos. Ao fim de uma tarde bastante animada, o encontro superou todas as expectativas, os recordes de participação foram batidos e provou-se mais uma vez que, apesar do fascínio que as consolas exercem sobre os mais novos, os jogos de tabuleiros estão vivos e recomendam-se.

Eu sou do tempo do ZX Spectrum 48K, ou seja, tinha que esperar alguns minutos a ouvir uma cassete a fazer uma guincharia desgraçada no gravador até poder começar a jogar na velhinha televisão da sala de jantar, isto se as pilhas não fraquejassem e a operação desse erro, para desespero dum jovem gaiato. Depois, era desfrutar das «maravilhas» do Chuckie Egg, Target Renegade, Commando, Jackal ou Emily Hughes Soccer, uns a preto e branco, outros a cores esbatidas, com muitos pixéis à mistura. Se passasse de nível, lá punha a cassete outra vez a andar e rezava para não dar erro.
Recuando à minha meninice, confesso que se aguentava bem este martírio se estivesse a jogar com outros amigos mas, em casa, sozinho, muitas vezes preferia entreter-me com o Monopólio, Risco, Damas, Dominó ou com um baralho de cartas. Depois, lá apareceu o ZX Spectrum 128, o Commodore Amiga, a Mega Drive, a Sega Saturn e, admito, os jogos de tabuleiro ficaram esquecidos na estante da despensa. Os anos passaram, voltei-me para os jogos de PC e ainda sucumbi à tentação da Playstation 2 e da Xbox. As obrigações profissionais ditaram depois o abandono de todo o tipo de jogos, que retomei mais recentemente com a gigantesca oferta disponível para os smartphones. E, lamento dizer, os poucos jogos de tabuleiro que tinha enquanto miúdo, não me acompanharam na viagem de Lisboa para o Algarve. Uma experiência pessoal que, ou muito engano, deve ser semelhante à de muitos milhares de portugueses.  
O certo é que os jogos de tabuleiros já andam por cá há mais tempo do que se possa pensar e basta dizer que, em Alcoutim, foi descoberta uma coleção que remonta à presença islâmica no Algarve. Contudo, o fenómeno das consolas e os jogos de topo dos computadores pessoais de última geração têm levado a uma queda de interesse da parte dos mais novos, como aconteceu comigo próprio. Não admira, por isso, que deixassem de ocupar um lugar de destaque nas salas de estar e fossem remetidos para caixas de «velharias» nos sótãos.
Mas se há coisa que a História nos diz é que tudo acontece em ciclos e a verdade é que os jogos de consola, PC’s ou telemóveis, normalmente jogados a solo, não substituem o convívio e a dinâmica de grupo dos jogos de tabuleiros, sejam os mais tradicionais como as damas, xadrez, bridge, Monopólio, Jogo da Glória ou Risco, ou os mais modernos, casos dos mediáticos «Dungeons & Dragons» e «World of Warcraft». E o resultado é que, de um momento para o outro, os grupos, uns informais, outros inseridos em associações culturais e recreativas, começaram a crescer em Portugal, organizando diversos encontros semanais ou mensais. Da mesma forma, como o mercado é dinâmico, surgiram empresas especialmente dedicadas à edição e comercialização de jogos de tabuleiros, uns importados do estrangeiro, outros criados mesmo em Portugal.

Texto e Fotografia: Daniel Pina

Leia a reportagem completa em
http://issuu.com/danielpina1975/docs/algarve_informativo_n.__3

publicado às 12:32

Vão arrancar, no dia 13 de abril, os trabalhos de Alimentação Artificial da Praia da D. Ana, em Lagos, previstos no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (Burgau -Vilamoura). O início das obras remonta a 2009, mas foram entretanto suspensas porque o projeto necessitou de ser revisto e, só agora, na sequência da obtenção do visto prévio do Tribunal de Contas relativamente ao contrato da empreitada, a Agência Portuguesa do Ambiente informou o Município de Lagos de que está em condições de proceder à consignação da obra.
Destinada a proteger as arribas da erosão provocada pela ação das marés, esta intervenção irá ter um custo estimado de 1.8 milhões de euros, prevendo-se que a utilização da praia fique condicionada até ao dia 15 de junho. Os trabalhos implicarão, igualmente, que os acessos e a circulação automóvel naquela zona fiquem, por isso, temporariamente condicionados. Após as ações preparatórias, os trabalhos irão iniciar-se pela construção de uma estrutura de retenção lateral entre a arriba do limite Norte da praia da D. Ana e o leixão maior dos Artilheiros, seguindo-se a operação de enchimento da praia por bombagem de cerca de 140 mil metros cúbicos de areia.
No final desta obra, a extensão do areal da Praia da D. Ana ganhará cerca de 40 metros, permitindo por isso mais espaço para os muitos turistas que a procuram, bem como a criação de uma zona de segurança imperativa junto às arribas. Esta intervenção é considerada indispensável à proteção da frente de mar e à segurança dos utilizadores desta zona balnear de excelência do concelho de Lagos.

publicado às 19:10

O presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, encontra-se a participar no seminário internacional «A dimensão regional da cooperação europeia com os países vizinhos do Leste». A sessão, que tem lugar em Elbląg, Polónia, dedica um importante espaço de debate à questão das relações entre a União Europeia e a Rússia, colocando em análise os caminhos a traçar no futuro da cooperação com os países de Leste.
A participação do autarca integra-se no seu trabalho desenvolvido enquanto membro da Comissão de Cidadania, Governação e Assuntos Institucionais e Externos (Civex) do Comité das Regiões da União Europeia. A conferência reúne representantes das autoridades locais de vários países da União Europeia, bem como outros responsáveis ​​políticos e especialistas. Do painel de oradores fazem parte personalidades como o Cônsul Geral da República da Polónia, o presidente da União das Comunidades da Arménia ou o embaixador da Moldávia na Polónia.
A escolha de Elbląg para o seminário não foi ocasional, uma vez que esta é uma das maiores cidades da região e está localizada a apenas 90 quilómetros da fronteira UE-Rússia. A proximidade de Kaliningrado e a situação geopolítica complexa na Europa indicam que as relações com a Rússia são de particular interesse para a região. O impacto da cooperação local e regional para as relações com a Federação Russa será igualmente um dos elementos importantes do debate. Nesta sequência, os intervenientes irão discutir o acordo de tráfego fronteiriço entre Kaliningrado e os vários municípios polacos.
As conclusões deste encontro serão úteis para a quarta Cimeira da Parceria Oriental, que se realizará em maio, em Riga. Esta será a próxima ocasião para rever formalmente a implementação da Declaração de Vilnius, que sublinhou o papel da democracia local, das autoridades locais e regionais e dos acordos de associação celebrados até ao momento.

publicado às 20:44

«Astros que (também) São Seniores» é o tema do terceiro workshop dedicado à divulgação da Ciência, promovido pela Biblioteca Municipal de Silves em parceria com o Sector de Ação Social da Câmara Municipal de Silves e dinamizado pelo Centro de Ciência Viva de Lagos. A sessão, inserida no ciclo «Ciência não tem idade», destinada ao público adulto e sénior, terá lugar no dia 16 de abril, das 14h30 às 16h30.
Esta sessão visa explicar e chamar a atenção para o sistema Terra-Lua, fases da Lua, marés, Planetas e Constelações. Poderá seguir-se uma observação a olho nu ou com telescópio para identificação de estrelas e de planetas. O Ciclo «Ciência não tem idade» conta com a colaboração do Centro de Ciência Viva de Lagos (CCVL), uma instituição reconhecida e especializada na divulgação e promoção da Ciência e da Tecnologia, que possui nos seus quadros recursos humanos doutorados, mestrados e licenciados, com enorme experiência de desenvolvimento de atividades de divulgação junto de crianças, jovens e estrangeiros, para além do público em geral. Para além da divulgação, através de ações concretas com escolas e outras instituições, o CCVL tem experiência e competência pedagógica na elaboração e produção de materiais pedagógicos (folhetos/materiais audiovisuais, e outros.) e de módulos expositivos.

publicado às 20:39

Quinta do Lago vai ser palco da Blue Run 2.0

por Daniel Pina, em 10.04.15
No dia 3 de maio, a Quinta do Lago recebe a «Blue Run 2.0», iniciativa inserida no programa oficial de «Loulé Cidade Europeia do Desporto» e que será uma corrida de 10 quilómetros com muita cor azul, vários níveis de dificuldade e que vai pôr à prova a resistência de todos os participantes. Para quem não quer correr e prefere uma boa caminhada, também pode usufruir do espaço verde e dos trajetos pedonais que a Quinta do Lago lhe oferece e pode andar durante 7,5 quilómetros.
Para além de um magnífico piso, de boas subidas e excelentes retas, o Lago fará companhia aos participantes. Dos mais lentos aos mais rápidos, caminhantes, seniores, jovens ou crianças, todos poderão participar nesta grande festa do desporto, em que é obrigatório o uso de uma t-shirt azul, preferencialmente a t-shirt técnica da organização (Blue Runners). Os locais de partida e chegada serão no Conrad, Hotel que está entre os melhores 5 estrelas do Algarve. Para os bebés, crianças e adultos que vão fazer a caminhada, a partida é às 10h no mesmo local. Para quem vai participar na corrida, o tiro de partida ouvir-se-á às 10h30.
A entrada do Hotel Conrad, que se abre em festa para a partida, transformar-se-á, pelas 12h, num local de convívio, onde os participantes poderão socializar, enquanto os mais pequenos poderão envolver-se em atividades como saltar nos insufláveis. Esta é igualmente uma corrida solidária, em que parte das receitas arrecadas reverterão para a ASMAL – Associação de Saúde Mental do Algarve, mas também uma experiência que permite juntar várias gerações de uma família num convívio competitivo rodeado de paisagens deslumbrantes.

publicado às 20:34

Na próxima sexta feira, dia 17 de abril, realiza-se em Olhão uma marcha corrida noturna solidária, com início às 20h30, a favor do Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa (RIAS). A prova é organizada pela associação «Aldeia», gestora do projeto RIAS, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Olhão e do grupo de corridas do Algarve «Friday Run».
Com uma extensão de 10 quilómetros, o evento tem início na Zona Industrial de Olhão, passando pelo Parque Natural da Ria Formosa e pelo Circuito de Manutenção de Marim, terminando no ponto de partida. Esta marcha corrida noturna, traduzida em gesto de solidariedade, será também uma forma de praticar desporto, de conviver e de conhecer o trabalho que a organização RIAS desenvolve no concelho de Olhão.
O RIAS está localizado na Quinta de Marim, tendo como principais objetivos a recuperação de animais selvagens, a investigação dos fatores de risco para a sua conservação e a educação ambiental da população em geral para a importância da biodiversidade. Funciona também como hospital de fauna selvagem, recebendo e tratando animais que são encontrados feridos ou debilitados devolvendo-os, sempre que possível, ao meio natural a que pertencem. 

publicado às 20:08

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios vai ser assinalado, pelo Município de Albufeira, com a realização de um Percurso Pedestre no Castelo de Paderne, no dia 18, a partir das 14h30. A iniciativa tem por objetivo divulgar e sensibilizar o público para a paisagem cultural da área envolvente ao Castelo, através de uma visita orientada por técnicos do Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira.
De 18 a 22 de abril, entre as 10h e as 18h, decorrem, no mesmo local, as «Jornadas de Porta Aberta», uma organização realizada em parceria pela Direção Regional de Cultura do Algarve e pela Autarquia de Albufeira, com vista a promover a dinamização do Castelo de Paderne. Em destaque nestas comemorações, o Castelo de Paderne é o monumento mais importante do concelho e um dos exemplares mais significativos da arquitetura militar muçulmana na Península Ibérica. É monumento classificado de Imóvel de Interesse Público desde 1971 e tem a particularidade de ter sido erguido em taipa no período Almóada, na segunda metade do século XII. Foi conquistado aos mouros, por D. Paio Peres Correia, em 1248 e é um dos sete castelos que está representado na bandeira nacional.
Em Silves, a data também será assinalada de 13 a 19 de abril, através da promoção de um programa comemorativo onde estão contempladas, entre outras atividades, visitas guiadas, atividades lúdicas e de expressão plástica, uma palestra, um concerto de música clássica e o Encontro Nacional dos Urban Sketchers Portugal. As ações são promovidas pela Câmara Municipal de Silves e têm por base a temática «conhecer, explorar e partilhar», lançada pela Direção Geral do Património Cultural em colaboração com o ICOMOS Portugal.
O primeiro dia de comemorações, 13 de abril, abre com a atividade «Viagem ao mundo dos monumentos» - visitas guiadas aos monumentos da cidade de Silves: Pelourinho, Portas da Cidade, Museu Municipal de Arqueologia de Silves (MMAS), Castelo de Silves, Sé Catedral, Ponte Velha. Esta ação é dirigida aos alunos do 4.º ano do primeiro ciclo do ensino básico, 2.º e 3.º ciclos e secundário dos Agrupamentos de Escolas do Concelho e repete-se nos dias 15 e 16 de abril.
O dia 17 de abril será Dia Aberto às escolas no MMAS e começará com a atividade lúdica e de expressão plástica «Explorar, conhecer e criar», entre as 10h e as 12h. Dirigida a crianças a partir dos cinco anos de idade, a ação consiste numa visita de exploração do poço cisterna e da muralha da Almedina seguida de atividade de expressão plástica de recriação destes monumentos em diversos materiais (papel, barro, cartão). Da parte da tarde, entre as 14h e as 15h, as IPSS, escolas e ATL poderão participar na atividade lúdica e educativa «Era uma vez …no tempo do poço» hora do conto partilhado, onde será dado a conhecer o quotidiano dos habitantes da Xelb muçulmana e, simultaneamente, visitar e conhecer os locais mencionados na história.
«Entre Colunas Torsas» é o nome da iniciativa que abrirá o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, 18 de abril, com uma visita à Igreja Matriz de SB Messines, pelo investigador Aurélio Cabrita, autor do mais recente livro sobre este monumento exemplar do Barroco Algarvio. A visita tem início às 10h00 e é dirigida ao público em geral. Nesta manhã haverá também visitas acompanhadas ao poço cisterna Almóada, um dos cinco monumentos nacionais da cidade de Silves, pelas 10h, 11h30, 14h, 15h30 e 16h30. João Vasco Reys irá apresentar através da palestra «O tempo das azenhas – azenhas e moinhos do rio Arade», um estudo da sua autoria sobre esta temática, onde dará a conhecer os moinhos de água que laboraram ao longo de décadas no referido rio. A iniciativa tem início pelas 16h, no MMAS, e dirige-se ao público em geral. À noite, pelas 21h, será hora para um concerto de música clássica pela Orquestra Clássica do Sul, onde serão interpretadas obras de Beethoven, Wagner e Haydn, num dos monumentos mais significativos do Gótico Algarvio: a Sé de Silves.
A programação fecha com o Encontro Nacional dos Urban Sketchers Portugal, nos dias 18 e 19 de abril. Dia 18 de abril será dedicado ao desenho de espaços históricos e monumentos da cidade de Silves, entre as 10h e as 18h, e à noite, pelas 21h, tem lugar no MMAS uma mesa redonda com o mote «Diário gráfico e desenho do quotidiano». No dia seguinte, entre as 10h e as 13h, terá lugar o desenho de espaços históricos e monumentos em São Bartolomeu de Messines.

publicado às 20:00

A Câmara Municipal de Loulé, através da sua Divisão de Educação, promoveu, pelo segundo ano consecutivo, a atividade de tempos livres «Férias para Todos», de 23 a 27 de março, durante o período de interrupção letiva da Páscoa. Destinada aos alunos do 1.º ciclo das escolas do Concelho, a ação contou com a participação de cerca de 450 crianças e as atividades passaram pela utilização dos equipamentos desportivos e culturais municipais, com a colaboração de várias entidades do Concelho que, juntamente com várias Divisões da Câmara Municipal de Loulé como a Cultura, Desporto, Ambiente, Bibliotecas e Transportes, para além da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas D. Dinis, em Quarteira, e do ATL da Casa da Criança, em Alte, contribuíram para o enriquecimento do leque de atividades que foram proporcionadas aos participantes.
Desde visitas à GNR, aos Bombeiros Municipais, passando pelo primeiro contacto com algumas modalidades desportivas como o karaté, o hipismo, o golfe, ou o judo através, da presença de técnicos dos clubes nas escolas, os participantes participaram também em atividades de meditação, yoga do riso, ateliers de música, poesia/cantigas e zumba, entre muitas outras, realizadas durante esta semana nas diversas escolas de concentração das crianças no Concelho, nomeadamente em Almancil, Alte, Boliqueime, Loulé e Quarteira. Num período do ano em que a ocupação dos tempos livres das crianças constitui uma preocupação para as suas famílias, estes alunos tiveram oportunidade de participar numa série de projetos de inegável importância pedagógica e social que visaram proporcionar-lhes novas experiências e fomentar o espírito de equipa, contribuindo para o seu desenvolvimento pessoal.
Depois de mais este enorme sucesso, a Divisão de Educação da Autarquia irá continuar a desenvolver o projeto «Férias para Todos» e já está a preparar a próxima iniciativa que irá decorrer de 15 de junho a 31 de julho deste ano.


publicado às 19:49

Manuel Tiago, um dos pseudónimos do histórico líder do PCP Álvaro Cunhal, é o autor em destaque neste mês de abril na Biblioteca Municipal de Olhão, onde as suas obras podem ser descobertas. Os escritos de Manuel Tiago/Álvaro Cunhal (10 de novembro de 1913 - 13 de junho de 2005) incidem principalmente na sua experiência enquanto ativista político e membro do Partido Comunista Português, percurso a que dedicou toda a sua vida profissional.
Os seus trabalhos literários passam pela poesia, pelos contos, pelos romances e até por uma novela «Cinco Dias, Cinco Noites», realizada para cinema, em 1996, por José Fonseca e Costa. Manuel Tiago é ainda o autor de «Até Amanhã Camaradas» (1975) e «A Estrela de Seis Pontas» (1994). 

publicado às 19:43

O cartaz da 12ª edição do Festival MED vai contar com quatro concertos especiais em que os artistas irão partilhar o palco com convidados. Assim, os cabo-verdianos Ferro Gaita convidam o seu conterrâneo Dino de D’Santiago; do Brasil para Loulé, Giana Viscardi vai pisar o palco juntamente com a cabo-verdiana Sara Tavares; o projeto nacional Danças Ocultas e a cantora/violoncelista brasileira Dom La Nena voltam a reunir-se; e os portugueses Tape Junk contarão com a participação da guitarra de Frankie Chavez.
Considerados uma das maiores instituições musicais de Cabo Verde, verdadeiros embaixadores do funaná, os Ferro Gaita trazem a Loulé toda a festividade e riqueza musical de África. O concerto no dia 27 de Junho, no Festival MED, marca o encontro entre os Ferro Gaita, que já receberam várias distinções ao longo da sua carreira de quase duas décadas, e o cantor Dino D’Santiago, recentemente nomeado para os prémios Songlines, que fará uma participação muito especial.
No mesmo dia, a brasileira Giana Viscardi sobe ao palco do MED para um concerto cujo repertório abrange músicas do seu mais recente trabalho, assim como as canções que conduziram a cantora pelas sonoridades afro-brasileiras. Essa fusão será reforçada com a participação especial da cantora cabo-verdiana Sara Tavares, que em 2007 integrou o cartaz deste festival. Toda a sonoridade de Giana Viscardi é uma celebração da música brasileira contemporânea associada a uma pesquisa de ritmos ancestrais vindos da África.
O concerto no dia 26 de Junho, no Festival MED, marca o encontro entre os Danças Ocultas e a conceituada cantora e violoncelista brasileira Dom La Nena. Danças Ocultas é a aceitação mútua do desafio de explorar, imaginar e conceber novas linguagens musicais, transformando o mundo pelo som e desenvolvendo todas as possibilidades da máquina inventada no século XIX - o acordeão diatónico, em Portugal conhecido como concertina. Os Danças Ocultas foram eleitos para a seleção oficial da Womex 2010. Ao grupo junta-se o violoncelo e a voz doce de uma das mais promissoras artistas brasileiras, elogiada pela imprensa internacional, com destaque para o The New York Times ou The Wall Street Journal.
Os Tape Junk atuam no dia 25 de junho num concerto que terá uma participação muito especial do cantor e guitarrista Frankie Chavez, que regressa assim ao MED. Os Tape Junk são uma banda de palco, com participações nos mais emblemáticos festivais do país. A fusão do rock, folk e blues, com forte influência de bandas como Rolling Stones ou Velvet Underground, é o ponto em comum entre a banda e o seu convidado que estará em evidência neste concerto.
Estes artistas juntam-se aos 13 nomes já confirmados para esta edição do Festival MED: Carminho, Raquel Tavares, Tiago Bettencourt e DJ Marfox (Portugal), Batida (Portugal/Angola), Balkan Beat Box (Israel), Nneka (Nigéria), Cumbia All Stars (Perú), Jambinai (Coreia do Sul), Ester Rada (Israel), Baloji (República Democrática do Congo), Skip&Die (Holanda/África do Sul) e Karyna Gomes (Guiné-Bissau). 

publicado às 19:39

O presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo, Adelino Soares, procedeu à entrega, no dia 9 de abril, de uma viatura ligeira de transporte de passageiros com mobilidade reduzida à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo, que se fez representar pelo seu presidente, Carlos Costa. A compra deste veículo representa um investimento superior a 36.769,82 euros, montante este que será comparticipado em 75 por cento por fundos comunitários, garantindo o Município os restantes 25 por cento.
A aquisição desta viatura por parte da autarquia insere-se no âmbito de uma candidatura efetuada ao PRODER, à medida 3.2.2 – Serviços Básicos para a População Rural, para a «Aquisição de Viaturas». Recorde-se que, tendo em vista utilização desta viatura de transporte de passageiros com mobilidade reduzida por parte dos Bombeiros Voluntários, as duas entidades assinaram, no passado dia 19 de março, um protocolo onde se definem os termos e condições que regulam a relação de colaboração.

publicado às 21:09

Na sequência da recomendação do Conselho de Prevenção da Corrupção, a Câmara Municipal de Loulé preparou um Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas que correspondesse à realidade das necessidades de contexto da Autarquia, centrada nas áreas consideradas mais suscetíveis de geração de riscos, nomeadamente Contratação Pública; Concessão de Benefícios Públicos; Urbanismo e Edificação; Recursos Humanos; e Gestão Financeira. Esse Plano, aprovado em 2010, é agora reformulado, adaptando-se às novas exigências, quer normativas, quer dos próprios cidadãos.
Esta revisão não se limita às cinco áreas identificadas anteriormente mas evoluiu para um corpo homogéneo em que a ação da Câmara é vista e sentida como um todo orgânico. Assim, esta reformulação tem por objetivo renovar e reforçar a identificação dos riscos de corrupção e infrações conexas inerentes às atividades da Autarquia, das respetivas medidas de contenção e controlo e dos responsáveis diretos pela aplicação de cada uma delas. Este instrumento norteador da atividade municipal é composto por duas partes: uma primeira, na qual é feito o enquadramento geral e a identificação dos responsáveis, e uma segunda, na qual é apresentada a matriz de riscos desenhada com a colaboração e envolvimento de todos os dirigentes e responsáveis dos diferentes serviços camarários.
É de referir que a Autarquia de Loulé tem dado uma especial atenção à prevenção destes fenómenos. Recorde-se que, em 2014, de acordo com os resultados do Índice de Transparência Municipal (ITM), Loulé foi o município algarvio com maior transparência no que diz respeito à disponibilização de informação aos cidadãos através do seu website, tendo dado um salto de 221 lugares no ranking nacional, passando a ocupar a 18ª posição no contexto das autarquias portuguesas. “Os desafios que se impõem à Administração Pública, em geral, e à Câmara Municipal de Loulé, em particular, originam novos modelos de governança que se querem eficientes, eficazes e efetivos. Para a implementação desses modelos é fundamental, não só a desmaterialização, desburocratização e reengenharia dos seus processos e procedimentos, como também a comunicação (e não apenas informação) e a participação dos cidadãos e dos dirigentes e trabalhadores das instituições, tornando toda a atividade municipal mais transparente e focada na qualidade dos serviços prestados”, consideram os responsáveis camarários.
O executivo liderado por Vítor Aleixo entende, porém, que tal só poderá ser uma realidade se a proximidade e confiança dos cidadãos na Administração Pública for reforçada e consolidada. “O primeiro passo nesse sentido será, por isso, o de eliminar os fenómenos que mais contribuem para o défice de confiança nas instituições públicas, sendo uma prioridade aqueles que se relacionam com o fenómeno da corrupção”, defendem.

publicado às 21:01

A Exposição do Arquivo Municipal de Silves do mês de abril dá especial atenção a Francisco Gomes Pablos, residente em Silves no final do séc. XIX e séc. XX e importante benemérito que legou à cidade, nomeadamente ao Hospital da Misericórdia e à Câmara Municipal de Silves, os seus bens.
Francisco Gomes Pablos nasceu a 30 de setembro de 1834 em Monchique e faleceu, solteiro, aos 73 anos de idade, no dia 3 de março de 1908, na cidade de Silves. Era filho de Francisco Gomes Pablos e de Maria da Encarnação Gonçalves, proprietários, naturais de El Almendro, município espanhol da Província de Huelva que se radicaram em Monchique. Com o desenvolvimento de Silves, em meados do século XIX, potenciado pela indústria corticeira e pela significativa comunidade operária, Francisco Gomes Pablos, proprietário e capitalista, fixou-se nesta cidade, onde instalou uma importante fábrica.
No dia 21 de maio de 1907 redigia o seu testamento, no qual dispõe a sua última vontade e sendo solteiro e sem descendentes diretos, deixou o usufruto vitalício dos seus bens, durante vida, ao seu sobrinho João José Gomes Pablos, bem como legados de valores monetários e materiais a outras pessoas de sua lidação. No entanto, instituiu seus herdeiros universais, em partes iguais, o Hospital da Misericórdia desta cidade e a Câmara Municipal de Silves.
O Hospital da Misericórdia ficou com o encargo de custear a alimentação dos doentes do hospital, bem como providenciar a construção de um asilo para os pobres e inválidos, enquanto a Câmara ficou obrigada a criar uma escola para meninas e meninos, escola essa que viria a ser a Escola Industrial e Comercial «João de Deus», a funcionar no edifício legado por Francisco Gomes Pablos, sito na Rua João de Deus, que havia sido sua residência.

publicado às 18:48

No dia 7 de abril, a reunião da Câmara Municipal de S. Brás de Alportel saiu dos Paços do Município e rumou à serra, com o Centro de Convívio de Parises a ser palco deste momento de discussão e tomadas de decisão. A iniciativa pretende dar continuidade à política de gestão participada que tanto carateriza a ação do executivo municipal são-brasense, liderado por Vítor Guerreiro, com o objetivo de aproximar os cidadãos dos órgãos autárquicos, apelando à participação ativa dos munícipes.
A sala multiusos do Centro de Convívio de Parises foi pequena para a meia centena de pessoas que marcaram presença na sessão, tendo a oportunidade de assistir às questões discutidas, de manifestar as suas opiniões ou simplesmente solicitar esclarecimentos. A partir desta data, e trimestralmente, a reunião de câmara sai do Salão Nobre para se aproximar da comunidade, numa atitude que valoriza conhecer de perto e melhor as reais necessidades da população, com o intuito de ajudar a encontrar as soluções que melhor se adequam aos problemas dos munícipes.

publicado às 13:45

Terra de Partidas e Chegadas, como referia Manuel Teixeira Gomes, Portimão tem a construção da sua identidade, enquanto comunidade, baseada no acolhimento e tolerância a migrações internas e externas. Foi assim com naturalidade que o Município de Portimão respondeu ao desafio do Alto Comissariado para as Migrações, apresentando uma candidatura, entretanto já aprovada, para a conceção de um Plano Municipal para a Integração dos Imigrantes que sistematizasse todo o trabalho que de alguma forma tem vindo a ser desenvolvido nesta área e perspetivasse o futuro.
Uma das mais-valias do plano baseia-se na elaboração de um diagnóstico social, que permitirá aprofundar o conhecimento das comunidades residentes, quer das que recorrem à rede formal de apoio, quer das que se integram informalmente, sobre as quais não existe muita informação. Outra das vantagens deste projeto reside na oportunidade para se desenhar medidas corretivas na área da imigração, constituindo-se desta forma como uma oportunidade para se desenhar um território mais participado, planeado e inclusivo.  
O Município de Portimão será o promotor desta iniciativa, que será desenvolvido em parceria com as freguesias de Portimão, Alvor e Mexilhoeira Grande; Instituto de Emprego e Formação Profissional - Centro de Emprego de Portimão; ARS – ACES Barlavento; Centro Distrital de Segurança Social de Faro; Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – Delegação de Portimão; Agrupamento Vertical Eng.º Nuno Mergulhão, promotor do Programa Escolhas; Centro Hospitalar do Algarve; Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes; associação CAPELA; Associação Caboverdiana Algarve; Associação de Santomenses e Amigos do Algarve e Associação Guineenses e Amigos. Para a conceção deste plano prevê-se a realização de diversas iniciativas destinadas à população imigrante e sociedade de acolhimento, bem como a participação de todas as instituições que contactam regularmente com a população imigrante e com papel ativo na promoção da sua integração.
Esta primeira fase de conceção do plano será até Junho de 2015, data em que sairá a versão final. O plano terá uma validade de dois anos e é financiado pelo Fundo Europeu para a Integração de Nacionais de Países Terceiros.

publicado às 13:40



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D