Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O Dia do Município de Loulé incluiu, entre outras atividades, a cerimónia solene de atribuição das Medalhas de Mérito Municipal aos Agraciados do Concelho de Loulé. A título excecional, uma vez que este momento acontece de dois em dois anos, a edilidade decidiu distinguir publicamente instituições e personalidades ligadas ao 25 de Abril, no âmbito do programa comemorativo do 40.º aniversário desta efeméride.
Assim, as Medalhas de Mérito Municipal foram atribuídas à Comissão Administrativa que cuidou do poder concelhio e integrou as suas gentes no processo democrático que o país então viveu intensamente. “É tempo de homenagear os cidadãos que, na Câmara Municipal e nas Juntas de Freguesia, asseguraram essa transição de poder; que fizeram parte desses órgãos administrativos escolhidos pelo povo e que acompanharam essa mudança social e política, mantendo o funcionamento das instituições e empenhando-se na construção da democracia local”, considerou Vítor Aleixo. Também a Associação 25 de Abril mereceu uma distinção (Louvor Público) por parte da Câmara de Loulé, depois de em 1999 ter recebido a Medalha de Honra do Município de Loulé.
Refira-se que há mais de duas décadas que o Município tomou a decisão de, no seu dia festivo, reconhecer e distinguir publicamente instituições e personalidades que tenham demonstrado um comportamento relevante, merecedor de destaque especial em termos de mérito profissional, feitos cívicos ou serviços prestados à comunidade.

publicado às 15:58

Fam Trip da RTA ruma a Monchique

por Daniel Pina, em 03.06.14


Vários agentes de viagens, operadores turísticos e jornalistas da região vão deslocar-se a Monchique na próxima quinta-feira, 5 de junho, para espreitarem o concelho como se fossem turistas, de máquina fotográfica em riste e sapatos de caminhada, num programa ativo com um dia de duração inserido no projeto «Redescobrir os Segredos do Algarve». Esta é a terceira edição do projeto da Região de Turismo do Algarve (RTA) que aposta em proporcionar emoções novas aos convidados através de passeios pelo Algarve menos falado ou conhecido pelos visitantes. Desta vez, os participantes irão para Monchique, concelho que tem muito para revelar além das famosas Caldas.
Quanto ao programa, continua a ser uma surpresa para o grupo, pois o objetivo da iniciativa é levar trade e jornalistas rumo à oferta mais desconhecida da região, mantendo até o plano da visita secreto. Será, contudo, um dia pleno de atividade, para o qual será necessária muita energia, e que começa às 10h no ponto mais alto do Algarve. “Mais uma vez, lançámos o desafio aos profissionais de turismo e de comunicação social para contactarem com o Algarve que escapa aos habituais roteiros turísticos. A adesão às fam trips tem sido muito boa e tem resultado num conhecimento mais profundo da oferta por parte dos participantes que, mais tarde, ajudarão a «vender» o destino”, afirma o presidente da RTA, Desidério Silva.

publicado às 10:43



São Brás de Alportel assinalou o 1.º Centenário de Elevação a Concelho no dia 1 de junho, com um programa diversificado e pleno de emoções, em tributo ao passado e com o futuro por horizonte. Vários foram os momentos de grande significado, enaltecendo as personalidades que mais marcaram este percurso de 10 décadas, mas o grande homenageado foi mesmo o povo são-brasense, numa festa verdadeiramente para todos.
A celebração de 100 anos de história enquanto concelho contou com a presença do vice-presidente da Assembleia da República, Guilherme Silva, na cerimónia protocolar do Hastear da Bandeira, com início às 10h. Após o último acorde do Hino Nacional, João Rosa Beatriz, fundador do concelho de Alportel, surge de uma janela do edifício dos Paços do Concelho para falar “à gente da sua terra”, numa evocação do passado, que surpreendeu a multidão presente pela originalidade da homenagem ao homem que esteve na origem desta efeméride e pela mensagem atual que deixou ecoar. Seguiu-se um Cortejo com quase um milhar de participantes, das muitas instituições e coletividades locais, que subiram até à Praça da República, numa profusão de cor e sentir.
Na inauguração oficial da Praça da República, Vítor Guerreiro, presidente da Câmara Municipal, fez-se acompanhar do vice-presidente da Assembleia da República para descerrar a placa inaugural deste novo espaço, cuja requalificação é um marco no plano de renovação do centro urbano da vila. Sem quaisquer barreiras urbanísticas, a nova Praça da República é mais um projeto integrado no Plano «São Brás de Alportel Acessível a todos» e foi o palco escolhido para a Sessão Solene Comemorativa, durante a qual foram agraciadas as associações e entidades locais e entregues insígnias municipais a um conjunto de personalidades. A Insígnia Municipal de Valor e Altruísmo distinguiu Walter Sulzer, Maria Manuela Andrade e Sousa Fernandes e Maria de Sousa Belchior, três percursos de vida que constituem um exemplo na comunidade. A César Correia, Abílio Barros e Júlio Negrão foram atribuídas Insígnias Municipais de Mérito, como reconhecimento dos seus notáveis feitos. Por fim, foram entregues as Insígnias Municipais de Honra, simbolicamente representadas pela Chave do Município a João Pires da Cruz, António Eusébio, António José Pires Bica e José de Sousa Pires (os dois últimos a título póstumo), antigos Presidentes da Câmara Municipal democraticamente eleitos, assim como ao Prior José da Cunha Duarte.
A feliz coincidência do Dia do Município coincidir com o Dia da Criança permitiu incluir nestas celebrações um momento muito especial para os mais pequenos: mais uma edição da Festa da Criança que decorreu no Jardim Carrera Viegas, entre as 15h e as 19h, e que proporcionou a todos os meninos e meninas uma tarde recheada de animação e divertimento, com insufláveis, pinturas faciais, jogos tradicionais entre muitas outras brincadeiras. Com o intuito de honrar o passado e oferecer uma visão documentada dos tempos que antecederam a fundação do concelho, cem anos depois, a Comissão das Comemorações do Centenário organizou a exposição «São Braz d’Alportel 1914» inaugurada na Galeria Municipal pelas 17h00. Esta iniciativa consiste numa mostra informal, que reúne documentação de finais do século XIX e inícios do século XX de grande relevância para o concelho, oferecendo um trajeto histórico ao longo de um período tão significativo para São Brás de Alportel.
Um dos momentos mais simbólicos destas celebrações foi a Romagem ao Mausoléu de João Rosa Beatriz, fundador do concelho, no Cemitério Municipal, num tributo ao Passado, ao som de acordes de violino. Ao final da tarde, perto das 18h, o executivo municipal, acompanhado por membros da Comissão das Comemorações do Centenário e demais ilustres são-brasenses, deslocou-se ao mausoléu de João Rosa Beatriz e igualmente ao Mausoléu da família Passos, num gesto de humilde e sentida homenagem perante empenho e dedicação daqueles que foram os principais responsáveis pela fundação do concelho de São Brás de Alportel. As Comemorações do Centenário do Município encerraram com o espetáculo musical «Miguel Gameiro & Pólo Norte», incluído na tour dos 20 anos da banda portuguesa, numa Praça da República repleta para acolher o primeiro de muitos eventos.
No final do espetáculo, chegou o aguardado momento de cantar os Parabéns a São Brás de Alportel e apagar as velas de um bolo de aniversário muito especial, elaborado por diversos estabelecimentos de doçaria, num desafio lançado à produção local, e servido pelos jovens são-brasenses O dia culminou com um maravilhoso e inesquecível espetáculo pirotécnico que deslumbrou o céu são-brasense durante 10 minutos, em mais uma alusão simbólica às 10 décadas de história celebradas neste dia imbuído de Alma São-Brasense. “Celebrar o Centenário é uma oportunidade de visitar a história, recordar fatos importantes do nosso passado e homenagear personalidades que foram e são uma referência para São Brás de Alportel”, afirmou Vítor Guerreiro, presidente da Câmara Municipal. “Neste dia não podemos esquecer o fundamental papel de dinamizador sociocultural desenvolvido pelas coletividades locais, bem como todos aqueles que todos os dias dão o seu contributo pessoal para o desenvolvimento do nosso concelho. Com os olhos e a ambição focados no futuro, temos pela frente um ano de celebrações, um caminho que se fará partilhado com o contributo de todos, porque todos somos São Brás de Alportel e todos temos um papel a desempenhar na construção do futuro do nosso concelho”.

publicado às 10:37



A 6ª Semana do Bebé de Olhão, que decorreu entre 26 de maio e 1 de junho, teve como um dos pontos altos o seminário técnico do dia 30 de maio, no Real Marina Hotel & Spa, que contou com a presença de vários especialistas na área da saúde e com o padrinho da Semana, o capitão do Olhanense Rui Duarte. Esta edição, com o tema «Olhem Por Mim – Redes de Suporte à Parentalidade», terminou em beleza com a Feira da 6ª Semana do Bebé, no Jardim Pescador Olhanense. “Gostaríamos que os bebés de hoje não precisassem dos nossos cuidados no futuro. É por isso que estamos aqui!”, referiu um dos «pais» da Semana do Bebé de Olhão, Augusto Carreira, diretor do departamento de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Hospital D. Estefânia. O médico afirmou que estes encontros chamam a atenção para a prevenção das perturbações mentais nas crianças, daí a importância desta iniciativa em Olhão, a segunda cidade portuguesa a acolher a Semana do Bebé, quando no Brasil já existem 1745 cidades que organizam o mesmo certame. “É um sinal de como consideramos importante a prevenção em saúde mental”, ironizou o especialista.
O presidente da ARS – uma das entidades organizadoras em conjunto com a Câmara de Olhão e a ACES Central –, João Moura Reis, destacou a aposta na prevenção e na promoção da saúde nas crianças e jovens, que cabe aos cuidados de saúde primários realizarem diariamente e com maior empenho. “Temos de começar cada vez mais cedo com as nossas intervenções junto da população mais jovem para podermos obter resultados a longo prazo”, destacou o dirigente. “Sendo uma área de grande importância para a nossa população, renovámos, no passado mês de março, o protocolo de colaboração entre a ARS Algarve e o Departamento de Pedopsiquiatria do Hospital Pediátrico de Dona Estefânia, no sentido de garantirmos a manutenção do apoio na área da pedopsiquiatria e salvaguardar toda a experiência adquirida pelos nossos profissionais de saúde nas equipas multidisciplinares, para que possam continuar a prevenir e promover a saúde junto das famílias de risco na região”, anunciou ainda João Moura Reis.
A médica Filomena Neto, da comissão organizadora da Semana, referiu a importância de se manter esta iniciativa, apesar de os resultados só virem a ser visíveis no futuro. “Temos a certeza de que os impactos desta iniciativa vão ser visíveis daqui a uns anos, na futura geração”, opinião partilhada com todos os presentes na sessão de abertura. João Moura Reis, presidente da ARS Algarve, sublinhou igualmente a importância de tantos técnicos da área da saúde estarem reunidos em prol dos mais pequenos e das suas famílias. Já o presidente da Câmara de Olhão, António Miguel Pina, garantiu que o Município quer continuar a dar um especial destaque à primeira infância. “Todos encontramos dificuldades em aprender a ser pais, ninguém estuda para esse papel, muitas vezes sentimo-nos sem saber o que fazer. Daí a importância de continuar a promover esta Semana do Bebé”. O autarca realçou ainda “a excelente cobertura de redes do pré-escolar no concelho”, dizendo que a autarquia quer “apoiar mais as famílias e as crianças”.
Margarida Mesquita, docente no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, falou da sua experiência de investigação em relação à parentalidade e redes de apoio e do problema da não reposição de gerações nas sociedades ocidentais. “É um paradoxo, porque nunca estivemos tão atentos aos problemas das crianças. Quanto mais a criança se foi tornando valiosa para a sociedade e famílias, cada vez temos menos crianças”. “Estamos na geração do filho único”, conclui a especialista, para quem é necessário que existam políticas mais abrangentes, isenções fiscais e as condições económicas certas para que os casais se sintam incentivados a ter mais filhos. Durante o seminário foi ainda referido o contributo das unidades de cuidados na comunidade no reforço das redes comunitárias, a intervenção preventiva em situações de perigo, o papel da educação no trabalho em parceria ou a importância do trabalho em rede na área da reabilitação pediátrica.
A cerimónia de entrega dos prémios Mérito e Excelência e Bebé Estrela, com a presença do capitão da equipa do Sporting Clube Olhanense, Rui Duarte, antecedeu a abertura da Feira da 6ª Semana do Bebé, no Jardim Pescador Olhanense, inaugurada pelo presidente do Município António Miguel Pina. Durante o fim de semana, os bebés e famílias divertiram-se com os desfiles de moda, horas do conto, psicomotricidade infantil, yoga para grávidas e crianças, dramatizações, sessões temáticas, espetáculos de dança, gincana, massagens para bebés, jogos em família, atividades em meio aquático e com cães polícia e muita música, entre diversas outras iniciativas.

publicado às 10:22

Quinteto Pasu apresenta-se em Silves

por Daniel Pina, em 03.06.14


A Casa da Cultura Islâmica e Mediterrânica Silves acolhe, no próximo dia 5 junho, pelas 18h30, um concerto do Quinteto Pasu. O recital é organizado pelo Rotary Club de Silves e apoiado pela Câmara Municipal de Silves.
Este agrupamento musical é composto pelos irmãos e irmãs Julia Bremm (flauta), Louise Rummel (oboé), Yousef Eisa (clarinete), Olivia Comparot (baixo) and Anna Katharina Swartman (trompa). O programa inclui peças de Mozart (Fantasia), Mendelssohn (Quinteto), Ravel (Le Tombeau de Couperin), Dvořák (Streichquartett) e Ligeti (Six Bagatelles).
A receita deste recital destina-se a apoiar bolsas de educação e diversos programas nesta área do Rotary Clube de Silves, devendo os participantes colaborar com um donativo mínimo de 15 euros.

publicado às 10:12



Loulé foi oficializada, no dia 31 de maio, como Cidade Europeia do Desporto em 2015, pelas palavras de Gian Francesco Lupatelli, presidente da ACES Europe – Associação das Capitais e Cidades Europeias do Desporto. Passado mais de um ano desde o lançamento da candidatura, Loulé vê desta forma reconhecido um trabalho “que vem de há muitos anos e que teve muitos protagonistas”, como referiu o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, que considerou este momento “extremamente importante na história deste Município”.
A atribuição desta distinção surge após uma análise do dossier de candidatura e da visita técnica de dois dias da comitiva da ACES Europe ao Concelho de Loulé, nomeadamente às suas infraestruturas desportivas. “Esta Autarquia fez um trabalho esplêndido e muito profissional para chegar a Cidade Europeia do Desporto em 2015. Esta é uma cidade que ama o desporto, o seu valor profissional mas também amador, o desporto para todos, o desporto para a saúde e bem-estar”, destacou o representante desta associação, sublinhando aqueles que são os princípios orientadores da ACES.
A par da criação de vários equipamentos direcionados para a prática desportiva, Vítor Aleixo sublinhou “a política autárquica de promoção do desporto, o trabalho de muitos dirigentes associativos, o empenhamento dos atletas e da Universidade que tem na disciplina do desporto um dos seus eixos pedagógicos” como fatores que criaram “uma cultura de amor ao desporto no Concelho”. Consciente de que esta distinção acarreta ainda mais responsabilidades pela visibilidade internacional, Vítor Aleixo acredita que Loulé Cidade Europeia do Desporto será acima de tudo um desafio. “As sementes vão ser lançadas e temos que olhar para a prática do desporto com uma visão mais estratégica”, considerou. Como tal, o autarca adiantou que um dos principais objetivos desta efeméride será a promoção do desporto informal. “Não bastam os resultados desportivos, é também importante a prática do desporto informal, que o amor ao desporto transborde para a população em geral e que cada um de nós pratique desporto. Esse é o resultado maior que todos nós podemos almejar”, frisou o edil, referindo que assim será possível desenvolver estilos de vida saudável, coesão social e convivialidade através da prática do desporto, indo ao encontro da filosofia de “mente sã em corpo são”.
Num período de “crise brutal” no seio da Europa, Vítor Aleixo é da opinião que Loulé Cidade Europeia do Desporto surge como uma oportunidade ímpar para o Concelho. “Esta responsabilidade vem em boa altura, é um valor económico de grande importância que nós queremos valorizar ainda mais – o desporto como eixo de valorização económica capaz de nos ajudar a sair desta crise. O próximo ano vai dar-nos uma visibilidade internacional de primeira grandeza”, considerou, referindo-se à importância do binómio turismo/desporto e a toda a comunidade desportiva internacional e visitantes esperados em Loulé em 2015. Por outro lado, para o responsável do Município louletano este poderá ser também um “fator de união dos povos” já que, numa altura em que a Europa dá sinais de divisão, “o desporto é uma arma poderosa para que os europeus se possam unir”.
Em relação às intervenções do Município para receber este projeto, o edil adiantou que, para além da melhoria de algumas infraestruturas e alargamento de espaços de apoio à prática informal do desporto, a Autarquia irá colmatar algumas carências existentes, nomeadamente através da criação de mais campos para a prática de futebol. Quanto aos apoios financeiros para a realização da programação de Loulé Cidade Europeia do Desporto 2015, Nuno Santos da ACES Portugal adiantou que, à semelhança do que aconteceu em 2013 com Guimarães e em 2014 com a Maia, já foram encetadas conversações para que seja celebrado um contrato-programa entre a Autarquia e o Governo (Secretaria de Estado do Desporto e Juventude), através do qual será atribuído um «incentivo» que ronda os 150 mil euros já que este é um “evento de interesse público”. Há ainda a possibilidade de financiamento de fundos da União Europeia, no âmbito de projetos comuns que se venham a realizar com as outras Cidades Europeia do Desporto em 2015 e a Capital, Turim.  

publicado às 10:08

Pág. 4/4



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D