Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Três hotéis algarvios amigos do ambiente vão exibir este ano o galardão «The Green Key – A Chave Verde», anunciou o júri nacional do prémio durante a cerimónia de entrega dos diplomas da edição 2014, que se realizou no Funchal, no dia 30 de maio. Os premiados na região são o hotel Vila Galé Albacora, em Tavira, o Hilton Vilamoura As Cascatas Golf Resort & Spa, em Vilamoura, e o Conrad Algarve, na Quinta do Lago, que integram uma lista de 52 unidades de alojamento distinguidas pelo programa de boas práticas ambientais The Green Key em todo o país.
Inserido em pleno parque natural da ria Formosa, com vista para a ilha de Tavira, o Vila Galé Albacora nasceu da recuperação de um antigo arraial de pesca de atum. O Hilton Vilamoura oferece cinco hectares de jardins magnificamente cuidados no meio de alguns dos melhores campos de golfe do país. O Conrad Algarve, por sua vez, anuncia uma localização no ambiente exclusivo e naturalmente atraente da Quinta do Lago, junto ao oceano Atlântico.
A Chave Verde é um selo ecológico internacional destinado à hotelaria que nasceu na Dinamarca, em 1994, e está presente em 45 países, com cerca de 2400 empreendimentos turísticos premiados. A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) coordena a iniciativa em Portugal.

publicado às 11:05



Durante a cerimónia solene de atribuição das Medalhas de Mérito Municipal, que decorreu no dia 29 de maio, no Cine-Teatro Louletano, no âmbito do programa do Dia do Município de Loulé, o presidente da Câmara fez um balanço do trabalho realizado nos últimos sete meses – os primeiros do atual mandato –, referindo também as prioridades e alguns dos projetos que irão arrancar. Vítor Aleixo começou por relembrar a herança recebida do anterior executivo que está a condicionar alguns dos desideratos iniciais para estes quatro anos de mandato, nomeadamente o passivo municipal de 80 milhões de euros mas também o “desinvestimento total em pessoas, equipamentos e manutenção essenciais para que a Câmara possa cumprir a sua missão de bem servir os seus munícipes”.
De seguida, o autarca apontou os eixos de decisão que têm pautado a política camarária e as suas ações nestes meses. Desde logo a promoção da cidadania enquanto elemento decisivo para o reforço da democracia local e onde se inserem iniciativas como o programa de comemorações do 40.º aniversário do 25 de Abril, que tem trazido muitos protagonistas da Revolução dos Cravos a Loulé, a decisão de tornar públicas todas as reuniões da Câmara Municipal e também o Orçamento Participativo em todas as freguesias do Concelho para o qual está destinada uma verba de meio milhão. “Este pretende ser um processo continuado, desenvolvido anualmente e não uma mera experiência pontual de participação da população, tanto mais que os munícipes farão o acompanhamento da execução dos projetos, através de uma estratégia de monitorização participativa”, explicou o responsável.
As decisões de proximidade às pessoas “em contraposição ao enorme desinvestimento do Estado” constituem o segundo eixo de ação da Autarquia. Nesse sentido, o presidente referiu o Regulamento Loulé Solidário, que se encontra neste momento em fase de discussão pública, e que pretende apoiar pessoas e/ou famílias que se encontrem em situação económico-social precária, mas também o programa «Férias para Todos», uma importante componente de apoio aos alunos e suas famílias. “Entendo que só o reconhecimento da solidariedade, enquanto valor orientador das políticas públicas, pode minimizar essas situações tão complexas do ponto de vista pessoal e social, afirmando convictamente que, comigo, o concelho de Loulé será sempre um concelho solidário”, frisou.
A mudança de paradigma relativamente às despesas de forma a promover ganhos de eficiência na gestão tem sido outra das diretrizes do executivo municipal. Nesse sentido, o edil referiu que ao nível das obras municipais, a opção passará pela manutenção e valorização dos equipamentos em detrimento de novas construções “muito onerosas para o erário público municipal”. A preservação do património tem constituído igualmente uma preocupação neste mandato municipal. A aquisição do Café Calcinha, a recuperação do edifício da Música Nova ou a futura utilização do Palácio Gama Lobos (Palácio dos Espanhóis) para instalação de uma Escola de Artes e Ofícios são algumas das intervenções que a Autarquia pretende levar a cabo nesta matéria. “Jamais esbanjaremos dinheiro público, dinheiro de todos nós, para aquisições de património que não venha a ter quaisquer serventias. Isso foi uma prática do passado que não queremos ver mais em uso no nosso concelho, que não queremos que se repita no futuro”, deixou claro Vítor Aleixo.
O combate ao desemprego, através de iniciativas que facilitem a instalação de empresas em todas as áreas e o acolhimento de investimentos também merece um olhar atento por parte dos responsáveis municipais. No entanto, o autarca refere que serão exceção os investimentos “predadores do comércio local e que supostamente ao acrescentarem emprego para uns estão a condenar muitos outros ao desemprego”. Finalmente, o projeto «Loulé, Cidade de Mercados», um roteiro turístico, criativo e cultural que une a cidade através de pontos de interesse turístico variáveis, é uma das apostas no desenvolvimento local. “É nesta linha do turismo criativo que queremos ir, em que a tradição se mistura com a inovação, para que Loulé assuma um papel diferenciador no contexto regional em que se insere”, considerou ainda o presidente da maior Autarquia algarvia.

publicado às 11:00

Páginas do Imaginário regressam a Albufeira

por Daniel Pina, em 30.05.14


A 11ª edição do Paginários «As Páginas do Imaginário» está de regresso a Albufeira com o primeiro dia da iniciativa a coincidir com as Comemorações do Dia Mundial da Criança. Este ano o programa está subordinado ao tema «Ano Internacional da Agricultura Familiar» e integra uma exposição dos trabalhos realizados no âmbito da temática nos vários espaços educativos do Concelho (ATL – Centros de Atividades de Tempos Livres, Ludotecas, Escola de Trânsito, Jardins de Infância, Escolas do 1.º Ciclo e Seniores), uma exposição sobre o projeto educativo «Hortas Escolares» e diversos ateliers que prometem fazer as delícias dos mais pequeninos.
Porque a alegria e a boa disposição são fundamentais para o bem-estar das crianças, no dia 1 de junho – Dia Mundial da Criança – o programa começa às 10h com uma sessão de Risoterapia. Pelas 11h, segue-se, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a entrega do Primeiro Livro do Bebé «O Sonho de Mariana», acompanhado de uma almofada e um guia com conselhos para os pais. A oferta destina-se a todos os bebés de Albufeira nascidos entre maio de 2013 e maio de 2014.
Todas as atividades, com exceção da oferta do Livro do Bebé, decorrem em frente aos Paços do Concelho, no dia 1, entre as 10 e as 13h30, e de 2 a 4 de junho, das 9h às 13h.

publicado às 11:27



No âmbito da geminação entre Albufeira e a cidade do Sal, Carlos Silva e Sousa recebeu uma delegação daquele município cabo-verdiano, composta por Jorge Figueiredo, presidente da Câmara Municipal da Ilha do Sal, e pela vereadora da Juventude, Relações Públicas e Internacionais, Lucete Santos. A visita cumpriu os objetivos há muito traçados de reforço da geminação e dos laços de amizade existentes entre os dois municípios, mas serviu também para encontrar novas formas de cooperação. “Pretendemos reativar o protocolo que nos une a Sal há quase duas décadas e colocar algumas questões em agenda para que possamos continuar a aproximar estas duas culturas”, afirmou o autarca albufeirense.
Após a receção de boas-vindas nos Paços do Concelho de Albufeira, a delegação do Sal deslocou-se ao centro histórico da cidade, onde visitou o Museu Municipal de Arqueologia, a Capela da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira e as instalações do antigo hospital da cidade, que está a ser alvo de uma intervenção com vista à criação de um polo de formação. No decurso da visita, Jorge Figueiredo fez questão de frisar que “desde a década de 90 Albufeira e Sal mantêm uma relação muito próxima, pautada por uma parceria bastante dinâmica que nos apraz”. O autarca do Sal salientou ainda que esse relacionamento “não é apenas de protocolo, mas de amizade entre os povos”, tendo já atravessado diversos executivos.
Recorde-se que os Municípios de Albufeira e Sal estão geminados por Acordo de Cooperação desde 26 de setembro de 1997, no âmbito do qual foram estabelecidos diversos protocolos, com destaque para a construção da Ludoteca «Albufeira» na ilha cabo-verdiana, a doação regular de material didático, o apoio no desenvolvimento de equipamentos públicos e sociais, como é o caso da Casa dos Pescadores, na localidade de Palmeira e do Centro Cultural Multiusos, na localidade de Pedra do Lume, destinado a equipamentos para Saúde, Cultura e Lazer. A Autarquia de Albufeira doou ainda materiais para Saneamento e Recolha de Resíduos Sólidos e estabeleceu um Protocolo de Cooperação com a Fundação para o Desenvolvimento da Universidade do Algarve e a Câmara do Sal, com vista à atribuição de bolsas de estudo aos alunos de Sal (Bacharelato, Licenciatura, Mestrado e Doutoramento), em que são suportadas anualmente diversas Bolsas de Estudo para aqueles alunos.
Entretanto, no extremo do sotavento, a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António assinou um memorando de entendimento com a Câmara Municipal do Sal com o objetivo de implementar a primeira semana cultural VRSA - Sal e de ampliar as parcerias nas áreas da saúde e medicina desportiva. O memorando de ações foi desenvolvido durante a visita de uma comitiva cabo-verdiana ao município de VRSA, composta, entre outros elementos, pelo presidente da Câmara do Sal, Jorge Figueiredo, e pela vereadora responsável pala área da Juventude e Relações Internacionais, Luceth Santos.
As iniciativas em plano destinam-se a aprofundar o protocolo de geminação assinado entre VRSA e o Sal no ano de 2009 e englobam a partilha de conhecimentos nas áreas da assistência à primeira infância e terceira idade e a promoção de atividades destinadas ao desenvolvimento do turismo desportivo. Em perspetiva está igualmente a troca de experiências com vista à prestação de cuidados médicos baseados em protocolos com os Serviços Médicos Cubanos, promovendo a colocação de profissionais de saúde em locais com carência de recursos humanos. “Depois de cinco anos de geminação, onde desenvolvemos importantes colaborações ao nível da ação social e educação, vamos partir para uma nova etapa desta parceria, cujo projeto de maior visibilidade será a implementação de uma semana cultural conjunta onde teremos oportunidade de aprofundar as referências comuns ao nível da arte, gastronomia, cultura, arquitetura, entre outros domínios. Por outro lado, estamos em condições de iniciar parcerias ao nível da saúde e do turismo desportivo, tendo em consideração as excelentes condições naturais e as infraestruturas de ambos os municípios para a prática de desportos de alta competição durante todo o ano”, explicou Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA.

publicado às 11:18



O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, recebeu, no dia 27 de maio, Tzipora Rimon, embaixadora de Israel em Portugal que se encontra de visita oficial à região. A diplomata pretende estreitar os laços de amizade e cooperação com os municípios algarvios, em particular com Albufeira, tendo demonstrado interesse em conhecer de perto a realidade vivida no concelho.
Carlos Silva e Sousa divulgou alguns dados importantes sobre o município albufeirense, dando especial ênfase ao Turismo, o principal setor da região. Durante a reunião, Tzipora Rimon referiu que o Algarve, bem como Albufeira, têm muitos pontos comuns a Israel e à comunidade Judaica, nomeadamente a nível histórico e turístico.
Refira-se que Tzipora Rimon é natural de Israel, onde se licenciou em Economia pela Universidade Hebraica de Jerusalém, com especialização em Comércio Internacional. Ao longo da sua carreira desempenhou importantes cargos no Ministério dos Negócios Estrangeiros, na Assembleia Geral das Nações Unidas e nas Embaixadas de Israel em Copenhaga e Lisboa. Foi ainda ministra-conselheira para os Assuntos Económicos na Embaixada de Israel em Roma, cônsul-geral de Israel em Chicago (EUA) e embaixadora de Israel no Brasil. Desde agosto de 2013, ocupa o cargo de embaixadora de Israel em Portugal.

publicado às 11:08

10.º Festival da Cataplana em Almancil

por Daniel Pina, em 29.05.14


Durante o mês de junho (de 1 a 30), a freguesia de Almancil recebe a 10ª edição do Festival da Cataplana, evento gastronómico que pretende divulgar um dos pratos mais emblemáticos da região, confecionado com produtos frescos locais, promover os restaurantes de Almancil e estimular a criatividade dos chefs. Cataplana de marisco, de peixe, de amêijoas, de porco preto, de perdiz ou de lavagante são algumas das sugestões dos restaurantes para este certame.
Participam no Festival da Cataplana os restaurantes O Nosso Café, 2 Passos, Sandnanks & Seafood, Aquarelle, Churrasqueira de Almancil, Júlia’s, O Ribeiro, O Tanque, Casa do Campo, Louro, Flor de Sal e A Floresta. Os clientes que apresentarem o voucher promocional lançado pela Associação Empresarial de Almancil terão 10% de desconto nos restaurantes aderentes.

publicado às 11:07



O protocolo celebrado, a 10 de dezembro de 2013, entre a Câmara Municipal de Castro Marim e as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho (Associação Cegonha Branca, Associação dos Amigos e Naturais de Castro Marim «Sapal Verde», Associação de Bem Estar Social da Freguesia de Azinhal «ABESFA», Associação Social da Freguesia de Odeleite, Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim, Associação dos Amigos e Naturais do Azinhal «ANA» e Casa do Povo do Azinhal), assegurou já a reinserção de profissional de 100 munícipes desempregados.
Após a aprovação das candidaturas aos diversos programas do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o Município de Castro Marim financia a fração não subsidiada por este organismo, sendo os beneficiários das candidaturas distribuídos pelas IPSS do concelho e também pelos serviços da autarquia. “Trata-se de um esforço financeiro municipal muito significativo, no sentido de combater o flagelo social dos nossos dias e de ajudar as famílias, que atravessam um momento muito difícil das suas vidas. Espero que um dia, que acredito seja próximo, a economia recupere e esta ajuda deixe de ser necessária”, afirmou na ocasião o presidente da Câmara Municipal, Francisco Amaral, referindo-se também à elevada taxa de desemprego na data - cerca de 15 por cento da população ativa existente no concelho e uma das maiores da região do Algarve.

publicado às 12:27



Os municípios da Eurocidade do Guadiana (Vila Real de Santo António, Castro Marim e Ayamonte) apresentaram um calendário de provas que pretende transformar estas localidades na capital internacional do triatlo. Para atingir este objetivo, os três municípios fronteiriços estão a desenvolver um conjunto regular de competições de média e longa distância, cujos percursos incluem a travessia da fronteira do Guadiana, internacionalizando o triatlo e ampliando a projeção das potencialidades da Eurocidade.
Do calendário de provas faz parte um triatlo de longa distância, que terá lugar em VRSA, um Triatlo Cross, que terá lugar em Castro Marim, um triatlo de distância média, que decorrerá em Ayamonte, e uma prova dedicada aos mais novos, que terá rotatividade anual por cada um dos municípios. Este conjunto de eventos desportivos é desenvolvido através de uma parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de VRSA, a Federação de Triatlo de Portugal e o Clube Desportivo Iberman, coletividade desportiva sediada em Huelva (Espanha), que nos últimos anos tem impulsionado a difusão do triatlo no sul da Península Ibérica. “A inclusão do município neste calendário mostra, uma vez mais, as suas potencialidades na área do desporto de alto rendimento e amador, e contribui para a manutenção das boas taxas de ocupação hoteleira, tendo em consideração que cerca de 70 por cento dos atletas participantes ficarão alojados em VRSA”, destaca Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.
Opinião idêntica é partilhada pelo presidente da Federação de Triatlo de Portugal, Fernando Feijão, que considerou VRSA como um dos melhores locais da Europa para a prática do triatlo, tendo em consideração as condições climáticas, as instalações do Complexo Desportivo de VRSA, bem como o enquadramento natural do concelho. “Sabemos que a Federação Europeia de Triatlo está na fase final de instalação de um centro de estágios europeu e VRSA é uma das hipóteses prováveis para vir a acolher o equipamento. Isto atesta de forma expressiva a qualidade das instalações vila-realenses”, nota Fernando Feijão.
A primeira prova deste calendário ibérico terá lugar no dia 14 de junho, em Vila Real de Santo António, com partida da praia de Monte Gordo. Designada «Iberman Eurocidade do Guadiana», a competição inclui uma extensão até ao Alentejo, uma incursão a Espanha, bem como o regresso a Portugal através da travessia da Ponte Internacional sobre o Rio Guadiana. O desafio inclui 3,8 kms de natação, 180 kms de ciclismo e 42,1 kms de corrida e é organizado pela Câmara Municipal de VRSA, pelo Clube Desportivo Iberman e pela Federação Portuguesa de Triatlo.

publicado às 12:12



A Câmara Municipal de Lagos celebrou, no dia 23 de maio, Acordos de Execução com as quatro Juntas de Freguesia do concelho. No documento ficou estabelecido a delegação legal de várias competências camarárias que passam a ser exercidas pelas juntas de freguesia.
Os documentos foram aprovados na Reunião de Câmara de dia 19 de março deste ano e autorizadas pela Assembleia Municipal de Lagos. Trata-se de quatro Acordos de Execução assinados entre a Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, e os Presidentes da Junta de Freguesia de Lagos (São Sebastião e Santa Maria), Carlos Saúde, da União de Freguesias de Bensafrim e Barão de São João, Duarte Rio, e das Juntas de Odiáxere, Carlos Fonseca e da Luz, Vítor Mata. Também presente na assinatura esteve o Presidente da Assembleia Municipal de Lagos, Paulo Morgado.
De uma forma geral, a celebração destes acordos de execução concretizam a delegação das seguintes competências da Câmara Municipal, nas juntas: Gestão e manutenção dos espaços verdes, exceto nas áreas objeto de contrato de prestação de serviços celebrado entre o município e entidade privada; Limpeza das vias e espaços públicos, sarjetas e sumidouros, exceto nas áreas objeto; de contrato de prestação de serviços celebrado entre o município e entidade privada; Gestão e manutenção corrente dos mercados e feiras; Realização de pequenas reparações nas escolas; Manutenção dos espaços envolventes dos estabelecimentos escolares
A Câmara Municipal apoia assim financeiramente as Juntas, dotando-as com as verbas necessárias (com um limite máximo anual), ao desempenho das competências delegadas e prestará o apoio técnico necessário de que a Junta careça para o cabal exercício das mesmas, que consistirá designadamente na emissão de pareceres de caráter técnico ou jurídico e de recomendações sempre que tal for necessário e adequado, na medida das possibilidades da câmara municipal.

publicado às 18:07

Adeptos do caracol rumam a Castro Marim

por Daniel Pina, em 27.05.14

Caracóis, cerveja, doçaria regional e música popular portuguesa são os ingredientes para saborear no Festival Internacional do Caracol, em Castro Marim, que se realiza de 6 a 08 de junho, na Colina do Revelim de Santo António. Milhares de visitantes, ao longo de três dias, nas tasquinhas espalhadas pelo recinto, vão poder apreciar os melhores caracóis confecionados no Algarve e no país, mas também por chefes de cozinha espanhóis, franceses, italianos e marroquinos, que decerto irão surpreender com novas receitas, como o pastel de nata e empada de caracol, deste afamado petisco.
Também o paladar do visitante vai ficar deliciado com o melhor da doçaria regional, desde as tradicionais filhós, até ao dom Rodrigo, passando pela torta de alfarroba tão característica no Algarve. Outro dos destaques do Festival Internacional do Caracol é o cartaz musical rico e diversificado com os sons e os ritmos da música popular portuguesa. Na sexta-feira, dia 6 de junho, a abertura do festival acontece, às 19h, com a Banda Musical Castromarinense, seguindo-se a música dos «Uns & Outros» e o grupo de animação de rua «Us Sai de Gatas».
No sábado, além dos caracóis e da música popular portuguesa, é a vez do fado com a fadista Elsa Jerónimo e Virgílio Lança à guitarra. A encerrar a edição de 2014 do festival, dia 8 de junho, a anteceder a atuação do «Mato Bravo», haverá animação de rua com «Fanfarra Farratuga» e o grupo de flamenco «Raices Flamencas de Inês Romero con Pape de la Punta».

publicado às 18:04



O Presidente do Município de Olhão, António Miguel Pina, recebeu, no dia 23 de maio, o Reitor da Universidade do Algarve (UAlg), António Branco, e apresentou algumas das instituições e empresas do concelho, tal como os Viveiros Monterosa, a Unidade de Desabituação do Algarve, a renovada Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes, a empresa conserveira FreitasMar, a Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão (ACASO), o Movimento Juvenil de Olhão (MOJU) e o Conservatório de Música de Olhão, já no final do dia, onde os visitantes foram brindados com um concerto. “Pretendemos dar uma panorâmica geral e mostrar o que é a realidade do concelho, a parte empresarial – setor primário, secundário e alguma abordagem ao terciário – bem como o ensino e a parte social, e mostrar as ligações que já existem com a UAlg, desde os quadros superiores e técnicos, aos professores das escolas, aos engenheiros da indústria conserveira, até à área social, muitos dos nossos técnicos são fruto da Universidade do Algarve”, explicou o edil olhanense, para quem é “muito importante continuar a apostar numa maior proximidade da autarquia com a Universidade em áreas como as pescas, a agricultura e o turismo”.
Por seu lado, António Branco considerou que se o presidente da autarquia olhanense refere esta ligação e tem noção de que ela já existe, cabe ao Reitor torná-la mais visível e reafirmar a sua disponibilidade para que essa relação seja, cada vez mais, útil para as duas partes. “A Universidade não pode ser entendida como uma prestadora de serviços à região, porque a região também presta serviços à Universidade”, defende o Reitor. António Banco salientou ainda os vários desafios que têm sido colocados à Universidade, inclusive em Olhão, garantindo que os tem registado e que os levará para dentro da instituição para, no seu seio, encontrar os investigadores ou parceiros que possam estabelecer protocolos de trabalho.

publicado às 17:59



A Divisão de Educação e Desporto do Município de Olhão promove mais uma edição da Semana da Criança e do Ambiente de Olhão, este ano subordinada ao tema «Conhecer para Proteger», nos dias 3 a 6 e no dia 9 de junho. A iniciativa é dirigida às crianças que frequentem o ensino pré-escolar e o primeiro ciclo do ensino básico, público e privado do concelho.
As cerca de três mil crianças que participarão no evento podem aprender brincando e conhecer para preservar o meio ambiente que as rodeia. Os mais novos poderão brincar nos insufláveis, participar na animação de rua com malabaristas e palhaços ou no circuito gímnico ou assistir a peças de teatro pela companhia A GORDA. Realizam-se ainda jogos com a colaboração do Centro de Saúde de Olhão (Grupo de Saúde Escolar), ações de prevenção rodoviária a cargo da PSP de Olhão, atividades sobre o vulcanismo e ciclo das rochas com o apoio do Centro de Ciência Viva de Tavira e atividades de observação do sol, visualização de ilusões óticas e produção de bolas de sabão gigantes com o Centro de Ciência Viva de Faro. As crianças poderão igualmente divertir-se com as pinturas faciais (colaboração com a Casa da Juventude), fazer pinturas em papel cenário alusivas ao ambiente, participar em atividades de arqueologia (colaboração com o Museu) e em jogos do Ambiente (colaboração com a AmbiOlhão).

publicado às 17:52

Portimão palco do Lota Cool Market

por Daniel Pina, em 27.05.14


No dia 31 de maio, a zona ribeirinha de Portimão e o edifício da antiga lota vão ser cenário para o Lota Cool Market, um Mercado de Novo Artesanato, Design & Produtos Gourmet que, inspirado na famosa série televisiva dos anos 80 «Verão Azul», irá respirar um ambiente náutico e transformar-se numa montra de produtos e serviços estilo retro vintage, sem esquecer uma vertente solidária. Mais de 40 expositores já confirmaram a sua presença nesta primeira edição, na sua maioria jovens criadores portugueses com pequenas marcas e micro empresas de produtos originais, do novo artesanato ao design, passando por propostas «Gourmet │Food & Wine» e até na área da música e do entretenimento.
Na categoria de novo artesanato, não irão faltar produtos feitos à mão, muitos deles inspirados em técnicas tradicionais, embora com um toque de modernidade, seguindo cores e motivos de tendência contemporânea, como é o caso das cestas pintadas da «Companhia das Cestas», dos clutches em tela da «Indiggo», dos colares e anéis em cerâmica do «Atelier 13», da bijuteria com azulejo pintado à mão da Ana Azulejos e dos sabonetes Homemade da «Love Bubbles», enquanto que a «Desfiarte» irá trazer as toucas e tapa-fraldas para crianças, lembrando as que se usavam antigamente. Nesta categoria, existe também a componente ecológica, como é o caso da «daAna», que recicla t-shirts antigas e as transforma em macacões de criança, a «Re- Palete», que transforma paletes usadas em quadros com frases inspiradoras, ou até a «Cartão Concept», que faz mobiliário e peças decorativas em cartão.
No que diz respeito à comida, são os projetos de «street food» que marcarão uma presença especial, trazendo até à zona ribeirinha a nova moda de carrinhas vintage a servir comida na rua, como a «Caipijoca’s» e um novo projeto de venda de hambúrgueres, para além de outras propostas apetitosas e de Cake Design, como os cupcakes da «Àgua na Boca», a comida macrobiótica e pronta a levar, como é o caso dos wraps vegetarianos da «Macro Lovers». O Design marca presença através de produtos de autor, como biquínis, pranchas de surf, objetos impressos em 3D, bicicletas personalizadas e móveis reciclados. A categoria de entretenimento vem complementar e enriquecer o ambiente, quer seja com uma exposição de fotografia da autoria de João Bracourt, fotógrafo de surf premiado a nível mundial e residente em Portimão, quer com a possibilidade da participação, a preços especiais, em sessões de mini tatuagens inspiradas em motivos náuticos com a «Gone Fishing Tattoos», ou através das mini sessões de fotografia em família, antecipando o Dia da Criança, com a Sweetcherry, sem esquecer os retratos ao vivo, com a MODO ou até um passeio num clássico side-car, com a Bike my side.
Para além de todos estes atrativos, os barcos farão parte do cenário e são solidários, uma vez que o Lota Cool Market tem como mascotes os barcos do projeto Vela Solidária que, para além de contribuírem para a decoração, possibilitam a realização de Passeios Solidários no Arade. No que toca à música, pensada para ser uma extensão deste evento único, os intérpretes convidados transmitirão também eles novas tendências e sons cool, do jazz às propostas dos Djs presentes, numa fusão de soul, street music, downtempo e house.

publicado às 17:40

Albufeira apresenta + Desporto

por Daniel Pina, em 27.05.14

De 5 a 8 de junho, o Pavilhão Desportivo de Albufeira vai acolher o «+Desporto», um evento que congrega a oferta existente no concelho nas áreas do desporto, lazer, saúde e bem-estar. Assim, mais de 40 empresas e 25 clubes e associações irão divulgar ao público os seus produtos e serviços, através da realização de atividades desportivas, debates e palestras, e exposição de artigos.
Durante quatro dias será possível assistir ou participar em aulas e demonstrações de Dança, Paintball, Rastreios de Saúde, Palestras e Workshops, Corridas e Caminhadas, Campeonato de Skate, Mega Classe de Danças Afro-Latinas, Passeios de BTT, Batismos de Mergulho, Almoço Macrobiótico, Feira de Adoção de Animais, entre muitas outras atividades. Existirá ainda uma zona destinada às crianças e outra aos jovens.
Durante a apresentação do «+ Desporto», Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, apontou como principal objetivo da feira incentivar a adoção de estilos de vida saudáveis entre a população, realçando ainda a importância de trabalhar em parceria com todas as entidades envolvidas. “Para que juntos possamos promover o que de melhor se faz no concelho nestas áreas e atrair o segmento do Turismo Desportivo, de Saúde e Bem-Estar”, justificou.

publicado às 17:31



As comemorações do Dia do Pescador em Quarteira decorrem de 30 de maio a 1 de junho, com um programa de animação que pretende homenagear a comunidade piscatória quarteirense e promover uma das principais atividades económicas desta cidade. A gastronomia será uma das principais componentes destas festividades e, durante os três dias, o visitante poderá apreciar alguns dos típicos pratos de peixe, molúsculos ou marisco no espaço dos Petiscos do Pescador, instalado na Praça do Mar. Os petiscos serão confecionados por famílias de pescadores de Quarteira.
A tradicional lavada ou arte de arrastar para terra, que tem lugar no dia 31, pelas 18h, na Praia de Quarteira, é um dos cartazes turísticos destas celebrações. Toda a população é convidada a participar no «puxar a rede» para terra onde se pode ver a riqueza que ainda se encontra nas águas que banham Quarteira, através da quantidade e qualidade do pescado que, ano após ano, é capturado. O Dia do Pescador contará ainda com um programa musical, com as atuações de Claudisabel (21h30), a 30 de maio, do fadista André Catarino (21h) e Tony das Favelas (22h30), a 31 de maio, e Jéssica Portugal (21h30), a 1 de junho. Nestor e Nuno animarão o recinto, diariamente, às 18h, nos três dias de festividades.
Também Tavira assinala, no dia 31 de maio, mais um Dia Nacional do Pescador. A celebração consiste na homenagem a quatro marítimos como forma de reconhecimento e valorização pela sua dedicação ao mar: Joaquim Jorge Branquinho Mendonça (Freguesia de Conceição e Cabanas), José Basílio das Dores Duarte (Freguesia de Santa Luzia), Agostinho Maria da Conceição (Freguesia de Tavira, antiga freguesia de Santa Maria) e João Pedro Melita (Freguesia de Tavira, antiga freguesia de Santiago).

publicado às 17:47

Loulé celebra Dia do Município

por Daniel Pina, em 26.05.14


Na quinta-feira, 29 de maio - Quinta-Feira da Espiga -, Loulé assinala mais um Dia do Município, com um programa que terá como pontos mais importantes a Cerimónia dos Agraciados e a Festa da Espiga.
A cidade vai acordar com uma alvorada a partir das 9h. Pelas 9h30, tem lugar a cerimónia do hastear da bandeira, em frente aos Paços do Concelho, seguindo-se a atuação da Banda Filarmónica Artistas de Minerva, Majoretes de Loulé e Rancho Folclórico de S. Sebastião. A partir das 10h, a Praça da República será palco de várias atividades desportivas, com a participação de alguns clubes e associações do Concelho.
No Salão Nobre, pelas 10h30, vai ser descerrada a fotografia da pianista louletana Maria Campina, no âmbito das comemorações do 100.º aniversário do seu nascimento. Maria Campina passará a figurar ao lado de outros ilustres do Concelho como Cândido Guerreiro, Laura Ayres ou Duarte Pacheco, nesta sala dos Paços do Concelho. O Cine-Teatro Louletano recebe, pelas 11h, a Cerimónia dos Agraciados onde serão distinguidas personalidades e entidades ligados ao 25 de Abril de 1974.
A partir das 14h, as celebrações deslocam-se para o interior do Concelho, mais concretamente para a vila de Salir, palco da Festa da Espiga. O momento alto será o tradicional desfile etnográfico que representa a atividade agrícola desta freguesia mas onde não faltarão os «poetas» populares declamando os seus poemas ou quadras feitos de improviso ou preparados, em registo de mensagem em tom de brincadeira às entidades governativas presentes, para pedir ou agradecer as obras feitas na terra. A Festa da Espiga decorre atá ao dia 31, com muita música, gastronomia, artesanato e uma mostra de todas as tradições rurais do interior algarvio.
No encerramento do Dia do Município de Loulé, a partir das 21h, na Sala da Assembleia Municipal de Loulé, José Gil é o convidado de mais uma sessão do Ciclo «Horizontes do Futuro».

publicado às 17:38



A Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes está a implantar no jardim do pátio anexo à sua sala infantil o projeto «Frutificar em Equipa», que visa sensibilizar os intervenientes para a sustentabilidade e para o facto de a vida depender do ambiente e o ambiente depender de todos. A iniciativa insere-se no âmbito do Ano Internacional da Agricultura Familiar promovido pela UNESCO e tem como público-alvo os colaboradores da Biblioteca Municipal e dos seus polos de leitura, que terão oportunidade de experimentar atividades ligadas ao uso do solo, tais como revolver a terra, plantar, arrancar ervas e regar.
Além de reconhecido como ótimo exercício físico e psicológico, este tipo de ações também representa uma forma de aprendizagem saudável e criativa, permitindo repensar as responsabilidades e atitudes de cada um em relação ao ambiente e gerando métodos educativos ricos, contextualizados e significativos para os envolvidos. Neste contexto, a implementação e cultivo de uma horta na Biblioteca Municipal é considerado um valioso instrumento pedagógico e de lazer, fazendo parte da proposta o contacto com a terra na preparação dos canteiros e a descoberta do mundo das plantas e sementes, a prática diária dos cuidados com a mesma, entre semear, regar, transplantar, tirar ervas daninhas, afastar lagartas, formigas, e lesmas com o uso da borra de café, da cinza ou com a plantação de coentro e salsa, até que a natureza brinde os participantes com a metamorfose das pequenas sementes em verduras e legumes viçosos e coloridos.
Esta atividade caracteriza-se por ser continuada, não tendo hora ou tempo de duração pré-estabelecido, pelo que a cada ano novas ideias poderão dar continuidade ao projeto, considerando que as horas passadas no local de trabalho são tantas quantas as passadas em família, sendo frequentemente os colegas de trabalho uma segunda base de apoio e proximidade. Desta forma, será despertado o seu interesse para o cultivo de um pequeno espaço de cheiros e para o processo de germinação, ao mesmo tempo que aprenderão a cultivar plantas que se transformarão em alimento saudável e nutritivo.
Para além da descoberta de um recurso lúdico e terapêutico, o projeto «Frutificar em Equipa» também permitirá aos intervenientes reconhecerem os benefícios das práticas agrícolas em meio urbano, realçando o importante papel que estas poderão significar para a qualidade alimentar e economia familiar.

publicado às 17:32

Jorge Serafim apresenta livro em Albufeira

por Daniel Pina, em 26.05.14

O livro intitulado «A minha boca parece um deserto», da autoria de Jorge Serafim e com ilustrações de José Francisco, vai ser apresentado no próximo dia 6 de junho, sexta-feira, às 18h, na Biblioteca Municipal Lídia Jorge, em Albufeira. A obra aborda o tema da escassez de água doce nos países africanos através de uma história infanto-juvenil, que retrata de forma genérica a realidade vivida por muitas pessoas naquele continente, transmitindo uma mensagem de esperança e perseverança.
Jorge Serafim explica que a ideia nasceu durante uma viagem em família a Cabo Verde, a partir de uma frase proferida pela filha, na altura com cinco anos, e que deu o título ao livro. «A minha boca parece um deserto» é o quinto livro de Serafim, mas que se distingue das obras anteriores por incorporar uma escrita poética, dirigida mais a jovens do que a crianças, e que contém uma mensagem “que pode ser adaptada a outros problemas dos nossos dias”, revela o autor.
Serafim é narrador de contos tradicionais há mais de 20 anos e já publicou diversos livros, entre eles dois para o público infantil e juvenil. Ficou conhecido pela sua participação nos programas televisivos «Levanta-te e ri» e «Fátima Lopes», transmitidos pela SIC e TVI. Durante vários anos foi técnico de animação na Biblioteca Municipal de Beja, função que abandonou para se dedicar à itinerância por todo o País e à escrita. Além da apresentação dirigida ao público serão realizadas duas outras sessões, durante a tarde, destinadas a alunos da EB 2,3 Profª Diamantina Negrão.

publicado às 17:26



O Tribunal de Contas recusou o visto ao processo referente ao empréstimo celebrado com a Direcção-Geral do Tesouro e Finanças no âmbito do PAEL do Município de Portimão, assim como nos processos referentes a Empréstimos para Reequilíbrio Financeiro, celebrados entre a autarquia e diversas instituições bancárias. A Presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, recebeu de imediato por parte do Governo, nomeadamente por parte do Secretário de Estado da Administração Local, António Leitão Amaro, a garantia do firme empenho da administração central de, face à recusa de visto, encontrar uma solução urgente para Portimão.
Nas várias reuniões que, ao longo deste processo, a Presidente da Câmara manteve com os diversos membros do Governo, entre os quais o Primeiro Ministro, Ministra das Finanças, Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, estes sempre demonstraram abertura e disponibilidade para estudar e apresentar uma solução extraordinária para Portimão, caso se concretizasse a não viabilização da candidatura ao PAEL por parte do Tribunal de Contas. Isto porque os vários pedidos de esclarecimentos por parte do Tribunal de Contas relativos a este processo cedo tornaram evidente a necessidade de trabalhar um plano alternativo que garantisse que os interesses dos credores do Município não seriam defraudados. As dificuldades de enquadramento legal da dívida em factoring com as disposições legais do PAEL, apesar de todos os esclarecimentos prestados pela autarquia, inviabilizaram a sua aprovação.
Apesar de este plano ter sido herdado do executivo anterior, e sabendo de antemão que não resolveria de forma definitiva os graves problemas financeiros com que a autarquia se depara, era a solução mais imediata dentro do quadro legislativo em vigor, pelo que era obrigação do atual executivo tudo fazer para garantir a sua viabilização. A Câmara Municipal de Portimão reconhece igualmente o sentido de responsabilidade com que o Governo tem encarado a grave situação financeira do Município de Portimão e o empenho demonstrado no sentido de viabilizar uma solução estruturada e que responda às especificidades do caso de Portimão, que detém a maior dívida de curto prazo das autarquias locais, sendo esta composta sobretudo por factoring.
Face a estes factos e ao empenho até agora evidenciado pelo Governo, e apesar de ainda não ser conhecido o teor do acórdão do Tribunal de Contas e a sua fundamentação, a Câmara Municipal de Portimão não irá apresentar recurso desta decisão e continuará a trabalhar, em conjunto com o Governo e a Associação Nacional de Municípios Portugueses, para que rapidamente seja concretizada uma solução alternativa, sendo a próxima semana decisiva para o efeito. A autarquia destacou ainda a postura de todos os credores, nomeadamente a Banca, que sempre estiveram ao lado de uma solução que viabilizasse o funcionamento e as funções vitais da autarquia e ao mesmo tempo garantisse que os seus direitos enquanto credores fossem satisfeitos.
Os responsáveis autárquicos afirmaram também que o contratempo da não obtenção de visto por parte do Tribunal de Contas à candidatura ao PAEL não põe em causa o firme propósito desta Câmara Municipal em honrar os compromissos com os seus credores. Por fim, a Câmara Municipal de Portimão quer tranquilizar os seus munícipes, funcionários e fornecedores, reafirmando que o executivo municipal continuará, com transparência, a trabalhar na defesa dos legítimos interesses dos portimonenses.

publicado às 11:28

Um ano a festejar o Centenário do Município

por Daniel Pina, em 24.05.14


No dia 1 de junho, São Brás de Alportel festeja cem anos de história, de autonomia e de comunidade a construir o futuro, com um programa diversificado que se prolonga por um ano de celebrações.
No tão aguardado dia 1, as Comemorações do Centenário do Concelho começam pelas 10h, com a cerimónia oficial do Hastear da Bandeira, um cortejo com mais de meio milhar de participantes das coletividades locais e a Sessão Solene Comemorativa, marcada pela Inauguração da nova Praça da República e pela atribuição de insígnias municipais. O programa conterá uma sucessão de eventos a envolver exposições, música, desfiles e homenagens a personalidades são-brasenses.
Como se pretende que esta seja uma celebração contínua, até dia 1 de junho de 2015, numa homenagem ao passado e semente de Futuro, serão promovidas e organizadas diversas atividades e muitas iniciativas com o objetivo de tornar esta data muito mais do que uma efeméride, um «Tempo de Reflexão e Construção Coletiva de Comunidade», muito mais do que um momento cultural, de modo a envolver os são-brasenses nas comemorações e na construção de futuros projetos. Intervenções ao nível da requalificação e valorização do património, concursos artísticos, ciclos de tertúlias e passeios, criação de marcas e marcos turísticos, lançamento de publicações, exposições de rua, manifestações culturais em espaços imprevistos e muito mais é o que se pode esperar deste ano de Centenário, a culminar no próximo dia 1 de junho de 2015, com uma recriação histórica, a fazer São Brás de Alportel recuar 100 anos atrás, no mesmo dia em que se apresentam novos projetos de futuro, projetando São Brás de Alportel 100 anos à frente.
O Centenário do Município pretende ser o terreno fértil para encontrar novos caminhos de futuro e tem como ambição maior despertar nos mais jovens a curiosidade por conhecer a sua história e encontrar nela a inspiração para construir o futuro. João Rosa Beatriz, o republicano, sonhador e livre pensador que foi o fundador do concelho, pode ser a fonte de inspiração e de esperança para as jovens gerações. “Nas Comemorações do Centenário cada são-brasense tem um papel a desempenhar, culminando na divulgação do nosso concelho, da sua história e do nosso legado. Queremos que todos e todas façam parte desta homenagem ao passado, relembrando os ideais de João Rosa Beatriz, fundador do concelho, e cujos princípios continuamos a privilegiar na atualidade, em prol da população de São Brás de Alportel”, sublinhou Vítor Guerreiro, presidente da Câmara Municipal, durante a apresentação.

publicado às 11:17




Richard Marques é o novo Comandante Operacional Municipal de Portimão e Comandante do Corpo de Bombeiros Voluntários locais, sublinhando desde logo a transversalidade que caracteriza a área da proteção civil e defendendo a conjugação de esforços entre os vários agentes para ajudar o próximo. “Estou determinado em reforçar o espírito de corpo nos bombeiros de Portimão, estabelecendo pontes de cooperação e agilizando procedimentos”, garantiu na cerimónia de posse do cargo, que teve lugar, no dia 22 de maio, na Câmara Municipal de Portimão.
Ao endereçar um voto de confiança no futuro da corporação, “quase a completar 88 anos de existência ao serviço da comunidade de forma desinteressada e solidária”, o novo comandante reiterou a sua “aposta firme na reestruturação e qualificação, para fazermos mais e melhor”, sublinhando que os Bombeiros Voluntários de Portimão “sempre estiveram à altura de todas as missões que lhes foram confiadas, fruto da dedicação e empenho de um conjunto de homens e mulheres disponíveis 24 sobre 24 horas, com prejuízo das suas próprias famílias”. Segundo Richard Marques, “os bombeiros prestam um inestimável serviço na defesa de vidas, do património e do ambiente, serviço esse que deve ser feito com profissionalismo e rigor”, lembrando que já a partir de 1 de junho “teremos pela frente mais um desafio muito exigente, com vista a operacionalizarmos o dispositivo especial de combate aos incêndios florestais”. Para o presidente de direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portimão, Álvaro Bila, o novo comandante “vem trazer mais valor à corporação, devido à sua muita experiência, sendo um dos nossos principais objetivos investirmos de forma decidida na adequada formação dos efetivos”.
O novo Comandante Operacional Municipal foi nomeado pela presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, que também preside à Autoridade Municipal de Proteção Civil, tendo o seu nome merecido a aprovação unânime por parte da vereação camarária. “Faremos tudo ao nosso alcance para termos meios disponíveis e homens capazes de enfrentarem este combate desigual contra todas as adversidades e por isso devemos estar bem apetrechados, bem formados e decididos a enfrentá-lo”, prometeu Isilda Gomes. Dirigindo-se aos muitos bombeiros presentes, a presidente saudou “quem abraça esta causa extremamente nobre e que representa o espírito mais puro da solidariedade, pois é nos bombeiros que se encontra a autêntica abnegação, já que dão tudo por tudo pelos outros, às vezes pagando com a própria vida”.
Depois de defender que, em termos de proteção civil e segurança, deverá existir uma visão global para a região algarvia, sobretudo devido à sua importância para o turismo nacional, a autarca frisou que “Portimão, cada vez mais um destino turístico de excelência e qualidade, muito deve aos seus bombeiros, constituindo esta tomada de posse um grande passo que o município dá no que toca à segurança de pessoas e bens”. “Não tenho dúvidas que a Associação dos Bombeiros Voluntários de Portimão estará sempre ao lado do novo comandante, bem como todos os agentes municipais, para que Richard Marques prossiga os seus objetivos”, assegurou Isilda Gomes, para quem “todo o cidadão deve ser um agente da proteção civil, ao não cometer erros graves, pois cada um de nós também é responsável pela segurança alheia e todos seremos poucos, por exemplo, para a prevenção contra os incêndios florestais ao longo dos dias de calor que se avizinham”.

publicado às 11:11

The Guardian destaca praias de Albufeira

por Daniel Pina, em 24.05.14

«As Melhores Praias de Portugal: dicas de viagem dos leitores» é o título do artigo publicado pelo jornal britânico The Guardian que, no passado dia 10 de maio, divulgou uma lista de praias portuguesas recomendadas pelos seus leitores. As praias de Albufeira voltam a estar em evidência, integrando o TOP 10 das zonas balneares recomendadas pelos turistas do Reino Unido.
Desta vez, o destaque vai para a praia do Castelo, descrita pelos leitores como “uma praia escondida entre as impressionantes falésias algarvias, apenas frequentada pelos moradores e turistas mais aventureiros”. A praia da Oura também mereceu o elogio dos visitantes britânicos, que a consideram “perfeita” por possuir “areias macias e douradas com vista para belas ondas azuis”.
The Guardian é um jornal britânico fundado em 1821, com uma média diária de mais de 280 mil cópias. Na sua versão online é o segundo jornal de língua inglesa mais lido do mundo, logo após o New York Times.

publicado às 11:01

Percorrer o Azinhal em BTT

por Daniel Pina, em 24.05.14

No desenvolvimento de uma política desportiva e, em especial, dos desportos de natureza, a Associação Recreativa e Cultural Azinhal (ARCA) e a Casa do Povo do Azinhal organizam, a 8 de junho, a 5ª edição do Passeio «Pelos Trilhos do Azinhal». Será um dia de puro BTT, com início às 9h, junto à sede social da ARCA, na aldeia do Azinhal, onde os participantes dispõem de dois percursos, percorrendo as margens do rio Guadiana, da ribeira de Odeleite, calcorreando trilhos e caminhos das freguesias de Azinhal e Odeleite.
Dos percursos fixados pela organização, um compreende uma distância de 25 quilómetros, com grau de dificuldade acessível, a participantes do BTT. O outro apresenta uma distância de 45 quilómetros, cuja dificuldade é maior, sendo, por isso, mais exigente a nível físico. O passeio termina com um almoço de confraternização no Centro Multiusos.
Com uma prova que não tem um caráter competitivo, a Arca e a Casa do Povo pretendem garantir aos participantes momentos únicos de salutar convívio e amizade. Ao mesmo tempo, descobrem a evasão do Baixo Guadiana, um dos territórios inscritos nos roteiros do turismo de lazer e natureza.

publicado às 10:56

III Mostra-te termina com teatro juvenil

por Daniel Pina, em 23.05.14


A peça de teatro FACE coloca um ponto final na terceira edição do Mostra-te, a 31 de maio, pelas 21h30, no Auditório Municipal de Olhão. O evento, que se iniciou no dia 1 de maio com muitas atividades levadas a cabo por associações e clubes de jovens olhanenses, tem promovido a música, o desporto, o teatro e a dança, entre outras artes, pelos vários espaços municipais e associações envolvidas.
O FACE, levado a cabo pelo Grupo de Teatro da Casa da Juventude de Olhão, mostra ao público juvenil o talento dos jovens atores olhanenses, com formação na Casa da Juventude. A peça é uma sequência de acontecimentos reais vividos por jovens dos 16 aos 25 anos no contexto das redes sociais e a realidade exposta em cena de forma crua e sem disfarces resulta num espetáculo repleto de momentos hilariantes, que espelham o confronto dos jovens consigo próprios e com as suas dúvidas, certezas, inseguranças e excessos.
O envolvimento de cerca de 100 entidades, conjuntamente com o Município, faz com que o êxito desta edição se prolongue para o futuro. Assim, e até ao final do mês, é ainda possível assistir, entre outros, ao concerto dos Semente, no dia 23, às 21h30, no Auditório Municipal de Olhão, ou à Rockestra, no Cinema Topázio (Fuseta), às 16h, no dia 24. A 28, às 14h40, realiza-se um workshop sobre sexualidade na sede da Moju e no dia 30, às 21h30, a Sociedade Recreativa Olhanense recebe uma Mostra de Curtas.

publicado às 14:05



A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António lançou o «Prémio Nacional de Ensaio Histórico António Rosa Mendes», um concurso nacional, de caráter bienal, com o propósito de promover, de forma contínua, a investigação e a literatura sobre história no nosso país. Este concurso, lançado no âmbito da homenagem da autarquia de VRSA e da Universidade do Algarve ao ilustre vila-realense desaparecido entre nós recentemente, destina-se a galardoar o melhor trabalho inédito na modalidade de ensaio histórico, com tema livre, mas circunscrito ao período da Idade Moderna.
O prémio tem um valor pecuniário de 10 mil euros – o que o transforma num dos maiores do país –, havendo a possibilidade de a obra vir a ser editada por uma editora comercial. Serão admitidos a concurso todos os cidadãos nacionais ou estrangeiros, desde que apresentem a obra em língua portuguesa, devendo os trabalhos entregues ser originais, inéditos e não premiados anteriormente.
O prazo de receção das obras concorrentes termina a 31 de dezembro de 2014, devendo o júri tomar decisão até 15 de maio de 2015. O prémio será posteriormente entregue ao autor da obra vencedora, nos Paços do Concelho de Vila Real de Santo António, no dia 21 de maio de 2015. “Este concurso, cujo prémio de valor expressivo o torna num dos maiores a nível nacional, honra o nome e obra de Rosa Mendes e faz do município uma referência ao nível da cultura, da investigação histórica e da promoção do património”, considera Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA.
Natural de VRSA, António Rosa Mendes foi um professor emérito, respeitado e admirado por alunos e colegas e por toda a comunidade das suas relações, tendo contribuído para impulsionar a investigação científica em torno da História do Algarve. Foi, durante a sua vida, reconhecido publicamente como um homem íntegro, culto, humanista, desprendido, humilde, com caráter, princípios e coragem cívica, tendo as raízes algarvias marcado toda a sua intervenção académica, cívica, social e política. Para homenagear este eminente vulto da cultura algarvia, a autarquia de VRSA irá também editar duas obras literárias sobre a vida e obra de António Rosa Mendes: uma primeira denominada «Subsídios para a Monografia de António Rosa Mendes» e uma segunda denominada «Biografia de António Rosa Mendes».

publicado às 13:52

Mega Folhado Solidário com balanço positivo

por Daniel Pina, em 23.05.14


O «Mega Folhado Solidário», que decorreu no dia 17 de maio, em Loulé, teve um balanço bastante positivo, de acordo com os organizadores, um grupo de alunos do 3.º ano do Curso de Licenciatura em Gestão Turística, sob a coordenação da Professora Doutora Lurdes Silva, do INUAF – Instituto Superior Dom Afonso III. De facto, foram vendidas cerca de 845 fatias do tradicional folhado de Loulé, conseguindo-se angariar cerca de 600 euros, tendo-se também recolhido 50 quilos de donativos (jogos, brinquedos e roupa).
O resultado do que foi angariado com este evento solidário será agora distribuído pelas duas instituições de solidariedade social do Concelho que esta ação visava apoiar: o Centro de Acolhimento Temporário «Os Miúdos» da Casa da Primeira Infância e a Unidade de Cuidados na Comunidade «Gentes de Loulé» – Equipa Local de Intervenção Precoce do Centro de Saúde de Loulé. A par da componente solidária, o «Mega Folhado Solidário», confecionado pela Loulé Doce, com 11 metros de comprimento, pretendeu também promover um doce que é já uma imagem de marca da cidade.

publicado às 13:42

Ria Formosa ficou mais limpa

por Daniel Pina, em 21.05.14

O Município de Olhão levou a cabo uma ação de limpeza da Ria Formosa, no dia 17 de maio, em conjunto com os Hotéis Real, Parque Natural da Ria Formosa, AmbiOlhão, Natura Algarve e Passeios Ria Formosa. No final do dia, cerca de uma centena de pessoas, que se voluntariaram para limpar as zonas do Centro de Interpretação Ambiental de Marim e Ilha da Armona, tinham recolhido uma tonelada de lixo.
Após o apelo feito pelo Município e Hotéis Real, promotor da iniciativa, com ponto de encontro no Hotel Real Marina, logo pela manhã fizeram-se dois grupos, que se distribuíram pelas zonas do Centro de Educação Ambiental de Marim e Ilha da Armona. Recolheu-se de tudo um pouco, desde garrafas de plástico, a lâmpadas, redes, sapatilhas, portas, cadeiras e um sem número de cordas e outros detritos. ”Há que consciencializar a população de que a qualidade do meio depende de todos nós”, referiu a vereadora Gracinda Rendeiro, em representação do Município de Olhão. “O sucesso da ação foi conseguida por todos, uma vez que foi com enorme satisfação que unimos os nossos colaboradores à comunidade local e aos parceiros envolvidos, com vista ao restabelecimento do equilíbrio deste património natural tão importante para a comunidade de Olhão e do País”, referiu António Gonçalves, administrador do Grupo Hotéis Real. “Enquanto grupo 100 por cento português, sempre apostámos na envolvência com as comunidades locais onde as nossas unidades se encontram. Em ano histórico para o Grupo Hotéis Real, aliámos às nossas ações contínuas de promoção do destino Olhão, a primeira de muitas iniciativas de conservação da Ria Formosa e da sua riqueza ambiental, paisagística e cultural única”.

publicado às 12:13


Conhecer e conviver com os vizinhos, cultivando a solidariedade e a amizade, é o ponto de partida das comemorações que acontecem no dia 27 de maio, na aldeia do Azinhal e na povoação de Furnazinhas (Freguesia de Odeleite), no concelho de Castro Marim. Para se juntarem a estas festas, os vizinhos só terão de levar o farnel, para partilharem, e irem disponíveis para o convívio e diversão. Na aldeia do Azinhal a festa está marcada para as 20h, no largo da Junta de Freguesia, e nas Furnazinhas para as 18h, no Espaço Multiusos.
O Dia Mundial dos Vizinhos é uma festa marcadamente popular que surgiu em França, em 1999, por iniciativa de um grupo de amigos, destinada a conhecer os vizinhos e, ao mesmo tempo, a combater o isolamento nos grandes centros urbanos alargando-se mais tarde a 15 países da Europa, entres eles Portugal, onde é festejada de Norte a Sul.
Quatro dias depois, a 1 de Junho, a Câmara Municipal de Castro Marim realiza um conjunto de atividades destinadas às crianças do concelho que, a partir das tropelias, de uma imaginação sem limites e de muitos sorrisos, vão recordar, festivamente, os 14 direitos que constituem a Declaração Universal dos Direitos da Criança. A partir das 10h, a Praça 1.º de Maio irá transbordar de alegria com as crianças que, através dos insufláveis, das pinturas faciais, do ateliê de artes plásticas, da modelação de balões animados e do veículo ecológico pelas ruas da vila irão viajar no reino do sonho e da fantasia.

publicado às 12:06



Com o apoio da Câmara Municipal de Castro Marim, a Associação Social da Freguesia e a Junta de Freguesia de Odeleite avançaram com a obra de reabilitação da antiga «Casa da Paróquia», que dará origem ao Centro de Intervenção, Desenvolvimento e Apoio da Freguesia de Odeleite. A empreitada foi adjudicada por cerca de 200 mil euros e obteve do ProDeR (Programa de Desenvolvimento Rural) uma comparticipação de 75 por cento, devendo estar concluída no prazo de seis meses.
O Centro de Intervenção, Desenvolvimento e Apoio da Freguesia de Odeleite (CIDAFO) propõe uma intervenção social mais dinâmica, ativa e continuada, através da implementação de um conjunto diversificado de ações que responda e combata as dificuldades sociais identificadas, nomeadamente problemas de isolamento, mobilidade, formação, condições de habitabilidade, entre outros. Do projeto do CIDAFO consta ainda a criação de uma loja social e de um espaço UTL-Universidade de Tempos Livres.

publicado às 11:58



O Dia Internacional dos Museus foi comemorado em Vila do Bispo, no passado dia 18 de maio, com a realização de uma palestra, intitulada «Patachos, Naufrágios e Cientistas: a Investigação Arqueológica do Património Cultural Submerso no Concelho de Vila do Bispo». A palestra decorreu no Centro de Interpretação e a sua apresentação esteve a cargo do investigador Tiago Fraga.
Ao longo de cerca de uma hora, o orador deu a conhecer aos 32 assistentes os resultados das sondagens ocorridas durante o ano passado, no âmbito do «Projeto Patacho Pedro Dias» (apoiado pela Câmara Municipal de Vila do Bispo) durante as quais foram relocalizadas algumas peças de artilharia e uma âncora. Além deste espólio, foram dados a conhecer ao público que se dirigiu àquele espaço, importantes e interessantes passos da investigação arqueológica, como os registos dos fundos, a prospeção em meio submarino e o respetivo enquadramento histórico.
Esta ação surge na sequência do protocolo celebrado entre o município de Vila do Bispo e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a 16 de abril de 2013. O projeto é da responsabilidade dos investigadores George Schwarz (Texas A&M University, Estados Unidos) e Tiago Miguel Fraga (CHAM, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, Universidade dos Açores).

publicado às 11:52

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D