Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Dez anos depois o Município de Lagos voltou a receber a Sessão Solene Comemorativa do Dia Nacional dos Municípios com Centro Histórico, celebrado no passado dia 28 de março, data em que se assinala igualmente o nascimento do escritor Alexandre Herculano, seu patrono. António Meneres, Secretário-geral da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico, lembrou que também passavam 510 anos sobre a data em que D. Manuel I passou o Foral à cidade de Lagos.
Depois de falar da importância desta efeméride, o arquiteto lembrou que, apesar do Centro Histórico de Lagos ter sido bastante marcado pelo terramoto de 1755, foi sendo cuidadosamente reconstruído ao longo dos anos, “no intuito de que a sua vivência seja uma mais-valia tanto para o concelho, como para a região”. Uma afirmação corroborada pela Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, lamentando, porém, que atualmente se esteja a verificar uma desertificação dos centros históricos das cidades. “Daí que a Câmara esteja a dar especial importância a um tema que tem sido o assunto do dia – a reabilitação urbana, com desenvolvimento de novas políticas de habitação que estão a enveredar pela requalificação das habitações existentes, antes de serem permitidas construções de raiz”, explicou. “A conservação do património e a reabilitação são áreas estruturantes e fundamentais nos próximos anos”, reforçou a autarca.
Concluídas as intervenções oficiais da mesa, passou-se à entrega do Prémio Nacional «Memória e Identidade», criado pela Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, em colaboração com a Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico, e que visa destacar as personalidades que ao longo da sua carreira mais se distinguiram em termos nacionais nos domínios da salvaguarda e valorização do Património, resultando das suas atividades um claro benefício para as autarquias portuguesas, sob o lema «transformar sem destruir, crescer sem devorar as raízes». Recorde-se que a primeira edição foi ganha pelo Arquiteto Álvaro Siza Vieira, tendo sido atribuída no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Angra do Heroísmo, no dia 28 de março de 2012. Na mesma data, em 2013, o mesmo prémio foi atribuído ao Professor Doutor José Augusto França no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Santarém. Nesta 3ª edição, o prémio foi atribuído a Frederico Mendes Paula e a José Miguel Correia Noras.
A Frederico Mendes Paula, o prémio foi atribuído pela sua ação enquanto Presidente do Júri do Prémio Nacional de Arquitetura Alexandre Herculano, como promotor de uma vasta ação visando o estudo e a divulgação de medidas cautelares contra riscos de catástrofes e de outras calamidades, mormente sismos, no âmbito dos centros históricos portugueses, bem como pelo seu trabalho de divulgação do Luso-Arabismo. Por seu turno, José Miguel Correia Noras foi premiado em consideração ao seu papel como antigo presidente escalabitano, ex-vereador de Lamego, dirigente nacional e referência incontornável da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico, como defensor e estudioso incansável do Património Cultural Português, bem como pelos seus contributos inovadores no que toca à preservação e ao restauro do Património, assegurando a sua revitalização, a sua ligação harmoniosa à vida contemporânea e o desenvolvimento das respetivas envolvências, defendidos na sua tese de doutoramento. José Miguel Correia Noras foi igualmente o autor da proposta e grande impulsionador da instituição do Dia Nacional dos Centros Históricos Portugueses e da criação do Prémio Nacional de Arquitetura Alexandre Herculano.
Para além desta sessão, que decorreu no Centro Cultural de Lagos, o período da tarde foi preenchido com uma visita guiada ao Centro Histórico da cidade (Praça do Infante; Jardim da Constituição; Instalações do «Antigo Trem de Artilharia de Lagos» - visita ao adarve da Cerca Medieval e Torres Albarrãs da Porta de São Gonçalo -, Igreja de Santo António, que terminou com uma visita à Igreja Nossa Senhora do Carmo, durante a qual foi apresentado o Projeto de Reabilitação ocorrido na Igreja, cuja metodologia, elaborada no âmbito do Gabinete do Centro Histórico da Câmara Municipal de Lagos, foi vencedora do Prémio Gulbenkian para a Recuperação e Valorização do Património no ano de 2003. Durante a visita à Igreja de Sto. António, foram dadas a conhecer as principais conclusões do diagnóstico feito recentemente à situação daquela Igreja, que, relembre-se, fechou ao público em outubro do ano passado, situação decorrente da análise realizada no local, onde se detetou a degradação da cobertura e a existência de uma deformação na abóbada da Igreja.

publicado às 14:16

Loulé assinalou efemérides ambientais

por Daniel Pina, em 02.04.14


A Autarquia de Loulé comemorou o Dia Mundial da Água e o Dia Mundial da Meteorologia com a participação de cerca de meia centena de alunos. Na efeméride ambiental Dia Mundial da Água, com os alunos da EB1 Dona Francisca de Aragão de Quarteira, a Autarquia proporcionou uma atividade denominada «Para Além da Água – Vida de Ribeira», a qual teve por objetivo levar os alunos a descobrir o curso de água da Ribeira Menalva, compreender a relação dos seres vivos com a água, as propriedades físico-químicas que podem influenciar a presença/ausência dos organismos, como forma básica para perceberem a interminável rede de dependência entre organismos e o meio onde habitam.
No âmbito do Dia Mundial da Meteorologia, a Autarquia realizou com alunos da EB1 da Mãe Soberana de Loulé, no Centro Ambiental de Loulé, uma atividade que pretendeu que os alunos visualizassem a Estação Meteorológica, que se encontra instalada no Centro Ambiental, de forma a compreenderem os diversos fatores que influenciam o clima terrestre e a interpretação dos dados recolhidos da estação meteorológica.

publicado às 14:05

Todo-o-Terreno por Terras de Maio no Azinhal

por Daniel Pina, em 02.04.14

Integrado na programação da 7ª edição da «Terra de Maio», a Casa do Povo do Azinhal e a Associação Recreativa e Cultural – Azinhal (ARCA) organizam, dia 11 de Maio, o 1.º passeio TT turístico «Por Terras de Maio». A prova desenrola-se no Baixo Guadiana, por estradas e caminhos que serpenteiam o Guadiana, num percurso de 75 Km, cujo grau de dificuldade é baixo, e destina-se a todas as pessoas, incluindo as famílias, que têm o gosto pelo desporto aventura e partilham o convívio e a entreajuda.
O TT «Por Terras de Maio» está aberto a viaturas 4x4, 4x2 e motos do género trail e grande trail, tem início às 8h, com a concentração na Colina do Revelim de Santo António. Uma hora depois, os participantes partem para a estrada, terminando a prova pelas 14h, com um almoço no Centro Multiusos do Azinhal. O passeio turístico, que apresenta um percurso misto, é simultaneamente um convite à evasão e à descoberta do concelho de Castro Marim, contando com os apoios da Câmara Municipal e das Juntas de Freguesia de Azinhal e Odeleite.

publicado às 14:00

Jogos Tradicionais recordados em Lagoa

por Daniel Pina, em 02.04.14


Pelo vigésimo segundo ano consecutivo, o Município de Lagoa, através dos seus Serviços Desportivos e Juventude, organizou o Encontro de Jogos Tradicionais para o 1.º Ciclo de Ensino Básico, integrado no Programa Área Escola do Município de Lagoa.
O Encontro decorreu de 18 a 27 de março, no Parque de Estacionamento do Pavilhão Desportivo Municipal Jacinto Correia de Lagoa, no Largo D.ª Leonor em Ferragudo e no Parque Infantil da Mexilhoeira da Carregação, das 10 às 12 horas. Durante estes dias, todas as crianças das escolas do 1.º ciclo do Concelho experimentaram jogos do tempo dos pais e dos avós, como são o jogo da macaca, jogo das latas, malha e jogo do burro, entre outros.

publicado às 11:05

Lagoa recebeu mais um Projeto Mega Sprinter

por Daniel Pina, em 02.04.14


A 10ª edição do Projeto Mega Sprinter realizou-se em Lagoa, nos dias 28 e 29 de março, e contou com a participação de 900 alunos atletas. O Estádio da Bela Vista, no Parchal, e o Centro de Congressos do Arade foram os palcos deste evento desenvolvido em parceria com a Federação Portuguesa de Atletismo para a deteção de novos talentos e que teve as presenças do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, e de Francis Obikwelu, Nelson Évora e Rui Silva. Os alunos do Ensino Básico e Secundário dividiram-se em quatro escalões etários  (Infantis A /B, Iniciados e Juvenis), e chegaram das cinco áreas educativas do continente e da Região Autónoma dos Açores. Nas diferentes fases estiveram envolvidos mais de 200 mil alunos, do 5.º ano ao 12.º ano.
O Mega Sprinter foi lançado em 2004 e é desde o primeiro momento apadrinhado por Francis Obikwelu. No ano letivo 2007/08, o projeto passou a incluir uma prova de salto em comprimento, o Mega Salto, tendo como padrinhos Nelson Évora e Naide Gomes. A prova de resistência de 1.000 metros, o Mega KM, foi apadrinhada por Rui Silva.
O evento foi considerado "um grande sucesso do atletismo escolar" pela organização a cargo da Desporto Escolar e da Federação Portuguesa de Atletismo, contando com o apoio do Município de Lagoa desde a primeira hora, conforme foi destacado pelos responsáveis da organização aquando dos agradecimentos, no encerramento do evento.

publicado às 11:01


No passado dia 28 de março, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila do Bispo reuniu-se em reunião extraordinária para analisar as partes públicas da revisão do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Vila do Bispo. Recorde-se que o primeiro plano remonta a 1999, tendo sido revisto ao abrigo da legislação em vigor, em maio de 2011, sendo esta a 3ª geração deste instrumento de planeamento de emergência.
No decorrer dos trabalhos, foi aprovada, por unanimidade, a revisão das componentes não reservadas do referido plano (Partes I, II e III e Secção I da Parte IV), que serão sujeitas posteriormente ao processo de consulta pública por um prazo não inferior a 30 dias. Este plano incluirá, na sua versão final, uma tipificação dos riscos, a indicação das medidas de prevenção a adotar, a identificação dos meios e recursos mobilizáveis, a definição das responsabilidades das estruturas envolvidas, os critérios de mobilização e mecanismos de coordenação dos meios e recursos e a estrutura operacional de resposta. Na prática, este documento verte um conjunto de medidas, normas, procedimentos e missões, com o intuito de fazer face a uma situação de acidente grave ou catástrofe e a minimizar as suas consequências.
Ainda nesta reunião, tomaram posse os novos elementos da Comissão, nomeadamente os representantes da Autoridade Marítima Local, GNR – Unidade de Controlo Costeiro de Aljezur, das Juntas de Freguesia eleito pela Assembleia Municipal, Regimento de Infantaria nº.1, Centro Hospitalar do Algarve e a CVP- delegação de Lagos.

publicado às 15:03

Presidência Aberta viajou até ao Carvoeiro

por Daniel Pina, em 01.04.14


 Na senda da «Presidência Aberta», o Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins, realizou uma visita oficial de trabalho à freguesia do Carvoeiro, no passado dia 26 de março, para se inteirar dos problemas que podem afetar o nome e a imagem de uma das mais belas regiões do Algarve. Como é habitual, esteve acompanhado pelo seu executivo, autarcas da União das Freguesias e técnicos da Câmara Municipal, tendo passado Carvoeiro e outras povoações a pente fino e ouvido os cidadãos.
O primeiro ponto de paragem foi a Boavista, onde verificou a necessidade de se proceder ao asfaltamento da estrada da ETAR até ao Mato Serrão, assim como a colocação de uma rotunda, ainda que para o efeito haja necessidade de negociar com alguns proprietários. Também foi reconhecida a necessidade de construir passeios com a devida iluminação pública desde as Sesmarias até à zona do Solférias. “A situação mais grave que encontrei diz respeito ao edifício do anterior Casino, que está em risco de ruir, para além da péssima imagem de degradação. A Câmara Municipal, através dos seus serviços, procurará junto dos proprietários encontrar uma solução definitiva para o edifício”, disse Francisco Martins.
A comitiva autárquica fez uma demorada visita ao Mercado de Carvoeiro, o que permitiu conhecer o problema do deficiente isolamento da placa com infiltrações ao nível da cave, pelo que se torna necessária uma intervenção, com posterior pintura. Seguiu-se uma visita à Aldeia das Chaminés, onde se tomou conhecimento do estado em que se encontra a piscina, bem como toda a zona que a envolve e edifício do Centro de Apoio, totalmente abandonado e votado à utilização indevida das suas instalações. Foi ainda possível definir um reforço da ligação de esgotos à rede pública, bem como a avaliação de uma melhor colocação dos recipientes de recolha de resíduos domésticos.
A finalizar, o Presidente da Câmara e sua comitiva constataram a necessidade de se reestruturar o trânsito na baixa de Carvoeiro, pelo que se irá estudar uma melhor viabilização do seu circuito. Seguindo pela rua do Barranco, foi decidido substituir o abrigo de passageiros existente, construir o passeio em falta no lado direito da rua, marcar no pavimento duas passadeiras para peões e colocar uma lomba antes do desvio para a rua do Rafaiol. Ao fundo da rua, numa zona de acesso a moradias, alguma vegetação intensa não cuidada impede a circulação, pelo que foi decidido proceder a uma limpeza e criar as condições mínimas para quem circula por aquela via.

publicado às 14:55



A Associação da Bandeira Azul da Europa (ABAE), em parceria com o Município de Albufeira e a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) promoveram, no dia 27 de março, uma sessão de esclarecimento sobre o programa «Chave Verde», destinado a responsáveis da hotelaria e parques de campismo. A iniciativa da Fundação para a Educação Ambiental está a ser implementada em Portugal desde 2007 pela ABAE, com o objetivo final de desenvolver esforços por parte dos vários intervenientes ligados ao setor, de forma consciente e continuada, orientados para a prática de um Turismo Sustentável. Para alcançar este objetivo global, as várias estruturas hoteleiras (Hotéis, Hotéis-Apartamento, Pousadas, Unidades de Turismo em Espaço Rural e Parques de Campismo) têm que se preocupar e acreditar que as boas práticas ambientais são um desejo dos seus clientes e uma mais-valia para a sua organização.
O programa existe há 20 anos – foi implementado em 1994 na Dinamarca – e até agora já aderiram 46 países (maioritariamente na Europa), sendo que em 2013 foram galardoadas 2500 empreendimentos. No Algarve existem quatro unidades hoteleiras distinguidas com o galardão «Chave Verde»: Hotel Vila Galé Albacora, Conrad Algarve, Hilton Vilamoura e Pestana Alvor Praia, o que considerando a dimensão do mercado justifica plenamente a realização deste tipo de ações. Para receberem este galardão, as empresas têm que cumprir um conjunto de critérios, dos quais se destacam: a definição de uma política de gestão ambiental, envolvimento da equipa de colaboradores, disponibilização de informação aos clientes sobre o diploma, as atividades ambientais a decorrer no empreendimento, como efetuar poupança de energia e água, higiene e limpeza, resíduos, alimentação e bebidas, atividades ao ar livre, entre outras.
José Carlos Rolo, vice-presidente da Câmara Municipal de Albufeira, destacou a importância deste tipo de iniciativas. “A ABAE é uma velha associada dos municípios e a «Chave Verde», à semelhança das Bandeiras Azuis, onde o município é líder a nível nacional, são motivo de reconhecimento público e excelente forma de publicitar um destino turístico”, frisou, fazendo menção à Praia da Falésia, que recentemente foi classificada pelo portal da TripAdvisor como a melhor de Portugal, na classificação «Melhor Destino de Praia 2014».
Por sua vez o presidente da direção da AHETA, Elidérico Viegas, afirmou que a associação sempre manifestou preocupação nesta área, tendo ao longo dos anos desenvolvido ações e protocolos que permitam aos seus associados evoluir para processos de certificação a nível da qualidade ambiental. “Temos aqui nesta sala empresários que têm dado excelentes provas nessa matéria e muitas unidades em condições de se candidatarem a este galardão, pelo que espero que esta iniciativa sirva de incentivo a que no próximo ano haja mais candidaturas”. Já Paulo Freitas, presidente da Assembleia Municipal, referiu que, no Empreendedorismo, mais importante que copiar Planos de Negócios é apostar na inovação e na diferenciação. “O Turismo tem que apostar em elementos diferenciadores e este programa tem tudo para que possamos ser reconhecidos pelo nosso posicionamento no mercado como um destino sustentável”.

publicado às 14:46


No dia 9 de abril, a Liga dos Combatentes – Núcleo de Loulé, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, promove mais um programa comemorativo do Dia do Combatente e da Batalha de La Lys. As cerimónias arrancam pelas 8h45, com o içar das bandeiras, no Monumento ao Combatente, no Largo Bartolomeu Dias. Segue-se, pelas 9h30, a Missa de Sufrágio em homenagem aos combatentes falecidos, que acontece na Igreja Matriz de Loulé.
A partir das 11h30, em frente aos Paços do Concelho, tem início a cerimónia solene desta efeméride, com uma alocução alusiva ao Dia do Combatente e da Batalha de La Lys. De seguida, serão homenageados os mortos em combate, com deposição de coroa de flores nos memoriais que se encontram na fachada do edifício da Câmara Municipal. Pelas 11h55, decorrerá então a cerimónia de imposição de condecorações aos combatentes. O evento culmina com a intervenção do presidente do Núcleo de Loulé, Ângelo Gonçalves da Silva, do presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, e do presidente da Comissão Concelhia das Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril, Carlos Albino. Refira-se que esta cerimónia irá integrar o programa comemorativo do 40.º Aniversário do 25 de Abril no Concelho de Loulé.
A Batalha de La Lys, que teve lugar a 9 de abril de 1918, na região da Flandres, marcou a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial. As tropas portuguesas sofreram pesadas baixas mercê de um poderio militar muito superior, e os alemães acabaram por vencer esta batalha. Embora os soldados se tenham adaptado à guerra das trincheiras, mostrando espírito combativo, o cansaço, a falta de reforços e o inverno frio e húmido acabariam por revelar-se, entre outros, fatores decisivos para a derrota das nossas tropas. Esta data, que faz parte da toponímia da cidade de Loulé, é uma homenagem a todos quantos lutaram por Portugal, constituindo uma efeméride significativa para a dignificação do Combatente. Na Batalha de La Lys pereceram 7 098 praças e 327 oficiais, cerca de 35 por cento dos efetivos portugueses na Flandres.

publicado às 11:19



Entre os dias 8 e 12 de abril, Portimão vai receber mais de uma centena de jovens velejadores de todo o país, para a disputa do IX Campeonato de Portugal de Juvenis em Optimist, cujas regatas decorrerão ao largo da Praia da Rocha. A importante prova decidirá os campeões nacionais masculinos e femininos, contribuindo também para o apuramento dos velejadores que representarão Portugal nos próximos Campeonatos do Mundo e da Europa, numa organização da Federação Portuguesa de Vela e Clube Naval de Portimão, com apoios locais do CNP – Clube Naval de Portimão e da Câmara Municipal de Portimão.
As várias associações regionais de vela (Norte, Centro, Sul, Madeira e Açores) apuraram ao longo de seis meses os 120 velejadores que disputarão a prova, que representarão 29 clubes e serão acompanhados por quatro dezenas de treinadores para além das suas famílias. O Clube Naval de Portimão estará representado por quatro velejadores, com destaque para o primeiro classificado do ranking regional sul, Rodrigo Correia, e para a atual bicampeã nacional infantil, Beatriz Gago, que este ano transitou para os juvenis.
Para tornar esta competição num momento de promoção dos valores do desporto e de confraternização entre todos os intervenientes, o CNP preparou algumas atividades extra, em colaboração com a autarquia de Portimão e alguns parceiros locais, nomeadamente o Kartódromo Internacional do Algarve, que desenhou uma competição de team racing destinada a todos os intervenientes e intitulada IX EDP Campeonato de Portugal de Juvenis a qual terá lugar no dia 7 de abril, altura em que muitos dos competidores já se encontram em Portimão. Em parceria com a Câmara Municipal de Portimão, o CNP também proporcionará aos participantes e familiares um roteiro pela história e contemporaneidade da cidade, muito ligadas ao mar, com visitas ao Museu de Portimão e ao Mercado da Av. S. João de Deus, estando ainda marcado um passeio pelos areais da costa e uma incursão pela rica gastronomia local, onde domina a sardinha.

publicado às 11:07



Os moinhos e os cereais são o tema do próximo passeio do ciclo «Passeios e Comeres da Dieta Mediterrânica», que se realizará em Cachopo, no dia 5 de abril, sábado, a partir das 9h30. Custódia Mateus, Custódio Campos e Otília Cardeira irão orientar o passeio e convidar os participantes a fazer pão nas Casas Baixas, para depois prová-lo no piquenique que se segue. O passeio termina com uma visita ao moinho branco, onde haverá lugar a partilha de histórias sobre este valioso património.
Os cereais integram a trilogia da cultura alimentar mediterrânica: pão, azeite e vinho. No final do século XIX, escreveu Teófilo Braga, a propósito da alimentação praticada: “Em Tavira e freguesias vizinhas: marisco, peixe, papas de milho com marisco ou azeite, e raras vezes comem pão”. O valor central do “pão” reflete-se também nas estruturas de transformação e profissões associadas, moinhos e moleiros, não esquecendo os fornos, que, na serra, frequentemente, são comunitários, “de todos no monte”.

publicado às 11:02

Março Jovem 2014 foi um êxito

por Daniel Pina, em 01.04.14


Nota muito positiva para a 16ª edição do Março Jovem de Portimão, que durante três intensas semanas movimentou cerca de 7500 jovens e ofereceu uma programação diversificada e repleta de propostas irresistíveis, da arte ao desporto, passando pela cultura e pela animação de rua.
Em termos de momentos altos, mobilizadores de grande número de participantes e espetadores, destaque para o concurso de bandas musicais, os torneios de videojogos, os concursos Miss e Mister promovidos pelas escolas secundárias, para o Campeonato Regional e a Taça de Portugal de BMX, para as oficinas de expressão musical, dança e yoga e ainda para o Festival de Artes Marciais e Desportos de Combate. Referência especial para a animação de rua, constante no período de 7 a 30 de março, para o XV Enportunas – Encontro de Tunas Académicas e para o Espetáculo de Ginástica, Ballet e Dança, que teve a participação de 108 ginastas e 83 bailarinos e encerrou com chave de ouro o Março Jovem 2014.
Um conjunto de exposições muito diversificadas também permitiu revelar ou promover jovens talentos e mereceu a atenção geral, assim como a animação musical, os workshops, as palestras, as caminhadas e as iniciativas ligadas ao teatro. De registar ainda a crescente mobilização da população adulta, especialmente familiares dos jovens e crianças envolvidos na programação, e que responderam afirmativamente aos desafios e convites propostos.
Para o sucesso obtido, em muito contribuiu o papel desempenhado pelo núcleo organizativo, que representou as forças vivas de Portimão e refletiu a dinâmica da juventude local e do movimento associativo juvenil do município, com o empenho de cerca de meia centena de entidades, entre escolas, clubes, associações e empresas, numa organização da Câmara Municipal de Portimão.

publicado às 10:51



O concelho de São Brás de Alportel recebeu a visita do Reitor da Universidade do Algarve, António Branco, na sexta-feira, dia 28 de março, no âmbito do périplo que este se encontra a realizar pela região com o intuito de estar mais próximo dos concelhos e estreitar a relação da Universidade do Algarve com as autarquias. Nesse sentido, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel organizou uma visita por distintas entidades e empresas do concelho, dando-lhe a conhecer referências importantes do dinamismo cultural, económico e social são-brasense.
Na reunião que antecedeu a visita, o Presidente da Câmara, Vítor Guerreiro, teve a oportunidade de expor a António Branco as potencialidades do concelho e assinalar os principais constrangimentos da autarquia, nomeadamente a impossibilidade de contratar os recursos humanos necessários ao funcionamento regular da autarquia, a necessidade de atrair mais indústria e a procura de novas soluções no setor turístico. O périplo teve início no Museu do Trajo, um museu de relevo nacional e que tem vindo a tornar-se um polo importante para a comunidade estrangeira, sendo um excelente exemplo de sustentabilidade enquanto museu. Esta passagem pelo Museu, orientada pelo Diretor Emanuel Sancho, foi complementada com um encontro com a Associação Al-Portel, Associação de Defesa do Ambiente e do Património Cultural de São Brás de Alportel, durante o qual o presidente da Associação, Gonçalo Gomes, mostrou interesse, mas também a dificuldade, em trazer mais jovens para a vida associativa, por reconhecer no associativismo uma experiência que poderá ser complementar à formação académica, e revelou o desejo de estreitar relações com a Universidade nesse sentido.
A visita prosseguiu na Escola Secundária José Belchior Viegas, onde houve espaço para uma conversa informal entre o Reitor e alguns alunos do 10.º e 11.º ano que discorreu sobre a importância de investir na formação de cada um, como instrumento vital na preparação para o futuro, sendo que uma possibilidade é o ingresso no Ensino Superior. Aproveitando a ocasião, o Reitor foi convidado para almoçar na Academia de Sabores e conhecer o trabalho dos alunos dos cursos profissionais de cozinha e mesa/bar da Escola.
Num concelho fortemente marcado pela indústria corticeira, uma passagem pela Fábrica da Novacortiça permitiu dar a conhecer aos visitantes a dinâmica e capacidade de inovação de uma empresa familiar que leva aos “quatro cantos do mundo” um dos produtos mais característicos do concelho são-brasense. Em Barrabés, a Global Fire Equipment, empresa de equipamentos de deteção automática de incêndio com produção e distribuição para vários continentes, abriu as suas portas para mostrar porque encontrou em São Brás de Alportel um espaço adequado e permanente para desenvolver a sua atividade. O Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul foi outro dos locais visitados, enquanto unidade de saúde hospitalar altamente diferenciada na área da reabilitação física, tendo apresentado em 2013 os melhores resultados a nível nacional.
A visita terminou com uma reunião com jovens empresários no Salão Nobre dos Paços do Município, que foram convidados a partilhar com o Reitor António Branco as dificuldades com que se depararam quando ingressaram no mercado de trabalho, os problemas que enfrentam diariamente no desempenho das suas atividades, a incógnita que representa, para a sua geração, o futuro e que contributos pode a Universidade do Algarve dar para estreitar as relações com as entidades potencialmente empregadoras e apoiar os jovens empreendedores. “O tempo que virá será de desafios e a Câmara Municipal está sempre disponível e interessada em ouvir as propostas e ideias dos jovens que procuram dinamizar o nosso concelho que se tem vindo a afirmar na região”, referiu Vítor Guerreiro, antes de assinar um protocolo entre a autarquia e a Universidade do Algarve. “O envolvimento destas duas entidades será fundamental para um trabalho profícuo e partilhado, para uma colaboração que nos convoca a todos para a ação, replicando-se em ondas de energias, ao mesmo tempo que nos interpela e responsabiliza”.

publicado às 10:20

Pág. 4/4



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D