Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Uma delegação do Município de Lagoa, constituída pela Vereadora Anabela Simão e por Ana Cristina Martins, em representação da Assembleia Municipal, deslocou-se à República de Cabo Verde para participar na comemoração do 20º. aniversário do Município de S. Domingos, Ilha de Santiago, com quem Lagoa mantém uma geminação desde 1997. Estiveram igualmente presentes na cerimónia protocolar o Primeiro-Ministro de Cabo Verde, José Maria Neves; o Presidente do Município de S. Domingos, Franklin Tavares; o Presidente da Assembleia Municipal de S. Domingos, Emanuel Lopes; o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Gomes; o Administrador da Província de Huambo, José Luís Marcelino; Deputados Nacionais e Municipais e Vereadores do Município de S. Domingos.
Embora criado em 1993, devido à desanexação das Freguesias de Nossa Senhora da Luz e São Nicolau Tolentino, do Município da Praia, aquele Município cabo-verdiano foi gerido por uma Comissão Instaladora durante cerca de três anos e recebeu o seu primeiro executivo eleito em fevereiro de 1996, cujo Presidente Fernando Borges exerceu o cargo durante cerca de dezoito anos. Num discurso destinado aos elementos do Governo presentes na cerimónia, o Presidente da Câmara Franklin Tavares não deixou de agradecer a presença dos representantes dos Municípios Portugueses geminados com S. Domingos, designadamente Lagoa e Barcelos, bem como à Administração Municipal do Huambo (Angola), ali representada por José Luís de Melo Marcelino. Por sua vez, a Vereadora da CML, Anabela Simão, agradeceu o convite e manifestou a importância e o contributo que Lagoa quer continuar a dar ao Município de S. Domingos. “Consideramos o Município de S. Domingos como um parceiro no caminho para a cooperação de forma ativa, com vista ao desenvolvimento sustentável, utilizando para tal as potencialidades e sinergias existentes, nomeadamente, no reforço da cooperação e no desenvolvimento de programas em diferentes áreas, como as infraestruturas, o urbanismo, o ambiente, o desenvolvimento socioeconómico e o ordenamento do território”.

publicado às 12:21



No âmbito da Agenda Cultural e Desportiva para 2014, a Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos da Alta Mora (ARCDAA) organiza, dia 6 de Abril, a 11ª edição do Peddy Paper na «Cumeada de Alta Mora». A jornada começa às 9h, junto à sede social da ARCDAA (antiga escola primária), seguindo-se um percurso pedestre de oito Km, durante o qual os participantes (distribuídos por equipas) são desafiados a superar diversas provas baseadas em jogos tradicionais ou responder a questões de cultura geral e saberes locais.
O 11.º Peddy Paper da Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos da Alta Mora encerra com um almoço de confraternização, após o qual haverá música de baile e uma exposição de produtos locais, onde poderão ser apreciadas algumas especialidades da nossa doçaria como as tradicionais filhós e o pão caseiro. A iniciativa, que conta com os apoios da Junta de Freguesia de Odeleite, do Centro de Cultura e Desporto do Pessoal da Câmara Municipal de Castro Marim e da Associação Odiana, visa promover, dinamizar e valorizar a riqueza natural e paisagística do interior do concelho.

publicado às 00:01

Jornalistas russas visitaram Loulé

por Daniel Pina, em 21.03.14


Um grupo de jornalistas russas esteve em Loulé, no dia 20 de março, no âmbito de uma press trip promovida pelo empreendimento turístico de Vale do Lobo. A comitiva teve oportunidade de visitar alguns dos locais mais emblemáticos da cidade, nomeadamente o Mercado Municipal e toda a Zona Histórica, com destaque para os recentes achados arqueológicos dos Banhos Islâmicos. As jornalistas foram também recebidas pelo presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, nos Paços do Concelho, seguindo-se um almoço onde puderam apreciar a gastronomia local.
Esta receção pretendeu ser mais um contributo para promover Loulé junto do mercado russo, dar a conhecer todas a diversidade deste destino ainda desconhecido para a grande maioria dos russos, e atrair cada vez visitantes oriundos deste país. Por outro lado, visou igualmente suscitar o interesse de potenciais investidores da Rússia no Concelho.

publicado às 23:55


Com a chegada da primavera, o Aeródromo Municipal de Portimão volta a ser o local de eleição para algumas centenas de paraquedistas europeus, que até 4 de maio participarão no festival Spring Boogie 2014. O evento é promovido pela Paralvor, através da Skydive Algarve, e contará com a participação de cerca de 400 praticantes da modalidade vindos da Alemanha, Áustria, Suíça, Noruega, Inglaterra, Escócia, Irlanda, Espanha e Portugal, muitos dos quais acompanhados pelas suas famílias, que escolheram este período para passar férias na região, dinamizando assim a atividade económica local, em particular nos setores da hotelaria, restauração, aluguer de carros e comércio.
Durante o festival, serão utilizados dois aviões Dornier DO 28, com capacidade para transportar simultaneamente 15 paraquedistas, que irão realizar os seus saltos a partir dos 14 mil pés de altitude, em cerca de 10 a 12 minutos, fazendo parte do programa as modalidades de LO, RW, Free Fly, AFF Course, Beach Jumps, Wing Suit Camp, 2do28@Algarve, e Hight Altitude Jumps. Portugal estará representado pela equipa da Flying Circus Wingsuit School, constituída por Alejandro Lopez Arce, Ricardo Viegas e Pedro Assunção que, para além de proporcionarem formação e treino avançado aos praticantes da modalidade que desejem aprender a saltar envergando fatos com asas, também realizarão demonstrações de wingsuit artístico.
Desde 1999, o Aeródromo Municipal de Portimão vem recebendo encontros e festivais de paraquedismo de âmbito internacional, organizados pelo clube alemão DO 28 Flugcharter GMbh, com assinalável êxito e reflexos muito positivos em termos de turismo de desporto e de dinamização económica da zona de Alvor/Portimão, tendo sido constituída em 2004 a empresa Paralvor - Centro de Paraquedismo, com o objetivo de continuar e incrementar esta atividade desportiva na região. O Aeródromo é uma referência incontornável para a comunidade aeronáutica internacional e tem uma média anual superior aos dez mil voos, sobretudo ao nível da publicidade e fotografia aérea, lançamento de paraquedistas, voos de instrução e de transporte aéreo não-regular, bem como voos privados de recreio.
Este equipamento municipal é também um local privilegiado para a realização de vários eventos aeronáuticos, fazendo parte do seu portfólio três importantes encontros anuais de paraquedismo que atraem a Portimão inúmeros participantes, encontrando-se já agendados para este ano a realização de um encontro de paraquedismo entre 22 de setembro e 9 de outubro, e outro por ocasião do Natal. De referir que em agosto de 2013 o site especializado Skydive – Worldwide.com atribuiu o 5.º lugar ao Aeródromo Municipal de Portimão numa lista onde figuravam 550 zonas de paraquedismo de toda a Europa, sobretudo graças às excelentes condições atmosféricas aqui existentes, que permitem que esteja aberto a todo o tráfego ligeiro e ultra ligeiro o ano inteiro, com uma taxa muito reduzida de cancelamentos de voos.

publicado às 23:50



A Orquestra Clássica do Sul (OCS) promove, nos dias 25 e 26 de março, no Grande Auditório de Gambelas na Universidade do Algarve, em Faro, o I Atelier para Jovens Compositores, organização que já tinha levado a cabo em três edições anteriores durante a sua existência enquanto Orquestra do Algarve. Este projeto conta com a orientação do compositor António Pinho Vargas, compositor associado da OCS, e foi pensado para dar a conhecer o trabalho de compositores em início de carreira.
Na primeira fase do concurso, foram selecionados 12 compositores de sete nacionalidades diferentes: Diogo Ribeiro, Nuno Moura, Sofia Sousa Rocha e Victor Palma, de Portugal; Elvira Muratore, de Itália; Ginés Martinez Vera, de Espanha; Jelena Dabic, da Sérvia; Kazunori Tarumi e Shoichi Yabuta, do Japão; Natan Ourives e Samuel Kraehenbuehl, do Brasil; e Paolo Tablio Sagua, do Chile. Embora inicialmente estivesse previsto escolher apenas oito candidatos, a qualidade das candidaturas recebidas de vários pontos do mundo levou ao alargamento do número de compositores participantes.
As obras propostas serão interpretadas pela OCS, em ensaios abertos ao público dirigidos pelo diretor artístico e maestro titular Cesário Costa. Numa segunda fase, serão escolhidas duas obras para serem estreadas nas temporadas 2014-2015 da OCS.

publicado às 23:37



A Árvore do Centenário da República foi plantada esta sexta-feira, dia 21 de março, na Praça da República, em São Brás de Alportel, no âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Árvore e da Floresta. O pequeno sobreiro que fora plantado em celebração do I Centenário da República Portuguesa, em 2010, foi transposto para ocupar o lugar que lhe estava destinado no coração da vila.
O sobreiro que foi designado «A Árvore do Centenário» esteve a crescer durante três anos na Quinta do Peral, Centro de Interpretação e Educação Ambiental do município, para ser posteriormente plantado na Praça da República, num gesto simbólico que toma ainda mais significado no ano em que o concelho de São Brás de Alportel celebra o seu Centenário. O momento foi assinalado na presença do Presidente da Câmara Municipal Vítor Guerreiro, dos vereadores Acácio Martins e Marlene Guerreiro, do Administrador Delegado da ALGAR, Macário Correia, do representante do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Francisco Keil do Amaral, da Subdiretora do Agrupamento de Escolas, Nídia Amaro, e de um conjunto de técnicos da autarquia, e contou com a participação muito especial de cerca de 50 alunos de duas turmas da Escola EB n.º1 que se encontram envolvidos no «Projeto Devolver a Vida à Serra».
Como forma de sensibilizar os mais novos para o importante papel desempenhado pelas árvores na Natureza e na nossa qualidade de vida, foram desenvolvidas duas outras ações em duas escolas do Parque Escolar: na Escola EB1/JI e no Jardim de Infância de São Brás de Alportel foram plantadas e regadas duas tamargueiras com a ajuda de alguns alunos que estavam repletos de entusiasmo e motivação. Cânticos e leitura de poesia marcaram as boas-vindas que as Escolas e a Praça da República deram aos seus novos residentes, num dia que será assinalado por todo o concelho com diversas iniciativas e ações de sensibilização junto da comunidade são-brasense.
Durante a tarde, o programa de comemorações prosseguiu nalguns estabelecimentos de ensino e permitiu dotar o espaço exterior do Espaço Multiusos do Bairro Social de um novo cordão verde solidário com a plantação de um conjunto de árvores, numa colaboração da ALGAR com a parceria da Associação IN LOCO e projeto LINKA-te, que trabalha com os jovens do concelho.

publicado às 23:25

Alcoutim patrocina piloto TT

por Daniel Pina, em 20.03.14

Levando a efeito uma política de apoio e incentivo à prática do desporto e aos atletas do concelho em particular, a Câmara Municipal de Alcoutim aprovou, na última reunião do executivo, conceder um apoio financeiro ao Grupo Desportivo de Alcoutim no sentido de patrocinar a participação do piloto alcoutenejo Luís Teixeira no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014. O apoio concedido, no montante de dois mil euros, será fundamental para a carreira do motociclista, natural de Pereiro, que com 26 anos já alcançou dois títulos de campeão nacional e um de campeão regional.
Por outro lado, sendo o desporto um excelente canal de comunicação, esta medida além de estimular o desenvolvimento da atividade em si, pode ainda capacitar excelente retorno para a imagem e lembrança da marca «Alcoutim», já que o piloto fica obrigado a inserir o logotipo do município no equipamento, bem como a fazer referência ao apoio nas ações de comunicação com os media. “Vamos aproveitar o campeonato nacional para trazer notoriedade à marca Alcoutim junto dos praticantes e apoiantes da modalidade e promover as potencialidades do concelho para a prática do desporto motorizado”, justifica Osvaldo Gonçalves, presidente da autarquia.

publicado às 19:03


O Mercado Municipal da Avenida, em Lagos, vai encerrar portas a partir de dia 24 de março para que se dê início aos trabalhos a promover no pavimento daquele equipamento. Ao longo de duas semanas, está prevista a aplicação de um tratamento no pavimento do rés-do-chão do Mercado da Avenida, bem como nas faixas dos degraus da escadaria de acesso aos pisos superiores. Visa esta intervenção conferir ao pavimento uma maior aderência e características antiderrapantes e a reabertura está prevista para o dia 7 de abril.
Edifício construído em 1924, este Mercado Municipal fica situado em plena Avenida dos Descobrimentos e partilha com o Centro Ciência Viva uma magnífica panorâmica sobre o plano de água da Doca Pesca, a Avenida e a Baía de Lagos. Em 2004, reabriu as portas ao público depois de ter sido alvo de obras de renovação e ampliação, onde foram igualmente integrados um painel de azulejos do artista Xana e um outro painel evocativo da poetisa Sofia de Mello Breyner Andresen.
Após um investimento de cerca de três milhões de euros, Lagos ganhou um mercado moderno e funcional, respeitando ao mesmo tempo o seu passado e traça. Pretendeu-se, na altura, que o Mercado da Avenida fosse um ponto de encontro e convívio, contribuindo para a animação do Centro Histórico e para o reforço da qualidade de vida dos seus moradores.

publicado às 18:36


A Câmara Municipal de Vila do Bispo adquiriu um novo autocarro de 27 lugares, para substituir uma outra que, por atingir, no próximo mês de abril, a idade máxima de 16 anos de vida, não pode ser utilizada para transporte escolar, conforme estabelecido por lei. O moderno veículo representa um investimento da autarquia de 110 mil e 324,44 euros e destina-se ao transporte da comunidade estudantil do concelho, servindo ainda de apoio a outros serviços, nomeadamente no setor da cultura.
A decoração do autocarro visa dar a conhecer e divulgar o vasto património do concelho, reforçando simultaneamente o trabalho de promoção já iniciado e desenvolvido com o logotipo. Assim, em cada face do veículo pode visualizar-se os cinco temas ilustrados representativos de cada uma das cinco temáticas principais do património do município, que são a história, o culto, a natureza, as tradições e o ambiente. A ideia das ilustrações consiste em representar de forma criativa e artística uma temática através de um único traço, associando um dos símbolos temáticos correspondentes.
O projeto de design e ilustração são únicos e exclusivos para o município e são da autoria do designer Samuel Nunes, sendo o painel fotográfico da autoria da munícipe Vanda Rita. A aquisição da viatura contou com o apoio monetário da Unit Energy, Energias Renováveis, SA.

publicado às 18:29



O dia 17 de março foi particularmente feliz para a comunidade albufeirense, que viu transformadas as instalações onde antigamente funcionava um centro de pastelaria e panificação, na rua António Aleixo, no Espaço «Em Con_tato», uma iniciativa no âmbito do programa CLDS+ (Contrato Local de Desenvolvimento Social). Patrícia Seromenho, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, explicou que se trata de um projeto de inclusão, destinado a pessoas e famílias carenciadas do concelho de Albufeira que só foi possível concretizar graças ao empenhamento dos parceiros: Segurança Social, Câmara Municipal de Albufeira e Instituto de Emprego e Formação Profissional. Referiu, igualmente, o esforço de centenas de trabalhadores da Santa Casa que diariamente trabalharam e acompanharam a evolução da obra, da oferta do projeto, executado por uma arquiteta que se encontrava a trabalhar ao abrigo de um contrato de inserção profissional, dos fornecedores que doaram materiais e mão-de-obra e de muitos voluntários que se quiseram colaborar, desde o início. “Nada se faz sozinho, eu sou apenas a cara visível deste sonho que, graças a toda esta gente foi possível colocar de pé em seis meses” disse Patrícia Seromenho.
A provedora informou que o concelho de Albufeira é um dos cinco territórios do Algarve (Vila Real de Santo António, Lagoa, Faro e Loulé) a beneficiar do programa CLDS+, uma vez que foi identificado pelo Instituto de Segurança Social como um território com situações críticas de pobreza, particularmente a infantil. Foi graças a esta situação que o Município de Albufeira convidou a Santa Casa a desenvolver o projeto «Em Con_tato», iniciativa que desenvolve ações que contribuam para o aumento da empregabilidade e combate das situações críticas de pobreza (especialmente infantil). É apoiado por uma equipa multidisciplinar e desenvolvida em rede com as instituições do Concelho.
O presidente da Câmara Municipal de Albufeira referiu que não esteve presente na fase de assinatura do Contrato, mas que deu o seu contributo aquando da escolha dos territórios a serem intervencionados. “Albufeira tem problemas sociais graves, e, tal como disse a senhora provedora, ninguém faz nada sozinho. Temos que nos unir para prosseguir o interesse público, os órgãos locais, regionais e as IPSS”. Carlos Silva e Sousa afirmou que a proximidade dos problemas, as parcerias e o trabalho em rede fazem toda a diferença “o dinheiro que veio para o projeto foi muito bem aplicado e rentabilizado e irá, certamente, dar os seus frutos a nível do combate à pobreza e a fenómenos de exclusão social, contribuindo para baixar o desemprego e a baixa qualificação profissional dos jovens e adultos da nossa cidade”.
A diretora da Segurança Social de Faro, Ofélia Ramos, destacou que o Protocolo de Compromisso no âmbito do programa CLDS+ foi assinado em junho de 2013 e tem a duração de um ano. Implicou um investimento de 330 mil euros, financiado pelo Fundo Social Europeu e por verbas provenientes dos resultados dos jogos sociais. Em Janeiro, disse, já abrangia 242 famílias e “o que se pretende, precisamente, é capacitar as famílias mais necessitadas, com vista à sua empregabilidade, bem como a evitar riscos que levem ao desvio social dos jovens”. Ofélia Ramos referiu que a Santa Casa da Misericórdia de Albufeira é uma “instituição de referência” e acredita que este exemplo vai ser replicado na região. “As regras são: compreender, avaliar e agir e chegou o momento de agir em nome da equidade e da coesão social”.
Carlos Baía, diretor do IEFP, salientou que o Instituto não foi subscritor do Contrato, mas está sempre presente na parceria na área da empregabilidade, ao nível da formação profissional e da reabilitação – orientação e encaminhamento - de pessoas com deficiência. “Albufeira tem uma dinâmica muito própria, em função do Turismo. Neste momento, há sinais ténues de retoma económica; no entanto continuam os problemas a nível da inserção profissional dos jovens, desemprego de longa duração e abandono escolar. Por isso, este projeto é uma mais-valia, não só para a Santa Casa, como para o concelho e para os utentes que aqui irão encontrar respostas aos seus problemas”.

publicado às 18:22


Lagoa marcou presença no Pavilhão 1 da FIL, designado por «Espaço Algarve», que integrou todos os municípios da região para a promoção conjunta de um destino cujo sucesso ultrapassa fronteiras nos cinco continentes. O concelho lagoense ficou na retina e no pensamento de milhares de pessoas, tendo a «mostra» constituído enorme sucesso e servido para reforçar o nome e a marca «Lagoa», através da aposta na divulgação do seu turismo e nos momentos de lazer e ocupação de tempos livres, com os grandes eventos a realizar durante este ano sob o mote «Lagoa um mar de sentidos».
Em parceria com dois produtores do concelho - Quinta dos Vales e Adega Cooperativa do Algarve -, Lagoa proporcionou aos visitantes da Bolsa de Turismo de Lisboa duas «Provas de Vinho» que decorreram para além do esperado. A par disso, Lagoa mostrou que tem cenários naturais de sonho, praias maravilhosas, gastronomia regional (e internacional) e vinhos de produção local de excelência, boas unidades hoteleiras, campos de golfe, águas serenas de rio para a prática de desportos náuticos ou de mar, para os mais corajosos praticantes de desportos radicais e gente muito afável e de bom trato.

publicado às 18:11


Lagos está a assinalar o Dia Mundial da Árvore e das Florestas, que se comemora a 21 de março, através de ações de sensibilização dirigidas aos mais pequenos e que consistem na plantação simbólica de árvores e na realização de jogos didáticos. Essencialmente orientadas aos alunos das escolas do pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico do concelho, as atividades estão a decorrer junto ao campo de treinos relvado do Estádio Municipal, envolvendo um total de seis escolas, 32 turmas e 683 alunos.
A plantação simbólica de árvores (num total de 68) procura sensibilizar as crianças para a importância da preservação das zonas verdes e para as funções desempenhadas pelas árvores no que concerne ao equilíbrio ambiental e ao bem-estar das populações. Neste local, a autarquia irá igualmente promover uma série de outras atividades e brincadeiras para os mais novos (exposição «Conhecer as árvores…Compreender a floresta», puzzles, pinturas, etc.).
No dia 21 de março, as crianças vão também poder assistir no local à aula de curta duração dos seniores do projeto «Saúde em Movimento». Este ano, o Centro de Ciência Viva de Lagos associa-se à autarquia nas comemorações, organizando também junto ao Estádio a atividade «O Jardim numa Luva!». Estas iniciativas contam ainda com o apoio da Proteção Civil, Sapadores Florestais de Lagos e o Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Algarve.

publicado às 18:04




O deputado Mendes Bota foi orador convidado do Comité de Ministros do Conselho da Europa para falar no debate temático sobre a violência contra as mulheres, que decorreu, no dia 19 de março, em Estrasburgo. Na sua intervenção, o louletano chamou a atenção para os resultados da importante pesquisa levada a efeito pela Agência para os Direitos Fundamentais nos 28 Estados membros sobre a problemática da violência contra as mulheres, divulgados no passado dia 5 de Março em Bruxelas.
Mendes Bota reconhece nunca ter dado muito crédito às estatísticas que têm sido utilizadas até à data sobre este fenómeno, por entender não serem credíveis, nem suficientes, nem comparáveis. “Primeiro há que estabelecer em todos os Estados membros um sistema de recolha de dados que se baseie nos mesmos métodos, nos mesmos critérios e nos mesmos conceitos. É isso que estipula a Convenção de Istambul. Então, sim, poderemos dizer que a percentagem de mulheres vítimas de violência na Europa (qual delas, a Europa-28, da União Europeia, ou a Europa-47, do Conselho da Europa?) é esta ou aquela. O que se tem feito até agora, à escala do continente, são mixôrdias estatísticas, ou, se quisermos, aproximações à realidade”, analisa o eurodeputado.
Nesse seguimento, Mendes Bota garante que o estudo mais credível e completo feito até hoje sobre este fenómeno é o inquérito da Agência para os Direitos Fundamentais, da União Europeia, no qual foram entrevistadas pessoalmente 42 mil mulheres, a maior amostragem de sempre. “E as suas conclusões são aterradoras. A realidade é muito pior do que imaginávamos”, alerta, avançando com dados concretos: uma em cada três mulheres (33%) sofreu de agressões físicas ou sexuais, ao longo da vida; 13 milhões de mulheres continuam a ser agredidas no tempo presente; 5 por cento das mulheres declara ter sido violada; 20 por cento das mulheres declara ter sido vítima de «stalking»; 43 por cento das mulheres foi vítima de violência psicológica; 35 por cento das vítimas foram sexualmente abusadas antes dos 15 anos de idade.
Ainda segundo o estudo, a grande maioria das vítimas não apresenta queixa, por vergonha, por receio da dupla vitimização, da humilhação, por medo puro, e por não acreditar na proteção do sistema judicial e policial, o que deita por terra, por defeito, todas as estatísticas conhecidas. “E se isto se passa na União Europeia, imagine-se a situação em certos Estados membros do Conselho da Europa onde a tradição, a cultura e a religião muito contribuem para a desigualdade, a discriminação e a violência de que são vítimas as mulheres. Proponho, pois, que o Conselho da Europa constitua urgentemente uma parceria com a ADF, com a União Europeia, e com os Governos que queiram contribuir financeiramente, no sentido de alargar esta pesquisa a todos os Estados membros do Conselho da Europa e que não são membros da União Europeia, com a mesma estrutura, o mesmo método e os mesmos critérios deste estudo que agora foi divulgado”.
Mendes Bota avisou que situação das mulheres europeias é muito pior do que se imaginava até agora, daí a necessidade de se atuar, conhecendo em profundidade o fenómeno da violência contra as mulheres, como base para a implementação de políticas, e divulgando a verdade à população. Refira-se que no debate que se seguiu usaram da palavra os representantes de 34 Estados membros, o que demonstra o interesse que a temática suscita. Mais se adianta que a representante da União Europeia nesta reunião declarou o apoio desta instituição à concretização da proposta formulada por Mendes Bota.

publicado às 15:13



O Provedor do Residente Estrangeiro Alexandre Barcia foi apresentado, no dia 18 de março, no Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de São Brás de Alportel. Trata-se de uma nova aposta da autarquia nos serviços de apoio aos cidadãos, que pretende dotar o município de uma valência que melhore a proximidade e a comunicação com as comunidades de residentes estrangeiros, com uma presença muito significativa no concelho.
Este novo serviço vem dar continuidade às políticas de integração da comunidade estrangeira residente que o município vem desenvolvendo, complementando o trabalho desenvolvido pelo CLAII, Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes, que integra a rede de centros distribuídos pelo país, procurando apoiar os imigrantes na sua integração no concelho. O Serviço de Atendimento ao Residente Estrangeiro é um serviço inovador e ambicioso que pretende fortalecer a integração da comunidade estrangeira e facilitando o relacionamento com a autarquia local, mediante a criação da figura do Provedor do Residente Estrangeiro.
Alexandre Barcia, natural da Galicia, viveu durante muitos anos nos Estados Unidos mas, ao descobrir São Brás de Alportel, tornou-o a sua casa e aqui desenvolve a sua vida de cidadão, com uma intensa atividade na área da solidariedade e voluntariado. A partir deste mês de março, na terceira quinta-feira de cada mês, o atendimento do executivo conta com uma ajuda especial, que permite aproximar os cidadãos estrangeiros das soluções para as suas questões e necessidades e potenciar recursos e sinergias para um concelho, onde mais de 10 por cento da população é estrangeira e onde a comunidade imigrante é responsável por uma extraordinária dinâmica cultural e social.

publicado às 21:01

Praia da Falésia entre as melhores da Europa

por Daniel Pina, em 19.03.14


O portal TripAdvisor elegeu a Praia da Falésia, em Albufeira, como a 25ª melhor da Europa e a 1ª de Portugal, na classificação dos «Melhores Destinos de Praia 2014». O site regista perto de 65 milhões de visitas mensais e oferece mais de 60 milhões de avaliações para ajudar a planear as férias dos viajantes.
A Praia da Falésia recebeu 454 «excelentes» de 689 revistas, 196 «muito bom» e três «médio». A sua beleza e diversidade foram alguns dos aspetos que lhe valeram o 25.º lugar no Top 25 do Traveller’s Choice Awards 2014, e o único a nível nacional.
“É simplesmente deslumbrante. As rochas avermelhadas contrastam com os pinheiros verdes e o céu azul-escuro”, descreve o TripAdvisor, sugerindo aos utilizadores uma visita à zona balnear entre os meses de abril e outubro.
No Top 10 do raking português, Albufeira conta com um total de três praias: Falésia, Olhos de Água e Galé. Carlos Silva e Sousa já manifestou a sua satisfação pelo fato de, mais uma vez, as praias do concelho serem reconhecidas internacionalmente. “Demonstra bem o imenso património natural de que dispomos e o quanto ele funciona como fator de atração de pessoas. Albufeira e o Algarve são destinos incontornáveis no plano turístico, sucessivamente reconhecidos no plano internacional. É importante que consigamos valorizar este potencial para que, incrementando o Turismo na Região, possamos também contribuir para melhorar as condições económicas e sociais do país”, destacou o presidente da Câmara Municipal de Albufeira.

publicado às 20:00

Primavera animada no centro de Portimão

por Daniel Pina, em 19.03.14
A zona comercial e histórica de Portimão vai dar as boas vindas à Primavera com um conjunto de iniciativas marcadas para o dia 21 de março e que incluem a decoração das árvores do Jardim 1.º de Dezembro com peças em tricot e crochet, música e declamações de poesia, numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Portimão que envolverá a comunidade local, dos seniores aos mais pequenos. As árvores do Jardim 1.º de Dezembro vão apresentar-se a partir das 10h vestidas de cores vivas, com peças em tricot e crochet e outros materiais criativos criados ao longo dos últimos meses por mais de uma centena de seniores de diversos grupos e instituições de Portimão, no âmbito do projeto comunitário «Vamos dar as Boas Vindas à Primavera», e que poderão ser vistos no local até ao final da estação primaveril.
Cada entidade participante adotou uma árvore deste jardim, tendo os seniores trabalhado especificamente na sua decoração, num projeto que envolveu o empenho e entusiasmo de aproximadamente 150 seniores da ASAP – Associação Sénior e Autodidata de Portimão, Santa Casa da Misericórdia de Portimão, Associação de Reformados do Pontal - Portimão e Não Só, Lares da Raminha e Diogo Gonçalves do Centro de Apoio a Idosos de Portimão, Centro de Convívio da Aldeia das Sobreiras, Centro de Convívio Sénior de Portimão, ICP – Instituto de Cultura de Portimão, Lar Esperança / Acrescentalegria, Grupo Tricotar Ideias da Casa Manuel Teixeira Gomes. O programa assinala, em simultâneo, o Dia Mundial da Poesia, havendo no Jardim 1.º de Dezembro e na zona comercial do centro da cidade momentos de música e declamações de poemas, com a participação dos Guardiões do Destino - Associação de Solidariedade Social, do Tipo – Teatro Infantil de Portimão, do grupo de música tradicional e popular portuguesa «Os Barlaventinos» e dos alunos de Teatro e Expressão Dramática do Agrupamento de Escolas da Bemposta.
Na zona comercial do centro da cidade, entre a Rua Dr. João de Deus e a Rua Direita, mais de duas centenas e meia de crianças de várias escolas públicas e privadas do município plantarão flores nos vasos e alegretes, no âmbito da ação «Vamos Plantar uma Flor», contando para o efeito com o apoio das empresas locais de floricultura Agroiris – Viveiros, Centro de Jardinagem Pina e Gigagarden, que se associaram à iniciativa. Este conjunto de iniciativas enquadra-se num plano mais vasto e que se desenvolverá até final do ano, com a realização de ações de caráter cultural e recreativo com vista a dinamizar a zona comercial e tornar o centro da cidade mais atrativo, quer para residentes quer para visitantes, estimulando o envolvimento de moradores, comerciantes e instituições, ao mesmo tempo que serão fortalecidos os laços sociais e o espírito colaborativo e comunitário.

publicado às 19:52

Roadshow «Algarve Encanta» está de volta

por Daniel Pina, em 19.03.14


O primeiro roadshow do ano «Algarve Encanta» está quase a fazer-se à estrada levando os atrativos da região a Sevilha, Salamanca e Madrid, numa iniciativa que espera reunir 300 agentes de viagens e líderes de opinião espanhóis em três dias de convívio com a oferta algarvia, de 25 a 27 de março. Do Algarve para Espanha vão partir 30 agentes de viagens e hoteleiros que terão a oportunidade de apresentar os seus serviços e de fazer venda direta junto dos convidados. “Queremos atrair turistas do mercado vizinho para o Algarve através desta ação que pretende facilitar o negócio entre o trade algarvio e o espanhol”, explicou o presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), Desidério Silva.
De frisar que são precisamente estes profissionais de turismo de Sevilha, Salamanca e Madrid que irão vender mais tarde pacotes de férias no Algarve aos habitantes das suas províncias, que abrangem quase nove milhões de pessoas. “Este universo alargado de potenciais turistas merece toda a nossa atenção. Além do mais, este ano contamos com a experiência acumulada nos dois roadshows que realizámos em 2013, por isso as expectativas são elevadas”, continuou Desidério Silva.  
Destinada apenas aos operadores de turismo espanhóis, esta iniciativa organizada pela RTA consiste na realização de um workshop em cada cidade que reunirá a oferta algarvia num espaço privilegiado para o negócio. Segue-se depois no programa uma sessão de networking para trade, entidades e imprensa locais, envolvendo mais de 300 participantes nos três dias.

publicado às 19:46



A Semana da Leitura da Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes, que se realiza, entre 17 e 26 de março, numa colaboração com as bibliotecas escolares do concelho de Portimão, conta com as participações de Diana Nicolau, Pedro Teixeira Neves e Patrícia Correia, autora nascida em Portimão e que estará à conversa com as crianças dos jardins de Infância da Coca-Maravilhas, Chão Donas, Estrada Alvor, Pedra Mourinha, Fojo e Alvor. O encontro insere-se no projeto «As Histórias da Catita» e visa promover o livro desde a infância, uma vez que as crianças que ouvem contar histórias a partir de tenra idade interiorizam um mundo de enredos, personagens, situações, problemas e soluções, que lhes proporciona um importante enriquecimento pessoal e contribui para a formação de estruturas mentais capazes de permitir uma melhor compreensão tanto das histórias escritas, como os acontecimentos do seu quotidiano.
Também durante esta semana, Pedro Teixeira Neves tem encontro marcado com os alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos, no âmbito do projeto «Um escritor na Biblioteca Escolar», que pretende promover o estudo e a divulgação da obra de um autor selecionado no início de cada ano letivo, envolvendo estudantes, professores, biblioteca escolar e comunidade educativa. O estudo da obra deste escritor, natural de Lisboa mas que fez os estudos preparatórios e secundários em Portimão, foi integrado nas atividades da escola/biblioteca para o presente ano letivo, culminando o projeto com este encontro, que abrange as EB 1 Pontal, EB1 Coca Maravilhas, EB 1 Vendas, EB 1Chão das Donas, EB1 Pedra Mourinha, EB1 Alvor, EB1 Montes de Alvor, EB1 Mexilhoeira Grande, EB1 Figueira, EB1 Major David Neto e as escolas do 2.º e 3.º ciclos D. Martinho Castelo Branco, Prof. José Buísel e Eng.º Nuno Mergulhão.
Por fim, a escritora Diana Nicolau, nascida em Portimão, vai apresentar o seu livro «O Colibri Mágico», nos dias 24, 25 e 26 de março, junto das crianças dos Jardins de Infância das Vendas, Quatro Estradas, Montes de Alvor, Pontal, Figueira e  Mexilhoeira Grande.

publicado às 19:41



O município de Castro Marim não faltou à 26ª Edição da Bolsa de Turismo de Lisboa e deu a conhecer aos mais de 70 mil visitantes os seus patrimónios: natural, histórico e cultural, a par do produto turismo. Especial interesse foi demonstrado pelo produto turismo-natureza, nas vertentes de percursos pedestres e «bird watching», notando-se ainda uma grande procura no que se refere ao alojamento rural.
Outro dos produtos que cativou particularmente a atenção dos visitantes do evento foi o Sal de Castro Marim, o melhor sal do mundo, através das amostras da Flor de Sal, levando mesmo o Embaixador do Japão em Portugal, Hiroshi Azuma, que se fez acompanhar pelo ministro conselheiro Sada Yoshi Takagawa, a colocar diversas questões acerca deste produto de qualidade superior de produção local. Uma nota muito positiva merece igualmente a participação de alguns promotores turísticos do concelho na feira «Algarve Convida»: Castro Marim Golfe & Country Club, Eurotel Altura e Praia Verde – Boutique Hotel que, na qualidade de expositores de negócios, venderam o que há de melhor na oferta turística em Castro Marim.    
A participação de Castro Marim na Bolsa de Turismo de Lisboa constituiu uma excelente oportunidade para promover alguns eventos culturais, que são já hoje uma marca cultural do concelho: os «Dias Medievais», o «Festival Internacional do Caracol» ou a «Terra de Maio».

publicado às 14:51


Centenas de jovens do ensino secundário e profissional (polo de Albufeira da Escola Agostinho Roseta), autoridades e representantes de diversas entidades e associações, passaram o dia 14 de março no Auditório Municipal de Albufeira a ouvir diversas especialistas sobre as principais problemáticas no âmbito da igualdade. Estereótipos de Género e Educação; Boas Práticas Locais; Percursos da Violência e Igualdade de Oportunidades foram os temas discutidos nas sessões que tiveram a moderação da escritora, e também estudiosa do tema, Luísa Monteiro.
No final, os interessados participaram em vários Workshops que contaram com a participação de técnicos que compõem a equipa de trabalho do Município para as questões da Igualdade. «Estratégias Educativas na promoção da Igualdade», «Medidas de incentivo à Empregabilidade» e «Diferentes entre Iguais» foram as escolhas dos profissionais da Autarquia. «A arte do Teatro na prevenção da Violência Doméstica» e «Papá dá licença – Por uma parentalidade partilhada» foram os dois últimos Workshops trazidos pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e pelo Movimento Internacional de Mulheres (GRAAL), respetivamente.
Na sessão de abertura, o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, referiu que a Igualdade é um processo evolutivo que ao longo de séculos tem vindo a refletir-se nas práticas, nos costumes e nas próprias leis. “Antes do 25 de Abril de74, a própria lei consignava formas discriminatórias que hoje seriam declaradas inconstitucionais, por exemplo a figura do Chefe de Família e o poder marital. Existem ainda outras formas: discriminação de acesso a determinadas profissões, salários diferentes para a mesma categoria profissional para homens e mulheres, etc. Atualmente, algumas destas práticas ainda existem e é por isso que aqui estamos, mas o mais importante é que são de caráter ilegal e o que vigora hoje é o princípio da Igualdade. Ainda existem falhas, um percurso a percorrer, mas o mais importante é não esquecer que os princípios são inalienáveis, não podemos abdicar deles e temos a obrigação de ser pró-ativos para fazer com que prevaleçam na evolução da Humanidade”, destacou o autarca.
O chefe de gabinete do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI) referiu que nos últimos 20 anos Portugal modificou o seu paradigma em relação à Migração, tendo deixado de ser um país de emigrantes para ser um destino de imigração. Esta alteração suscitou a necessidade de criar respostas de igualdade destinadas a estas comunidades. Para o efeito foram criados Centros nacionais e locais de apoio aos imigrantes, Planos Municipais de Integração, iniciativas de combate ao Racismo que são tão ou mais importantes se considerarmos que Faro é o segundo distrito do país com maior número de imigrantes. Duarte Mendes terminou com um desafio: “Que o Município de Albufeira venha a integrar a Rede dos Municípios Amigos da Diversidade”, uma ferramenta que permite caracterizar, monitorizar e sinalizar os recursos da população imigrante – educação, saúde, emprego – com o objetivo de criar políticas mais inclusivas nesta área.
Ana Vidigal, vereadora com o pelouro da Igualdade, salientou que o Seminário destina-se a todos os parceiros da Autarquia, agentes de desenvolvimento local, elementos com responsabilidade no desenvolvimento social e económico do concelho, empresários, pais, comunidade escolar: a todas as camadas da população, dos jovens aos seniores. “Porque falar de Igualdade é falar das principais questões de cidadania temos que falar de tudo, de direitos e de deveres, e o país no seu todo tem que se empenhar em torno destas ações”. A vereadora realçou o trabalho da equipa responsável pelas questões da Igualdade em Albufeira e fez um apelo para que os jovens possam ser os embaixadores da igualdade e de todos os princípios da nossa Constituição. A Educação para a Cidadania, disse, deve ser integrada no ensino desde muito cedo, a partir do Jardim de Infância. O presidente da Assembleia Municipal encerrou a sessão de abertura com a afirmação de que este 1.º Seminário é uma chamada de atenção para todos. “A mensagem que se pretende transmitir é que a Igualdade existe na lei, mas que não é praticada por todos”, sublinhou Paulo Freitas. “Somos todos diferentes, na nossa essência, na educação, mas a igualdade deve ser um elemento diferenciador positivo. O exercício da cidadania está em saber respeitar as diferenças, de religião, de clube, as opções políticas. Se conseguirmos o respeito e respeitar os outros, a sociedade passa a ser mais equilibrada e a igualdade reconhecida”, acrescentou. No final, Carlos Silva e Sousa, em representação da Autarquia, e Teresa Chaves de Almeida, vice-presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), assinaram um protocolo de cooperação que vem precisamente reforçar o caminho a prosseguir nestas matérias.

publicado às 14:44



O presidente da Câmara Municipal de Loulé é um dos oradores convidados do II Fórum Algarve – Andaluzia, que terá lugar no próximo sábado, 22 de março, pelas 15h, no Pavilhão do NERA, durante o qual será debatido os dois anos de portagens na Via do Infante. Com o mote «Uma PPP ruinosa para o Algarve», pretende-se que este seja um debate em torno de uma das matérias que mais tem preocupado os responsáveis algarvios e a população pelo impacto negativo em termos económicos e sociais para a região.
Para além do autarca louletano, que já por diversas vezes manifestou publicamente a sua oposição à introdução de portagens na A22 e à forma como estas têm prejudicado a economia regional e todos os algarvios, participam nesta iniciativa João Vasconcelos, membro da CUVI (Comissão de Utentes da Via do Infante) e vereador da Câmara Municipal de Portimão, Jorge Botelho, presidente da AMAL – Associação de Municípios do Algarve, Desidério Silva, presidente da RTA – Região de Turismo do Algarve, António Ponce, presidente da FOE – Federación Onubense de Empresários de Huelva, e Paulo Morais, jurista e vice-presidente da Associação Transparência e Integridade.

publicado às 14:20

Albufeira em destaque na BTL

por Daniel Pina, em 19.03.14


A Câmara Municipal de Albufeira esteve presente na Bolsa de Turismo de Lisboa, de 12 a 16 de março, e o seu stand foi visitado por milhares de participantes, que ficaram a conhecer os programas e eventos promovidos pela Autarquia.
O TIFAA – Torneio Internacional de Futebol Adaptado de Albufeira foi o primeiro evento a ser apresentado e o presidente do Município de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, os representantes da APEXA - Associação de Apoio à Pessoa Excecional do Algarve, e o padrinho da competição, o ex-jogador de futebol Dani, deram a conhecer a importância desta iniciativa que visa promover a participação de pessoas com deficiência física e mental numa Atividade Desportiva Adaptada e proporcionar-lhes a oportunidade de conviverem com pessoas de outras partes do país e com equipas de outras nacionalidades. O TIFAA resulta de uma parceria entre a APEXA e a Câmara Municipal de Albufeira que todos os anos traz à cidade cerca de 600 atletas de várias nacionalidades, nos escalões de juniores e seniores, transformando o evento no maior Torneio de Futebol Adaptado realizado em Portugal. A prova vai ter lugar no próximo dia 22 de março, entre as 9h e as 18h, no Estádio Municipal de Albufeira.
Destaque também para a apresentação da Festa do Basquetebol Albufeira 2014, que irá ter lugar no concelho de 9 a 13 de abril. Pelo terceiro ano consecutivo em Albufeira, no maior evento juvenil da modalidade participam as seleções de todos os distritos do país, num total de 72, constituídas pelas futuras esperanças do basquetebol nacional, rapazes e raparigas com idades entre os 14 e os 16 anos. Mais tarde, Nilton e Aldo Lima foram os convidados de honra na divulgação do Festival Solrir 2015, evento que voltará a integrar a programação de Fim de Ano de Albufeira. O programa do dia terminou com uma Prova de Vinhos da «Adega do Cantor», produzidos por Cliff Richard na sua propriedade localizada na freguesia da Guia.
No segundo dia de Feira, 13 de março, o programa ficou reservado à apresentação da VI Mostra de Vinhos de Portugal pela Confraria Bacchus de Albufeira, e na tarde de sexta-feira foi possível assistir à apresentação do evento «Albufeira Festival de Piratas e Corsários», que terá lugar na Marina de Albufeira, de 7 a 9 de junho. “A Bolsa de Turismo de Lisboa continua a ser um certame estratégico para a promoção de Albufeira enquanto destino turístico nacional, bem como para a sua projeção além-fronteiras. Foi isso que procurámos fazer com a nossa presença, apresentações e com os contatos que aqui desenvolvemos”, referiu Carlos Silva e Sousa.

publicado às 14:01


A Câmara Municipal de Lagoa organizou o Campeonato Nacional de Mar – Canoagem, no passado dia 15 de março, com partida e chegada à Praia Grande (Ferragudo), num percurso de 14 km, prova em que participaram mais de uma centena de canoístas de todo o país. Através desta e de outras provas desportivas semelhantes, a autarquia lagoense tem como objetivo mostrar algumas das potencialidades naturais de um concelho moderno - com grandes aptidões turísticas, culturais e desportivas, recheado de todas as condições para oferecer momentos de lazer e entretenimento, com qualidade e segurança - a todos os amantes deste tipo de eventos ligados aos desportos náuticos, mas não só a esses.
Os desportos náuticos e o golfe são, porventura, aqueles que mais cativam pelas condições que oferecem para uma reconfortante e prolongada estadia no Concelho de Lagoa. O convívio, a natureza e a prática informal da canoagem, tendo o rio e o mar como cenários, estiveram em festa num concelho onde este desporto já tem raízes profundas e com elevada expressão a nível nacional e internacional.
Prova disso é que os atletas do Kayak Clube Castores do Arade (KCCA) obtiveram o terceiro lugar da classificação coletiva, com 5975 pontos, atrás do CM CostaSol (6674 pontos) e do CN Sesimbra (5989 pontos). Em termos individuais, os resultados foram os seguintes:
– K1 Sénior Masculino: 1.º – Nuno Brandão – CN Milfontes;
– K1 Júnior Masculino: 1.º – Ricardo Rodrigues – CM CostaSol; 4.º – Miguel Ferreira – KCCA;
– K1 Sénior Feminino: 1ª – Sara Rafael – CN Sesimbra; 4ª – Ana Bebiano – KCCA;
– K1 Júnior Feminino: 1ª – Joana Moura – CM CostaSol; 2ª – Beatriz Reis – KCCA;
– K1 Absoluto Masculino: 1.º – Hugo Lima – CN Fão;
– K2 Sénior Masculino: 1.º – Fábio Cameira/ Diogo Raposo – Alhandra SC;
– K2 Júnior Masculino: 1.º – Tiago Cunha / João Silva – NA Amorense.

publicado às 18:36

Olhão na BTL 2014 com balanço positivo

por Daniel Pina, em 18.03.14


Olhão marcou mais uma vez presença na maior feira de turismo do País, a BTL, que este ano decorreu de 11 a 16 de março, e divulgou o que de melhor o concelho tem para oferecer. Sob o lema «Olhão tem Futuro», a flor de sal da Necton, o azeite premiado Monte Rosa, o mel de Moncarapacho, os patés Manná da Conserveira do Sul e tratamentos Spa do Real Marina Hotel foram apresentados numa lata de conservas gigante. Apostou-se na qualidade dos produtos e serviços que o concelho tem para oferecer.
O Município mostrou-se aos profissionais do setor com um vídeo promocional de Olhão apelando à descoberta e aos segredos da cidade cubista. “O balanço de mais esta presença do Município de Olhão na BTL é bastante positivo. Mostrámos o que de melhor temos para oferecer a quem pretende desfrutar de uns dias diferentes de descanso no nosso concelho”, destacou o presidente da Autarquia, António Miguel Pina.
A Dieta Mediterrânica e a Rota dos Vinhos foram os dois grandes temas em destaque este ano no pavilhão do Turismo do Algarve, representando a região da melhor forma. Demonstrações culinárias feitas por chefs convidados e degustações de vinhos abriram o apetite para o destino Algarve, que marcou presença no Pavilhão 1 da FIL, no Parque das Nações. Tratou-se de uma forma de mostrar que os turistas também podem ser cativados pelos sabores e que esta é uma boa aposta para complementar o tradicional sol e mar caraterísticos da região.

publicado às 18:24



O passado sábado, 15 de março, marcou o arranque de mais um Campeonato dos Golfinhos, com as primeiras equipas a defrontarem-se no Estádio Municipal de Albufeira. De março a maio, cerca de 200 crianças, entre os 5 e os 8 anos de idade, vão voltar a percorrer os estádios do concelho numa animada competição, composta por seis jornadas.
O Imortal Desportivo Clube, o Futebol Clube de Ferreiras, a Academia Alto da Colina, o Guia Futebol Clube e o Padernense são os clubes representados pelos mini-craques. No total, são 16 equipas a invadir os relvados das várias freguesias, numa prova composta por dois escalões etários. O grupo dos Golfinhos A integra jogadores com 8 anos, enquanto o conjunto dos Golfinhos B destina-se a crianças com 7 anos. Os mais pequenos, com idades entre os 5 e os 6 anos, compõem o escalão C.
Já na sua oitava edição, o torneio continua a ser um sucesso entre os mais novos, não existindo vencedores nem vencidos. O fato de não existir uma atividade competitiva federada para esta classe etária, a nível nacional, faz dos Golfinhos um projeto inédito e com grande sucesso entre a comunidade. A segunda jornada tem lugar já no próximo dia 29 de março, no Estádio Arsénio Catuna, na freguesia da Guia, a partir das 15h.

publicado às 18:05



O Padel Clube de Vila Real de Santo António, em parceria com a Federação Portuguesa de Padel, a Câmara Municipal de VRSA e a VRSA SGU, realiza, nos dias 22 e 23 de março, o III Troféu Eurodolar Capital. A Praça Marquês de Pombal, em pleno centro da cidade, estará transformada assim num magnífico campo de jogos, onde, além das emoções do desporto, decorrerão diversas atividades ligadas ao Padel.
O troféu, que constitui a 1ª etapa do circuito nacional, contará com um prize money de 1200 euros e estará dividido em cinco categorias: seniores masculinos e femininos (1.º, 2.º e 3.º nível); seniores mistos (1.º e 2.º nível); veteranos (+ de 40 anos); sub-14; sub-16 e sub-18 (masculinos e femininos). Em paralelo, irá decorrer a Semana do Padel, durante a qual todos os interessados podem vir experimentar a modalidade, contando com o apoio dos técnicos do Padel Clube de VRSA, que estarão em permanência no campo amovível montado na Praça Marquês de Pombal.

publicado às 17:58

Alcoutim quer revitalizar o medronho

por Daniel Pina, em 18.03.14


Visando revitalizar o processo de destilação do medronho no concelho de Alcoutim, teve lugar, no dia 15 de março, em Monchique, um encontro entre associados da APAGARBE (Associação dos Produtores de Aguardente de Medronho do Barlavento Algarvio) e membros da COOPDURO (Cooperativa Agrícola de Rega do Pão Duro), promovido pelo presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo dos Santos Gonçalves. Durante o encontro, os cooperantes da COOPDURO tiveram oportunidade de visitar três destilarias de produtores de aguardente de medronho e melosa, bem como a Loja do Mel e do Medronho, local onde os associados da APAGARBE comercializam os seus produtos.
Segundo o autarca alcoutenejo, o encontro revestiu-se de especial importância, já que possibilitou a partilha de conhecimentos, dificuldades e obstáculos comuns aos membros das duas entidades, assim como aferir possíveis soluções para essas mesmas contrariedades, de modo a otimizar as várias vertentes inerentes ao processo de destilação e comercialização do medronho. “Estou convicto que, num futuro bem próximo, será possível operacionalizar todo o conhecimento adquirido ao longo deste encontro”, referiu Osvaldo Gonçalves.

publicado às 13:28

Reitor da UALG visitou Lagoa

por Daniel Pina, em 18.03.14


O Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins, recebeu na passada sexta-feira, 14 de março, nos Claustros do Convento de São José, em Lagoa, o Reitor da Universidade do Algarve, Professor Doutor António Branco, a Vice-Reitora Ana Freitas e a Chefe de Gabinete, Anabela Afonso, num périplo que teve por objetivo estreitar as relações da UALG com o concelho de Lagoa.
Num primeiro painel de conversas abordaram-se as grandes áreas de atuação, objetivos e estratégias da Universidade e do Município de Lagoa e a procura de projetos comuns e de cooperação, tendo o edil anunciado que a parceria teve início em setembro, altura em que tomou posse como autarca, com um estudo da viabilidade da criação de uma empresa intermunicipal para o setor da água, resíduos e limpeza urbana, a qual resultará da extensão da EMARP de Portimão para Lagoa, bem como uma auditoria à Fatasul. A autarquia apresentou o que de melhor o concelho tem para dar, realçando a importância desta parceria com a UAlg, numa altura em que a Universidade pretende abrir a sua área de atuação de dentro para fora, ou seja, da Universidade para o Algarve, nomeadamente Lagoa que, com as caraterísticas que apresenta, tem tudo para marcar terreno e destacar-se dos demais concelhos da região.
A seguir ao intervalo, em que se visitaram as salas com exposições patentes, decorreu o segundo painel, em que foi anunciada oficialmente a constituição do «Observatório Municipal de Lagoa» - com o propósito de dotar o executivo de informação adequada à tomada de decisão estratégica a médio-longo prazo - e feita a apresentação dos «Encontros de Fotografia de Lagoa 2014 - Para Além do Azul do Mar» - que se perspetiva sejam anuais, sendo que este antecede o tema para 2015 «Lagoa, A Vinha e o Vinho» e «Lagoa, A Terra e o Vinho» - tendo sido assinado o Protocolo de Cooperação, reforçando, assim, a parceria entre a autarquia e a Universidade.
Após o almoço, toda a comitiva se dirigiu ao Promontório da Senhora da Rocha, tendo-se abordado temas como o património histórico-cultural, cultura, paisagem e pescas. Já em Carvoeiro, a visita foi ao Forte de Nossa Senhora da Encarnação, com destaque para os temas sol e praia, turismo de natureza e turismo inclusivo, tendências da procura turística, alterações climáticas, praias e arribas, regulamentação de atividades emergentes: visitas às grutas e estudo sobre a evolução da procura turística em Lagoa, distribuição anual, perfil dos visitantes e potenciais mercados.
O sol e praia, arribas, atividades emergentes com impacto sobre o litoral: observação de cetáceos e pedestrianismo foram focados no estacionamento do Molhe, em Ferragudo, onde se pretende que exista uma parceria sobre o ornamento das praias estuarinas e regulamentação com fundamento científico de atividades emergentes. O regresso do Festival Lagoa Jazz foi destacado na conversa no Sítio das Fontes, em Estômbar, durante o passeio que levou a comitiva até ao recuperado moinho de maré. Por fim, a Quinta dos Vales recebeu toda a comitiva, tendo-se abordado o património histórico-cultural: cultura, vinho, nichos turísticos alternativos e apresentado novamente o tema para 2015: «Lagoa, a Vinha e o Vinho» e «Lagoa, a Terra e o Vinho». Foi referida a criação de parceria em estágios de investigação sobre a vinha, vinho, mercados e tendências.

publicado às 11:51


Foi ao som do «Grândola Vila Morena» que tiveram início as comemorações do 40.º Aniversário do 25 de Abril no Concelho de Loulé, no passado sábado, 15 de março. Desta vez, o emblemático tema de Zeca Afonso não foi a senha da Revolução mas sim de uma conferência que contou com a presença de três dos protagonistas que puseram fim à Ditadura em Portugal – Otelo Saraiva de Carvalho, Vasco Lourenço e Martins Guerreiro.
O Cine-Teatro Louletano foi pequeno para receber todos aqueles que quiseram ouvir estes Militares de Abril falar sobre este momento marcante da História Portuguesa, mas também do período atual do país, numa conferência/debate moderado pelo Reitor da Universidade do Algarve, António Branco. Com posições diferentes quanto ao rumo dos acontecimentos no processo revolucionário, os três convidados foram unânimes ao abordar o presente e a necessidade de haver uma capacidade interventiva do povo. “É necessário um novo 25 de Abril mas os Militares de Abril já não têm condições para o fazer. Tem de ser o povo a fazê-lo”, referiu Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.
Descontente com o rumou que o país tomou, Otelo Saraiva de Carvalho disse que “perdeu-se uma ocasião histórica para alterar o regime político em que vivemos”. “A forte pressão que os Estados Unidos e o mundo ocidental exerceram, com a ameaça de boicote económico, caso a revolução socialista prosseguisse, levou a este regime. Um regime que não serve pois não vejo capacidade interventiva do povo”, afirmou este militar, sublinhando: “Durante o PREC, o povo tinha poder, havia inteligência e dinamismo mostrado no terreno pelos trabalhadores, esperança em enveredar por outro caminho político, o da democracia participativa”. Como referiu este orador, na altura foi mesmo apresentado um documento guia para a aliança Povo-MFA, que seria rejeitado pelos partidos.
Em tom mais moderado, Vasco Lourenço corroborou algumas das ideias do seu companheiro: “Perdemos uma grande oportunidade de conjugar a democracia representativa com a democracia direta das organizações de base que estão no terreno mas as forças existentes impossibilitaram que essa realidade fosse concretizada”, considerou. Por outro lado, culpa os partidos políticos pelo estado a que o país chegou já que estes “boicotaram essa ligação, pois queriam apenas uma democracia representativa”. No entanto, ao contrário de Otelo, o presidente da Associação 25 de Abril acredita que, se não tivesse havido o 25 de Novembro, o país teria caído numa ditadura.
Apesar de algum desapontamento quanto ao panorama atual, Vasco Lourenço acha «inconcebível»todos aqueles que acham que Portugal estava melhor antes do 25 de Abril. “Apesar de estarmos mal, estamos claramente melhor do que antes do 25 de abril”, realçou. Face às injustiças sociais e à sociedade individualista do mundo atual, foi perentório ao afirmar: “Temos que ser capazes de voltar a uma prática solidária, fraterna e recuperar os valores de Abril”.
Já Martins Guerreiro enalteceu esta iniciativa promovida pela Câmara de Loulé, através de uma Comissão Concelhia, de celebrar os 40 anos de Abril, ao contrário do que está a ser feito pelos órgãos de soberania. “Este poder envergonha-se do 25 de Abril. É muito significativo o que Loulé está a fazer a partir de baixo. A força do poder local e da democracia de base é extremamente importante”, frisou. O militar falou das diferenças do país de hoje relativamente ao de há 40 anos atrás em termos de progresso, educação, etc., mas frisou a “situação grave, o empobrecimento e o retrocesso ao nível da emigração a que assistimos hoje”. Se durante a Ditadura Portugal viveu uma “guerra de armas”, para este militar hoje há uma “guerra financeira”. “O elemento de subjugação que hoje esmaga a classe média é a dívida. Os portugueses devem juntar esforços para combater o capital financeiro especulativo. Este poder financeiro não é democrático e é necessário controlar democraticamente as instituições desse poder”, considerou, acrescentando que “o povo português tem que tomar o seu destino nas mãos e afirmar que tem tanta dignidade como os outros”. Os militares falaram ainda do da tentativa de golpe do 16 de março, que não vingaria, mas que foi um importante momento para a caminhada para os acontecimentos do 25 de Abril de 1974
Durante este momento inaugural de um vasto programa comemorativo, Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, saudou “todos os militares que, num ato de rebeldia e muita coragem, ousaram, e puseram termo, a um longo ciclo político de opressão e restrição de liberdades e direitos dos portugueses”. O autarca relembrou a vivência por parte dos louletanos aos desenrolar da Revolução. “A nossa comunidade acompanhou, desde o primeiro momento, a causa heroica do Movimento das Forças Armadas, partilhando e vivendo as suas angústias e vicissitudes de um percurso difícil e conturbado na luta pela liberdade”, referiu o edil, falando ainda “dos novos perigos e velhas ameaças” perante a crise profunda. “A Democracia não nos foi dada para sempre. É um bem frágil e precisa que a defendamos todos os dias. Para isso, é fundamental continuarmos a trilhar o caminho que o 25 de Abril nos abriu”, afirmou este responsável.
Carlos Albino, presidente da Comissão Concelhia das Comemorações dos 40 Anos do 25 de Abril no Concelho de Loulé, falou deste programa como “um projeto de cidadania e um contributo para que os valores de Abril se instalem nos nossos afetos, alma, razão de ser e pensar”. Reportando-se às iniciativas que irão decorrer até ao final do ano, nas cidades, vilas e aldeias do Concelho, do Ameixial a Quarteira, Carlos Albino adiantou “Abril deixará de ser apenas um mês”, sublinhando o envolvimento das escolas, universidades e associações “neste desafio para todos os louletanos”. Assim, já está confirmada a presença de três ex-Presidentes da República em Loulé, para conferências que terão lugar no Cine-Teatro Louletano: Mário Soares (maio), Ramalho Eanes (junho) e Jorge Sampaio (julho). Estão igualmente previstos grandes debates onde marcarão presença antigos presidentes da Câmara Municipal de Loulé, bem como deputados eleitos de Loulé. No dia 25 de abril, pelas 21h, será apresentado no Cine-Teatro Louletano o filme «A Hora da Liberdade», um documentário ficcionado que retrata os diversos acontecimentos que pautaram o golpe militar que levou à queda da Ditadura.

publicado às 21:58



As localidades fronteiriças de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Ayamonte organizam, nos dias 20, 21 e 22 de março, a iniciativa «A poesia na Eurocidade do Guadiana», com o intuito de assinalar o Dia Mundial da Poesia. A iniciativa conta com a participação do núcleo «Poetas do Guadiana» e de outros entusiastas desta forma literária que irão declamar poemas próprios e de autores da sua preferência. Com este encontro, este núcleo poético reforça, uma vez mais, o trabalho literário desenvolvido entre as duas margens do Guadiana e que já se saldou na publicação de uma coletânea e na realização de diversas reuniões e tertúlias literárias.
No dia 20 de março, a iniciativa decorre na Biblioteca Municipal de Castro Marim, às 21h, enquanto no dia 21 a sessão terá lugar na Casa Grande, em Ayamonte, às 19h30 (hora portuguesa). No dia 22 de março será a vez de a Biblioteca Municipal Vicente Campinas, em VRSA, receber o encontro, às 17h.

publicado às 21:41



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D